Aprendemos que, por mais que a nossa religião seja denegrida e mau vista, Deus faz a verdade prevalecer e aqueles que a procuram a encontram. Porém, como isto acontece? Acontece quando o muçulmano esclarece sua religião, mesmo no auge da difamação e faz desta difamação uma propaganda a seu favor não se importando com o que dizem ou pensam os malfeitores. Com boa conduta e educação e sua paciência no esclarecimento e propagação da religião como fizeram o Profeta e seus companheiros, podemos ser seus sucessores e ter a honra e virtude de ensinar o bem à humanidade e ajudá-la a encontrar a salvação.

Ontem, Abu Jahl atacou o Profeta e quis impedir a propagação e manifestação da fé. Hoje atacam os muçulmanos e os taxam de atrasados, terroristas, etc.... temendo a propagação do Islam e a solução do Islam para o mundo.

Ontem, os muçulmanos, representados pela pessoa do Profeta Muhammad e seus companheiros não se abateram com as insinuações e ataques e fizeram a religião chegar ao oriente e ocidente. Hoje nós o faremos, se Deus quiser!

Busca no Site: A Religião de Deus

Dize: Louvado seja Deus, que nos encaminhou até aqui; jamais teríamos podido encaminhar-nos, se Ele não nos tivesse encaminhado.

Apresentações em PowerPoint

 Belos Ditos do Profeta Muhammad

Belos Ahadis (ditos)1

Belos Ahadis (ditos)2

Belos Ahadis (ditos)3

 A essência do Islam, que é a submissão voluntária à vontade de Deus, foi revelada a Adão, que a passou os seus filhos, todas as revelações seguintes a Noé, Abraão, Moisés, Jesus e Muhammad, foram em conformidade com aquela mensagem.

Lidando com Sites Anti-Islâmicos

Conta-se que um dia, quando o Mensageiro de Allah (Muhammad, a Paz esteja com ele) estava sentado com seus companheiros, um homem elegante, vestindo trajes imaculados sem mostrar sinais de ser um viajante, apareceu e perguntou: "Oh, Mensageiro de Allah, o que é a fé?" 

O Mensageiro de Allah (a Paz esteja com ele) respondeu: "É a afirmação da crença em Allah, o Mais Alto, em Seus Anjos, Suas Escrituras, Seus mensageiros, no Dia do Julgamento, na divina providência e na ressurreição no outro mundo."

O estranho disse: "Isso é certo, oh Mensageiro de Allah." Então, voltou a perguntar: "O que é o Islam, o caminho da submissão?"

O Mensageiro de Allah (a Paz esteja com ele) respondeu: "O Islam significa crer em Deus e não associá-lo a nenhum parceiro, realizar as orações regularmente, pagar as esmolas obrigatórias (zakat), observar o jejum uma vez por ano e fazer a peregrinação à Casa de Deus uma vez na vida se possível."

Depois de replicar "Está correto", o visitante perguntou: "O que é a virtude (ihsan)?"

O Mensageiro de Allah (a Paz esteja com ele) respondeu: "Significa servir a Allah, o Mais Alto, como se O estivéssemos vendo, pois certamente Ele está nos vendo."

Depois que o desconhecido se afastou, o Mensageiro de Allah (a Paz esteja com ele), disse: "Tragam-me aquele homem." Mas quando seus companheiros procuraram em volta, o homem havia misteriosamente desaparecido de suas vistas.

Então, o Mensageiro de Allah (a Paz esteja com ele) disse: "Aquele era o Arcanjo Gabriel, que veio instruir-vos na religião."

Jesus Cristo, Issa o Filho da Mariam

Mesquita Al-Aqsa - Palestina

Palestina a Terra Santa, a Terra onde Jesus Nasceu!

A verdadeira historia de um Profeta de Deus

O Alcorão Sagrado é Livro Divino, e o muçulmano que duvidar disto, deixa de ser muçulmano. Este Alcorão contém um capítulo (Sura) intitulado: Maria, onde está registrado como aconteceu a Conceição da Virgem, sua gravidez e o nascimento de Jesus.

Eis a tradução do texto do Alcorão:

"E menciona, no Livro (Alcorão), Maria, quando afastou-se de sua família para um lugar ao leste. E Nós (Deus) enviamos a ela um espírito Nosso apresentando-se a ela na forma perfeita de um humano. Maria disse a ele: "Peço a Deus, O Clemente, que me livre de ti. Espero que sejas piedoso". Disse-lhe o anjo): "Sou enviado do Teu Senhor (Deus) para agraciar-te um menino santo". Disse Maria: "Como poderei ter um menino, se humano algum jamais me tocou, e nunca fui impura?" Disse (o anjo) à Maria: "Assim será, disse Teu Senhor, porque Me é fácil, e faremos dele (de Jesus) um Sinal para a humanidade e Uma Graça Divina. E a questão consumou-se. (Maria) Concebeu-o e retirou-se para um lugar distante. As dores do parto levaram-na até o tronco de uma tamareira. Disse (Maria): Prefiro ter morrido antes disto, e caído no esquecimento total. E, eis que uma voz, vinda de baixo, chamou-a: Não fiques triste, porque Teu Senhor (Deus) fez correr um riacho a teus pés. Sacode o tronco da tamareira, e cairão para ti frutos maduros e frescos. Come e bebe e acalma-te. E quando encontrardes alguma pessoa, dize: "Fiz um voto de silêncio ao Clemente (Deus), e hoje não conversarei com ninguém." E voltou à sua gente carregando-o (ao filho). Disseram a ela: "Ó Maria, tu cometeste um ato imoral. ó irmã de Aarão, teu -pai não era um homem mau, nem tua mãe uma prevaricadora". Maria, então, apontou para o menino. Eles (perplexos) indagaram: "Como falarmos com um recém-nascido?" Ele (o bebê Jesus) falou-lhes: "Eu sou um servo de Deus, deu-me o Livro, e me fez Profeta. E fez me abençoado onde eu estiver, e recomendou-me orar e fazer caridade enquanto eu estiver vivo. E ser sempre bom filho para minha mãe, e jamais me tornar malfeitor, déspota. E (Deus) me deu paz no dia que nasci, no dia quando morrer, e no dia que eu for ressuscitado". Assim é (a história) Jesus, Filho de Maria, o relato verdadeiro no qual ainda divergem (e duvidam). Não é cabível que Deus tenha um filho (próprio), Glorificado seja! Se (Deus) quiser algo, basta-lhe dizer: " Sê " para acontecer. Deus é Meu Senhor e Vosso Senhor. Adorai-O. Eis a senda reta." (Alcorão 19) .

Nestes dezoito (18) versículos da Sura de Mariam (recitação da sura)(Maria)), Deus conta toda a história de Jesus. Uma história de relato sucinto, porém extraordinariamente rica! Significativa! Convincente! Completa! Cabal!

Nós vamos agora tentar, a nosso modo - e dentro da nossa capacidade e imaginação, analisá-la e simplificá-la, sem, contudo, alterar-lhe nenhum detalhe, ou modificar-lhe qualquer aspecto.

Se nós excluirmos o fato da criação do primeiro homem, e sua modelação na sua forma atual, iremos constatar que o fenômeno do nascimento de Jesus, Filho de Maria, é talvez, o mais extraordinário que a humanidade conheceu, em toda sua história. É, portanto, um acontecimento Singular, Inigualável, Irrepetido!

A humanidade, na realidade, não testemunhou a sua própria criação. O fato mais milagroso e gigantesco de sua existência, ou seja: a criação do primeiro homem, Adão, sem pai e sem mãe.

Quis, porém, a Providência Divina, mostrar-nos o segundo fato, milagrosamente gigantesco: o nascimento de Jesus sem genitor (pai físico) para ser testemunhado pela humanidade, e para perpetuar-se no registro da vida dos homens como acontecimento ímpar e Inigualável, e servir de prova para todas as gerações.

Uma jovem, virgem e santa, de quem jamais alguém soube, senão: a pureza, a castidade e a pudicícia, e de cuja família nada se sabe, exceto: a bondade e a virtuosidade desde a Antigüidade, uma jovem nascida praticamente no Templo, em Nazaré, e criada no Templo, em Jerusalém. Essa jovem se isola, por alguma razão pessoal, e na sua solidão, certa ela de que está só... surpreende-se de modo violentíssimo! Um homem... sim, um homem, não se sabe de onde, nem como, veio até o aposento dela, um quarto fechado, isolado e chaveado, no andar superior do Templo mais sagrado e mais bem guardado e protegido... o Santuário de Jerusalém! A jovem recorre a Deus. Pede Seu Socorro. Pede que a livre daquele estranho, estranhíssimo! E o anjo anuncia à jovem, que veio para presenteá-la com um filho virtuoso! "Como poderei ter um filho, se jamais me tocou homem algum? Jamais pensei em imoralidade." Diz-lhe o anjo: "Sou mensageiro do Teu Senhor. E Teu Senhor disse que isto (dar-te um filho sem relacionar-te com homem), é facílimo para Ele (Deus) quem diz: "Faremos dele (do menino) um Sinal para a humanidade e Uma Graça Divina." Assim encerrou-se o diálogo entre o "Espírito Santo" e a Virgem Maria! A seqüência da Sura Corânica não especifica como Maria ficou grávida de Jesus, nem por quantos meses. Mas... eis que Maria começa a sentir as dores físicas (juntamente) com as dores psicológicas, decorrentes do ultraje que terá de enfrentar diante de sua gente. Terá que enfrentar tudo... e todos: sozinha, absolutamente só! Maria concebeu Jesus com sopro Divino! Assim disse o Sagrado Alcorão: " Maria, filha de lmrán, era pura (casta), Nós (Deus) sopramos nela de Nosso Espírito..." (Nobre Alcorão 66). Então, claro está que Deus infundiu em Maria um alento de Seu Espírito.

A Voz Muçulmana Na Internet

www.islamismo.org

www.religiaodedeus.net

O Portal do Islam

http://www.jesusislam.net

1