Voltar

Voltar para página inicial

Mínima Freqüência Utilizável (Lowest Usable Frequency-LUF)

Em física, o fenômeno da reflexão consiste na mudança da direção de propagação da energia, ou retorno da energia incidente em direção à região de onde ela é oriunda, após entrar em contato com um refletor. Esta pode ser uma superfície, ou a região fronteiriça de duas ou mais camadas gasosas ou líquidas cujas densidades são diferentes. A energia pode tanto estar manifestada na forma de ondas como transmitida através de partículas. Por isso, a reflexão é um fenômeno que pode se dar por um caráter eletromagnético, óptico, sonoro, mecânico, etc.

A MUF Máxima Freqüência Utilizável (MUF, da sigla em inglês de maximum usable frequency) é o valor máximo para a qual a onda de rádio, em determinadas freqüências limítrofes, se propagará entre dois pontos, refletindo ou refratando, dependendo dos fatores de refração e reflexão dados a cada momento na ionosfera. Uma frente de onda de freqüência inferior à LUF retorna à terra antes do ponto desejado. Os valores limítrofes inferiores define-se como a Freqüência mínima que pode ser usada numa dada camada num dado momento, conhecida como Freqüência Mínima Utilizável (Lowest Usable Frequency-LUF). A refração aumenta na medida em que diminui a freqüência, consequentemente, a absorção da energia RF aumenta também. Neste caso, em freqüência muito baixa, a energia irradiada é absorvida quase em sua totalidade. Outro agravante é o ruído maior provindo da ionosfera, pois quanto menor a freqüência, maior o ruído. Desta forma, a combinação dos dois efeitos, pode resultar numa relação sinal ruído proibitiva. Por isso a LUF também é definida como a freqüência na faixa de HF, à qual a intensidade de campo recebida, é suficiente para prover a relação de sinal-ruído exigida num período de tempo específico, em torno 90% dos dias solares mais calmos no mês. A quantia de energia absorvida pelas camadas mais baixas da ionosfera (Camada D, principalmente) influem diretamente no valor da LUF.

http://www.oocities.com/minima_frequencia_utilizavel/MUF_LUF_PY5AAL.JPG MUF Máxima Freqüência Utilizável Pela sua estrutura, a atmosfera é um conjunto de camadas gasosas, de formato esférico. Estas estão dispostas concentricamente ao Planeta. Sua estrutura, a grosso modo, é influenciada por variações térmicas, composições químicas variáveis e efeitos físicos diversos, tais como eletromagnéticos, etc. Todos os parâmetros variam, pois dependem da hora, época do ano, latitude e longitude, além da atividade solar, que atua decisivamente em todo o sistema atmosférico local e global. Com respeito à propagação de radiofreqüência, a troposfera e a ionosfera assumem um papel importante. A troposfera se situa entre a superfície da Terra até aproximadamente 50 km de altitude. Pode-se dizer que esta região é neutra no que tange propagação de radiofreqüência. Nela, o vapor d’água, a pressão atmosférica e sua temperatura são fatores determinantes, porém a refração de RF, desde que a mesma seja abaixo de 30 Ghz, independe da freqüência do sinal transmitido, pois praticamente inexiste devidas colisões eletrônicas. Quanto à influência sobre a propagação de RF em freqüências mais baixas, esta se dá acima dos 50 Km até aproximadamente 1.000 km. Veja na figura no lado esquerdo. No diagrama podemos observar a reflexão ionosférica ocorrendo em camadas diferentes à medida em que a freqüência aumenta. A camada D reflete LF (Baixa Freqüência: 30-300 kHz ), a Camada E reflete a MF (Média Freqüência: 0.3-3 MHz ), enquanto as Camada F1, Camada F2 refletem a HF(Alta Freqüência: 3-30 Mhz). Desta forma, podemos entender que existe uma determinada freqüência que pode ser utilizada para ser refletida em cada camada.



1