*Ps: clique nos links para ver as fotos*


Os Backstreet Boys chegaram aqui no Brasil no começo da semana do show e pelo que parece tiveram tempo de se divertirem bastante. Howie foi à praia de São Conrado (Rio) onde nadou( e pelo que muitos disseram levou muitos caldos) junto com fãs, distribuiu autógrafos e tirou fotos. Brian, Kevin e AJ preferiam o Golfe, e mais tarde Kevin foi a uma academia para treinar boxe, onde não ficou mais de 10 minutos. Tempo suficiente de conhecer Vítor Belfort, de quem ficou amigo. Ele também foi assistir uma peça de teatro. O Nick e o AJ trouxeram suas namoradas, Tifany(Nick) e Sarah(AJ).
Tiffany - outra loira??? Ele não dizia que gostava de morena?¿?Sarah

Os shows foram nos dias 3 de maio(Rio) e 5 de maio(SP), o outro show que iria acontecer em SP foi cancelado. Eles disseram que foi porque não daria tempo para levar todo o material do palco para a Venezuela no próximo show. Mas dizem que na verdade foi porque os shows não venderam a quantidade de ingressos que estavam à venda. Para cada dia foram postos à venda 50 mil ingressos, em SP. Mas o show do dia 5 só teve 35 mil pessoas, isso porque quem comprou ingresso para o dia 6 também assistiu no dia 5, quer dizer, não foram vendidos nem metade dos ingressos.

Notícias:

Backstreet Boys, passo a passo: garotos vestem camisa do Brasil
Você pode não ser fã do Backstreet Boys, mas não pode negar que os garotos são um fenômeno. E foi esse fenômeno que subiu ao palco montado no Maracanã, no Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira. As cerca de 70 mil fãs ensandecidas (nenhuma outra palavra exprime bem o estado de espírito das adolescentes presentes) gritaram por duas horas, enquanto A.J., Kevin, Brian, Nick e Howie D. pulavam, mandavam beijos, tiravam a camisa e, acima de tudo, faziam o que bem entendiam com as garotas. Totalmente imbuídos do "espírito turista", antes de entrar em cena os meninos fizeram um aquecimento na área dos camarins, dançando ao som da bateria da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel. E com essa energia, subiram ao palco. A performance de abertura, por si só, vale o ingresso: várias explosões que sacudiram o estádio e precederam o surgimento, sobre plataformas, dos cinco rapazes. O que se seguiu foi um novelo de "hits", sendo desenrolado cuidadosamente para não deixar nenhum espectador perder o entusiasmo. A abertura foi "Everyone", música do mais novo álbum, que dá nome à turnê: "Black and Blue", que concorreu com os gritos de "lindos" e "eu te amo", ou simplesmente "ahhh!". Mas o público começou a responder mesmo com "Larger Than Life", um dos maiores sucessos do grupo por aqui. Kevin, um dos mais queridos pelas meninas, fez sucesso (mais) com "boa noite Rio, cidade maravilhosa", espantosamente, com pouco sotaque. O destaque era mesmo para as músicas do novo álbum: "Shining Star", pouco conhecida pelo público brasileiro, foi a próxima. Apesar da pouca familiaridade com as letras, as fãs não deixam barato e acompanham com palmas todas as músicas, e choram nas baladas, como em "What Makes You Different" e "Show Me The Meaning of Being Lonely" e "How Did I Fall in Love With You". Um brinde para os fãs brasileiros, um mix das duas mais famosas canções dos primeiros álbuns dos garotos "As Long As You Love Me" e "Quit Playing Games (With My Heart)" foram o ponto alto da noite. Os cinco corriam para todos os cantos do palco, provocando um certo tumulto entre as fãs, que se colavam cada vez mais à grade de proteção, para pode chegar perto dos ídolos. Engraçadinhos, perguntaram se podiam trocar de roupa ali mesmo no palco, antecendendo uma performance via telão, dentro do camarim da banda. A.J. dominou o palco e levou as garotas ao delírio, aparecendo diversas vezes sem camisa. Ele carrega as dezenas de sucessos da banda e comandou as palmas, sempre com um sorriso no rosto. "Everybody", música do primeiro clipe de sucesso dos garotos, contou com perfomance pirotécnica e, acreditem, com cantoria do público, que raras vezes se manifestou com coisas além de gritos e "eu te amos". A rotina engraçadinha de "The Call", em que A.J. finge receber um telefonema em meio ao show, seria a última canção. Já com lágrimas no rosto, algumas fãs não esperavam o final da música para pedir bis. E, claro, o bis veio. "Shape of My Heart", balada meiga do novo álbum, fechou a noite e trouxe todos os garotos vestindo camisetas da seleção brasileira, repetindo o ato da cantora Krystal, que abriu o show esbanjando simpatia e uma boa voz. Com o final do show você imagina que as garotas estejam cansadas de pular e gritar, certo? Errado. Mesmo durante a saída do estádio a gritaria continuou. Nenhuma delas sabia dizer exatamente por que estava gritando. "Eles são dez. Acho que vou gritar até chegar em casa", disse Carina Motta, 17. Esse é o espírito!
*****************

Vestidos todos com as cores da bandeira brasileira, os Backstreet Boys terminaram o show no Maracanã, no Rio, com a balada mais do que conhecida Shape of my Heart, em meio a um show pirotécnico, que levou 70 mil pessoas ao local. Antes de terminarem, o grupo encenou um final com a música The Call, quando tocou o celular de Brian, que fingiu sair para atendê-lo. Depois de deixar as fãs na expectativa, o cantor teen retornou ao palco para o indispensável bis. Logo em seguida, entraram os outros integrantes, junto com os bailarinos. Antes de deixarem o palco, às 23h10, todos se abraçaram e arrancaram lágrimas das mais deseperadas. Pirotecnia - Em meio aos gritos histéricos de milhares de fãs, os Backstreet Boys surgiram no palco ao som de fogos ensurdecedores. Um telão "lead screen" de útima geração e alta definição iluminava o centro do palco. Também foi usado um gigantesco show de pirotecnia, simulando meteoros e bolas de fogo colidindo com a Terra, fazendo-a explodir. Na saída dos camarins, os cinco integrantes dos BSB cumprimentaram todos os seguranças e Nick aproveitou para dar um beijo em sua namorada, Tifany Sara Martin, que o aguardava. Junto com os integrantes dez bailarinos participaram do show, encapuzados. O quinteto ensaiou um pouco de portugês e agradeceu ao público pela presença. Vestindo terno branco, Kevin deu boa noite e disse "You are beatifyul" (Vocês são lindos) para a platéia. Sozinho no palco, o cantor correu de braços abertos agradecendo o amor de seus fãs.
************

Fã escreve 1.400 cartas para chegar perto dos Backstreet Boys
Deu um trabalho e tanto, mas para a estudante carioca Rebeca Silva, de 16 anos, valeu o sacrifício. Escrever 1.400 cartas para uma rádio local foi a chave para ficar o mais próximo possível de seus ídolos, os rapazes dos Backstreet Boys. A estudante, junto com outras adolescentes, foi a vencedora de uma promoção que garantiu uma vaga na entrevista coletiva no Hotel Sheraton, em São Conrado, e ingressos para ver as apresentações da banda no Rio de Janeiro e em São Paulo. "Foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida", disse ela, depois de beijar os cinco integrantes do grupo. Ela também foi escolhida para entregar à banda um disco de Platina, resultado da venda de 500 mil cópias do "Black & Blue", mais recente CD da banda. "Eles são supercheirosos, simpáticos e atenciosos. O Brian é super brincalhão", disse Rebeca, fã dos Backstreet desde o início da carreira do grupo. Os Backstreet Boys se apresentam nesta quinta-feira no estádio do Maracanã e depois seguem para São Paulo, onde fazem show no sábado.
*********************

Backstreet Boys criticam fãs que acampam
Assim que entrou no salão para a coletiva de imprensa que aconteceu na tarde desta quarta-feira no hotel Sheraton, no Rio, Kevin Richardson, um dos integrantes do Backstreet Boys, fez questão de agradecer o carinho que o grupo está recebendo dos fãs brasileiros. Uma das preocupações dos rapazes é com a segurança e a saúde dos fãs. - Eles comem mal e dormem fora de casa. Quando chegar na hora do show, que é o mais importante, vão passar mal, desmaiar, não vão conseguir aproveitar nada, criticou o mais velho do grupo. Outro motivo de discurso é o trabalho beneficente que desenvolvem. Há três anos, Brian fundou uma instituição que financia cirurgias cardíacas. A.J. ajuda escolas americanas a manter os cursos de música. Howie D. tem uma fundação que ajuda portadores de lúpus. Kevin tem preocupação com o meio ambiente e com a qualidade de vida da população mundial e tenta, através de sua fundação, promover a conscientização das pessoas e Nick estuda um projeto sobre como salvar os oceanos. Bem-humorados, os meninos do Backstreet Boys revelaram que o show desta quinta-feira no Maracanã será diferente dos outros da turnê Black & Blue. Além de mudanças no palco, feitas por razões técnicas, eles incluíram mais duas músicas no repertório: As long as you love me e Quit playing games. Um dos momentos divertidos da concorrida coletiva - que teve a participação de fãs sorteados em promoções de rádios cariocas -, foi quando Kevin levantou rapidamente a camiseta e mostrou o abdomen a pedido da modelo e apresentadora Monique Evans. A.J mostrou seus braços tatuados e afirmou não ter mais lugar no corpo para fazer as tatuagens já conhecidas das fãs. Nick, o mais quieto do grupo, cometeu uma gafe durante a coletiva de imprensa. Questionado sobre a imagem que tinha do Brasil antes da visita ao país em novembro passado, o cantor disse que sempre soube que o Brasil tinha um time de futebol maravilhoso, principalmente "aquele jogador de cabelo grande, louro". Neste momento, alguns jornalistas disseram que o tal jogador era o colombiano Valderrama. Imediatamente Nick tentou consertar e disse que a seleção que ele assistia vestia camisa verde. Ao perceber que tinha se enrolado mais ainda, o cantor colocou as mãos no rosto e, muito sem graça, pediu desculpas. Das situações embaraçosas por que passaram ao longo das turnês pelo mundo, Howie D lembrou do dia em que ele, Brian e A.J. jogavam golfe e no meio de tantos fotógrafos uma menina fazia de tudo para chamar a atenção dos rapazes. De repente, ela gritou e levantou a blusa. Claro que conseguiu o que queria e ainda tirou uma foto. Ele disse que todos costumam navegar pela Internet e que muitas vezes conversam com fãs no bate-papo do site do grupo: - É claro que eles não acreditam, mas costumamos conversar com os fãs. Temos um assistente de Internet que nos acompanha em todas as viagens e atualiza o site com notícias e fotos das turnês. Mas o que realmente chamou a atenção do grupo não foi o disco de platina que receberam no final da coletiva, nem a gritaria das adolescentes presentes no local. A chegada dos Backstreet Boys cover fez Brian comentar que eles eram os mais parecidos que já tinha visto. E chamou o grupo brasileiro para tirar fotos. Howie D confessou que no início eles achavam engraçado encontrar garotos vestidos como o grupo, mas hoje só vêem isso como uma grande homenagem. Depois de responderem as perguntas de jornalistas e fãs, o grupo seguiu para uma sessão de fotos com os cerca de trinta adolescentes sorteados pelas rádios cariocas. E quem fez a alegria dos repórteres foram os covers...
******************

Krystal admite ter sido cantada por A.J., do BackStreet Boys
Bonita, simpática, talentosa e amiga dos cinco garotos mais desejados do mundo. O que mais a jovem cantora americana Krystal, escolhida para abrir os shows da turnê mundial dos Backstreet Boys, pode querer? Muita coisa. Krystal quer lotar estádios, tornar-se conhecida do grande público e fazer muito sucesso com o seu novo álbum Me & My Piano, a ser lançado no Brasil em 15 de maio. Aos 19 anos, Krystal toca piano, bateria, guitarra e flauta. Ainda é pouco conhecida no Brasil, mas tem entre seus projetos gravar em junho um dueto com o Júnior, irmão da Sandy. Quanto aos rapazes dos BSB, a cantora só tem elogios. “Eles são grandes amigos e está sendo um prazer abrir o show deles. Nos damos tão bem no palco que canto You are the reason com a participação deles”. Solteiríssima, Krystal admite que, apesar da amizade, às vezes surgem uns flertes rápidos: “O A. J. já me cantou”. Você toca vários instrumentos. No palco qual é a sua performance? Apenas eu, um piano, um microfone e muita energia. Conhece algum pianista brasileiro? Egberto Gismonti, por exemplo? Não, não conheço nada sobre o trabalho dele. Alíás, não sei muito sobre a música brasileira. Mas me apaixonei por esse país e quero saber mais sobre os sons daqui. O que você ouve? Gosto de Stevie Wonder, Michael Jackson, Prince e Elton John. Qual a sua relação com os meninos dos Backstreet Boys? Vocês trocam "figurinhas" ou o esquema de segurança não permite? Nosso relacionamente é ótimo, somos grandes amigos. Quem me apresentou a eles foi o meu empresário, o Cook, que produziu o primeiro disco deles. E não teve nenhum Backstreet mais atrevido, que tenha te paquerado? Não...(risos) Ah, fala a verdade... O A.J. já me paquerou mas não rolou nada, nos damos muito bem, gostamos de cantar juntos, mas a amizade é muito forte para que eu deixe acontecer algo que possa estragá-la. Você está começando uma carreira agora e a maioria das cantoras americanas, como Britney Spears, exploram muito a imagem sexual. Você fará isso? Eu admiro o trabalho da Britney Spears, da Cristina Aguilera e de tantas outras. Elas deram muito duro para serem reconhecidas. Cada um tem o seu estilo e eu acho que o meu não é sensual. Então qual é o seu estilo? Por fora o meu estilo é meio roqueira. E por dentro? Por dentro eu sou uma nerd!
*****************

Krystal vai gravar dueto com Júnior
Sábado, 05 de maio de 2001, 15h18 A cantora americana Krystal, escolhida para abrir os shows da turnê mundial dos Backstreet Boys, quer conquistar o mercado brasileiro. Krystal vai gravar um dueto com Júnior, da dupla Sandy e Júnior. "Ainda não nos conhecemos mas admiramos o trabalho um do outro", disse ela. Ainda não se sabe onde ocorrerá a gravação da música, mas o clipe será gravado em junho ou julho no Brasil. Krystal cantando em inglês e Júnior em português. A balada, claro, será romântica. É esperar para ouvir.

Saiba o que os meninos do Backstreet responderam durante a coletiva no Rio de Janeiro

O que gostaram mais do Brasil?
Howie: as pessoas aqui são muito simpáticas. Os brasileiros são muito hospitaleiros. Sei que vocês ajudam várias fundações.
Poderiam falar sobre esse trabalho?
Brian: Há três anos, operei o meu coração. Então, comecei a ter esse tipo de preocupação. Hoje, mantenho uma instituição que financia cirurgias cardíacas.
AJ: Eu ajudo algumas escolas americanas a manter a música como disciplina. É que o governo americano quando corta as verbas, os diretores suspendem automaticamente as aulas de música.
Howie: Ajudo uma instituição que cuida da prevenção de Lupus. O trabalho é basicamente dar explicações sobre a doença e ensinar as pessoas como se prevenirem.
Nick: Estou estudando algumas propostas. Quero ajudar na preservação dos oceanos. Acho isso muito importante para a nossa vida e para o planeta.
Kevin: Meu pai morreu de Câncer no ano passado. Estava ajudando a Fundação Americana de Prevenção de Câncer, mas nas minhas viagens pelo mundo tenho visto que as pessaoas se alimentam mal, respiram ar poluído. Então, resolvi criar uma instituição que cuide do meio ambiente. O ser humano precisa viver em harmonia com ele. Sei que aqui no Brasil, por causa da floresta amazônica, essa preocupação já existe.
O que fazem por amor?
Nick: Qualquer coisa! Howie: A música é a minha paixão e a minha carreira está em primeiro lugar. Ainda não encontrei a menina certa.
Vocês têm algum sonho? Namorariam uma fã brasileira?
Nick: estamos pensando em abrir uma agência de encontros!!
AJ: Temos muito sonho, um deles é ganhar o Grammy.
O que sabem do Brasil?
Howie: Já estive aqui há 2 anos atrás e fiquei muito impressionado com o Brasil.
Nick; sei de um jogador maravilhoso. Não lembro o nome dele, só que ele tinha um cabelão. É muito engraçado e vestia uma camisa verde (o jogador é o Walderrama e é colombiano. Quando soube disso, ele ficou morrendo de vergonha e simulou que ia ficar embaixo da mesa).
Vocês sentem falta de levar uma vida comum? Acreditam em Deus?
Kevin: Pensamos em Deus todos os dias. Somos muito abençoados. Não há nenhum trabalho no mundo que um dia você não queira levar uma vida diferente da sua. Isso também acontece com a gente.
O que acham das fãs que estão acampadas?
AJ: Fico muito lisonjeado com isso, mas também muito preocupado. Elas não estão se alimentando direito, nem bebendo água. No dia do show, vão desmaiar na quarta música e vão perder a melhor parte. Ficamos muito preocupados com a saúde e segurança delas.
Algum de vocês é evangélico? Como é conciliar essa religião com a carreira?
Brian: Quando era pequeno, cantava na igreja para 5 ou 10 pessoas. Depois, o público passou para 40. Hoje, são milhares. Deus me deu esse dom de cantar. Tenho muito orgulho do que sou e do que me transformei.
************* Eles estão se divertindo na Cidade Maravilhosa!
Hoje, logo após o almoço, Kevin, Brian e AJ deixaram o hotel Sheraton, onde estão hospedados, e foram jogar golfe. Eles chegaram ontem, 29, às 15h40 no aeroporto do Rio de Janeiro, mas não pensaram em outra coisa a não ser em descansar. Enquanto a equipe do hotel cuidava das malas dos garotos, eles foram direto para suas suítes, onde ficaram descansando. Uma hora depois, AJ já estava circulando. Ele deu uma olhada em tudo e resolveu comprar umas coisinhas. O backstreet boy gastou R$ 122 com duas duas camisas floridas e uma bermuda na loja The Man Shop, no saguão do Sheraton, onde a banda está hospedada.

*****************

Os meninos do Backstreet Boys não conseguiram lotar o Maracanã no show que começou agora há pouco, às 21:20. Os 90 mil ingressos colocados à venda não foram esgotados: o estádio recebeu apenas 45 mil pessoas. Os fãs já conferiram o show de Pollyanna, a irmã de Howie D., um dos integrantes do grupo. A menina não agradou muito e passou o maior vexame: desafinou, caiu de bumbum no palco e apelou jogando CDs para a platéia. Depois, foi a vez da cantora Krystal se apresentar. Até às 18h30m, 413 pessoas passaram pelo posto médico instalado no estádio. Tem gente famosa que também está louca para curtir o show dos rapazes: Taís Fersoza e Fernanda Souza enfrentaram o assédio do público na pista do Maracanã, mas se instalaram numa área vip, improvisada atrás das câmeras de TV.

**************
Essas notícias foram tiradas de: Terra, Globo.com, Yahoo.

1