V E L A S
(Livro publicado em 2000)
Das velas, as chamas
Já se extinguiram;
Do barco, as velas
Já não vejo mais;
Espaços enormes
A serem preechidos
E o presente a passar
Não oferece o cais.
Gaivotas voavam
Enquanto eu me erguia
do sonho da febre da exaltação
Do amor que eu pensei que possuía
Mas eram gaivotas
Em vôos de arribação
Tão longe o barco
As velas um ponto
No infinito
De água e azul solidão
Sem chamas, sem asas
Somente o som aflito
Das notas dolentes
De um violão.
POESIAS:
RASTROS
EVOLUÇÃO TU E ELE
QUERO
DESPEDIDA FEITO/DESFEITO QUEM FEZ?
PALAVRA
SEMENTES
ORA
Livro Velas - Poeta Tânia Martins - Academia Caetiteense de Letras - Caetité - Bahia - 2003 - Todos os direitos pertencem à Autora.
1