- Centro de Memória; Antonio Alvarez Parada

PREFEITURA DE MACÉ Fundação Macaé de Cultura

Foto/Acervo

VIVAMEMÓRIA

MEMÓRIAVIVA

“ Não ter história é quase não ter nome; é quase não ter pátria.” (Julio Dantas)

A Prefeitura Municipal de Macaé, num projeto de resgate dos referenciais históricos e da identidade cultural do nosso povo, cria, em 1992, uma instituição: o Centro de Memória.

A trajetória biográfica de um ilustre macaense e o legado de suas obras ratificaram a escolha de seu patrono, definindo sua denominação: Centro de Memória Antonio Alvarez Parada. Em fevereiro de 1997, foi integrado à Fundação Macaé de Cultura, sendo revitalizado para cumprir sua meta prioritária que é garantir a integridade da memória histórica do Município.

Composto de grande número de documentos da Administração Municipal, que datam do início do Século XIX, seu acervo pode ser considerado um dos mais importantes de Macaé, possibilitando consultorias em diversas áreas das Ciências Humanas. CRIAÇÃO DA CASA DE EDUCAÇÃO E CULTURA NO SANA

Em 18 de agosto de 2001, foi criado o Centro de Memória Argeu Victor Hugo do Brazil , instalado na Casa de Educação e Cultura Emílio Gato, no distrito do Sana. Uma nova visão política, definida pela Prefeitura Municipal e pela Fundação Macaé de Cultura, vem estabelecer novos rumos à cultura macaense, garantindo ao cidadão uma autêntica percepção de sua atuação na construção da Sociedade, enquanto Sujeito da História.

Projetos realizados pelo Centro