COMENTÁRIOS SOBRE O CAMPEONATO MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA


Oi. Sendo você corinthiano ou não, seja bem vindo a esta home-page.

O tema aqui abordado é o Campeonato Mundial de Clubes da FIFA, realizado no Brasil em 2000, com jogos no Rio de Janeiro e em São Paulo, e vencido pelo Corinthians. Esse campeonato tem sua legitimidade muito contestada. É causa de freqüentes discussões entre corinthianos e torcedores rivais. O texto em seguida expõe argumentos a favor desse título alcançado pelo Timão. Após, temos algumas imagens relacionadas ao campeonato.


COMENTÁRIOS SOBRE O MUNDIAL DA FIFA

Os rivais costumam contestar o fato do Corinthians ter entrado no Mundial sem ter conquistado a Libertadores. Consideramos esse fato irrelevante. Vários países já ganharam Copas do Mundo por serem países-sede, sem terem participado das eliminatórias, e ninguém contesta esses títulos. Por exemplo, a Inglaterra e a França. A situação é idêntica à do Timão. Ele entrou no campeonato como representante do país-sede, por ter vencido o último Campeonato Brasileiro. Ademais, se ele venceu um torneio em que participaram os campeões de todos os continentes, indiretamente venceu o mundo inteiro.

Da mesma forma, o fato do Timão ter sido campeão mundial em solo pátrio não faz diferença, já que isso também ocorre em Copas do Mundo sem ser objeto de discussões. O que importa não é onde o time joga, e sim contra que adversários ele joga.

Alguns afirmam que foi "armado" o fato do Vasco ter entrado na competição ao invés do Palmeiras (já que aquele tinha sido o penúltimo campeão da América e este, o último) e com isso contestam a validade do campeonato e do título mundial do Timão. Entretanto, entendemos que esse raciocínio está errado. Não é raro "virarem a mesa" nos Campeonatos Brasileiros. Quando isso ocorre ninguém questiona a legitimidade do título do time vencedor. Por exemplo, em 1993 viraram a mesa para o Grêmio subir para a primeira divisão e ninguém afirmou que o Palmeiras não foi campeão de verdade naquele ano por causa disso. Enfim, o fato de um ou outro time ter ingressado na competição de forma questionável não afeta o merecimento da conquista do campeão.

Diante do exposto acima, podem tentar contra-argumentar afirmando que nos anos em que viraram a mesa no Brasileirão não tiraram nenhum time da competição, apenas incluíram alguns a mais, o que não teria ocorrido no Mundial, por terem excluído o Palmeiras. Tudo bem, tal raciocínio é correto. Por outro lado, isso é compensado pelo fato do Mundial ter abrangido times de todos os continentes.

A expressão "campeonato mundial", em seu sentido estrito, se refere a um campeonato que abra possibilidades a times do mundo inteiro. No Mundial de Tóquio só participam times da América e da Europa. Já o Mundial da FIFA foi o único torneio do qual participaram também times da África, da Ásia e da Oceania. Os rivais afirmam que só há bom futebol na Europa e na América. Que esses continentes têm os melhores times, é verdade. Mas não é impossível um time de outro continente vencer um campeonato mundial. O futebol da África, por exemplo, vem progredindo bastante, chegando a vencer Olimpíadas. No Oriente Médio já contratam técnicos brasileiros há muito tempo, e também estão contratando alguns jogadores ocidentais bons.

Às vezes também ouvimos os rivais afirmarem que o Corinthians ganhou roubado porque o juiz validou um gol contra o Raja Casablanca em que a bola não entrou. De fato, isso ocorreu. Acontece que foi anulado um gol completamente legal contra o Real Madri, conforme a opinião geral, inclusive a dos comentaristas. Na média, roubaram contra o Timão, pois teria sido melhor não terem dado o gol contra o Raja mas terem validado o gol contra o Real, pois este era o concorrente direto na busca pela vaga na final.

Muitos rivais também afirmam que os times europeus pouco ligaram para o Mundial. Contudo, é comum a imprensa também mostrar o contraste entre a empolgação dos times brasileiros e o descaso dos times europeus diante do Mundial de Tóquio, como ocorreu com o Palmeiras e o Manchester. Ou seja, os europeus dão menos importância que os brasileiros para ambos os torneios.

Também alegam contra o Mundial da FIFA o fato dele só ter sido realizado uma vez até agora. O Mundial pode ou não voltar a ser realizado que de qualquer maneira vai ser bom para o Timão. Se voltar, nós já teremos nosso título registrado na história e com o tempo é provável que o Mundial da FIFA vá ganhando mais status que o Mundial de Tóquio, como ocorreu com o Campeonato Brasileiro, que substituiu o Torneio Roberto Gomes Pedrosa. Por outro lado, caso o Mundial de Clubes da FIFA não seja mais realizado, o Corinthians será para sempre o único detentor desse título inigualável.

O Mundial de Tóquio também tem o seu valor. Para vencê-lo é necessário percorrer um caminho muito difícil, disputando primeiro uma vaga nacional e depois outra continental. Enfim, tanto o Mundial de Tóquio quanto o Mundial da FIFA são títulos importantes. A questão é, então, qual desses torneios é o melhor. A resposta é subjetiva. Pelo fato de muito mais times brasileiros já terem sido campeões ou vices do Mundial de Tóquio, é comum que o consenso geral esteja a favor deste. Entretanto, preferimos o Mundial da FIFA e consideramos que o Corinthians é o detentor da maior glória oficial que um time já pôde conquistar em toda a história do futebol mundial.

Thiago Serrano, um corinthiano






Você é o visitante número:

Counter


Meu e-mail:

mundialdafifa2000@yahoo.com.br


1