Apologética

Casula

Cibório e Cálice

A Basílica de São Pedro

DOUTRINA CATÓLICA

OS SACRAMENTOS

______________________________________________________________

" Eu sou o pão vivo que desceu do céu ; se alguém dele comer , viverá eternamente ; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne." ( Jo 6:48,51)

" Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele " ( Jo 6,56 )

" E tomando pão , e havendo dado graças , partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo , que é dado por vós ; fazei isto em memória de mim." ( Lucas 22:19 )

"E tomando o cálice, deu graças, e o deu a eles, dizendo: Bebei deste todos, porque isto é o meu sangue do novo testamento, que será derramado por muitos, para a remissão do pecado" (Mt 26, 27-28)

________________________________________________________________

Os sacramentos são sinais sensíveis e eficazes da graça invisível , verdadeiramente , portam a graça que representam. São portanto necessários para transmitir a graça ( 'ex opere operato' ) e a justiça de Deus ; através dos sacramentos , os homens são justificados .

Servem também para que os homens perseverem e cresçam na fé , na justiça e na caridade , recebendo as graças atuais ; graças que também podem ser recebidas pela via extra-sacramental.

A causa eficiente dos sacramentos é a misericórdia divina , a causa instrumental é o rito sacramental e a causa final a glória divina ; glória que é prestada a Deus através da celebração dos sacramentos .

A justiça divina , por sua vez , é a causa formal , que torna tudo justo como o Pai ; e os méritos são de NS Jesus Cristo - Deus encarnado , Salvador da humanidade. [ Cfr. Concílio de Trento - Sessão VI (13-1-1547)- Decreto sobre a justificação - Cap. 7 – A essência da justificação do pecador e suas causas - 799 - cân. 11 ]

Se não fossem de origem divina , os sacramentos não teriam o poder de realizar aquilo que Cristo prometeu realizar .

O acontecimento salvifico na sua totalidade é uma verdade eterna , estabelecida por Deus desde antes da fundação do mundo. Esse acontecimento abarca o cosmos e a própria Igreja . Trata-se de uma oblação livremente determinada por Deus e comunicada aos homens através da revelação ; seus efeitos não terminam após a celebração e o recebimento da graça , prolongam-se por toda a nossa vida , como prologam-se por toda a história da humanidade até a consumação dos tempos .

Os sacramentos são a comunicação eterna da verdade e da justiça de Deus . Cristo vence a morte , suplanta o pecado no seu corpo , e transmite essa vitória aos homens que acolhem a sua mensagem . NS Jesus Cristo é assim o sacerdote e a oferta ; ele anuncia a salvação que se realiza nele . A nossa salvação é alcançada com Cristo , por Cristo , e em Cristo ; ele é o meio e o fim da sua mensagem soteriológica -- o autor eterno da obra da salvação que se realiza nele e subisiste em Deus .

Cristo é o Logos divino , a inteligência divina , o princípio da criação - o começo e o fim - ; a sabedoria eterna de Deus . A Palavra santa , perfeita e eterna , a palavra que salva . A mesma palavra , através da qual , Deus criou e sustenta a realidade . Esta palavra encarnou no ventre da Virgem Maria e é a mesma palavra que se faz presente na eucaristia e nos demais sacramentos .

A essência divina é amor , verdade e vida ; as ações de Deus não se distinguem da essência divina , e , assim , também são amor , verdade e vida . Por essa razão os sacramentos são sinais da graça , através dos quais nos é dispensada a vida santificada. Nos sacramentos nossa alma vive em comunhão com a vida de Deus , formando uma unidade. Os sacramentos estão ordenados à vida e à fé de cada pessoa. Neles e por eles , Jesus Cristo oferece-Se a Deus pela salvação dos homens ; por este dom , os homens podem estar seguros de sua fé , do seu ato de amar e de ser amado por Deus.

Os sacramentos foram criados para perpetuar a presença visível do Salvador no mundo ; sua missão , seu ministério e seu sacerdócio perfeito. Cristo definiu o significado dos sacramentos , a Sua presença e a atuação neles , e a absoluta necessidade dos mesmos para a nossa justificação e santificação.

A Palavra ensinada por NS Jesus Cristo sobre os sacramentos é a mesma Palavra que atua na ação sacramental. Trata-se de uma comunicação eterna que se realiza na Santíssima Trindade e que é transmitida aos homens livremente por Deus . Nesta ação o Espírito Santo está presente , santificando com as palavras de Cristo , repetidas pelos ministros da Igreja .

As ações internas a Deus , como dito , não se diferenciam da essência divina e por isso são , ao mesmo tempo , meio e fim ; o ato de relacionar e aquilo que se relaciona e se comunica , em essência , não diferem. As pessoas da Santíssima Trindade estão unidas em substância e Suas relações não alteram a natureza divina. Os sacramentos , portanto , são expressões dessa verdade . Deus consagra as espécies , está presente nelas e comunica a Sua graça aos que recebem os sacramentos. Nos sacramentos o Espírito Santo vem habitar a alma humana e conceder-lhe mais graças .

Os sacramentos foram instituídos para a glória de Deus , através da realidade criada . Sua ministração foi exposta por Cristo na forma de um dever legal para a sua Igreja . A água , o óleo e o pão eucarístico na ação sacramental , constituem a forma visível do Espírito Santo ; estão unidos indissoluvelmente a Deus , glorificando-O no ato de santificação dos homens.

Os sacramentos são de Deus , da Santíssima Trindade , de NS Jesus Cristo e da Igreja ; estão eternamente associados às palavras ensinadas e exigidas por Jesus . São , portanto , a Palavra do Deus Vivo ; a Palavra que Deus não cessa de transmitir à Sua Igreja. A Palavra Santa e Eterna agindo e santificando os homens através dos seus ministros na Terra , porque o dizer de Deus é sempre um agir.

Os sacramentos são da Igreja para a Igreja ( Cfr n. 1118 -Catecismo de 1993 ) , de Deus para Deus [ Cfr Catecismo - Cap. I - O Mistério Pascal no Tempo da Igreja - Art. I -A Liturgia - obra da Santíssima Trindade - I." O Pai , fonte e fim da liturgia" ] . Os sacramentos são 'da' Igreja porque são a ação do Cristo nela ; e são 'para' a Igreja , porque comunicam os mistérios e as graças de Deus à Igreja -- Igreja entendida como a comunhão no Espírito Santo das almas justificadas pelo batismo .

Eles expressam o mistério central da Santíssima Trindade , que neles atua ; o mistério da Nova e Eterna Páscoa e da imolação do Cordeiro de Deus que destrói a morte e o pecado definitivamente . Assim como Deus uniu-se aos homens em Cristo ; nos sacramentos Ele Se encontra , misteriosamente , unido à realidade natural para regenerar a alma humana e a obra da criação. Os sacramentos expressam a Nova Criação , antecipando a transfiguração da terra na Parusia.

A Igreja , ela própria , é um sacramento , um sinal sensível da graça ( Cfr . Lumen gentium , 48) e é constituída por sacramentos (S. Agostinho , civ. 22,17 ; S. Tomás de Aquino , s.th. 3,64,2 ad 3). A Igreja vive pelos sacramentos ; eles a sustentam e só têm valor quando ministrados no seu interior.

A definição dos sacramentos , sua existência , e o modo de atuação de Deus em cada um deles , constituem verdades dogmáticas , expressas na forma de anátema , como nos cânones dogmáticos do Concílio de Trento. São , portanto , verdades reveladas por Deus e confirmadas solenemente pela Igreja de modo infalível.

O Concílio de Trento confirmou , definitivamente , a existência dessas ações sensíveis da graça de Deus que são os sacramentos , em face das heresias protestantes .

Os sacramentos são portanto ensinamentos de Deus , constituem doutrina revelada , e servem para que mais ensinamentos nos sejam transmitidos , tal a infinitude do saber divino. Eles são verdades que servem como canais para que mais verdades nos sejam transmitidas ( Cfr. Catecismo n. 1091 , 1092 )

Deus na revelação sacramental , fala de Si , de Seu poder de perdoar , de curar e santificar -- revela verdades de Sua natureza . É assim a Palavra viva , a Palavra divina em ação na Igreja . A Palavra que sustenta a Igreja e os homens , e que os conduz ao seu fim sobrenatural.

O Espírito Santo é o educador da fé do povo de Deus , o artífice das " obras-primas de Deus " ; essas obras são os sacramentos da Nova Aliança . Nesta comunicação sacramental do mistério de Cristo , o Espírito Santo age como em outros tempos da história da salvação, preparando a Igreja para encontrar Cristo ; recordando e manifestando à fé de todos , o Nosso Salvador , tornando presente e atualizado o seu mistério ( Cfr. Catecismo n. 1091 , 1092 ). Por essa razão , todos os mistérios cristãos são mistérios sacramentais.

Os sacramentos são sete ao todo -- batismo , eucaristia , penitência , crisma , matrimônio , ordem e unção . Os sete sinais sagrados da presença de Deus .

A Igreja distribui os sacramentos nas seguintes categorias - sacramentos de iniciação ( batismo , confirmação e eucaristia ) ; sacramentos de cura ( pena e unção ); e os sacramentos de serviço ( ordem e matrimônio ).

O batismo é o sacramento que nos abre à vida divina ; justifica os homens da culpa original e permite o recebimento dos demais sacramentos. O dogma católico declara que a justificação consiste na verdadeira e completa remoção do pecado e na santificação interior da nossa alma. Nada restando de indigno ou merecedor de reprovação por Deus , após o recebimento da graça batismal. O batismo torna a alma do homem agradável e agradecida a Deus ; apta a realizar as obras de valor sobrenatural. O sacramento é assim uma realidade que transforma outras realidades . Uma realidade espiritual que santifica a alma humana para que esta glorifique a Deus continuamente.

A eucaristia é o mais importante dos sacramentos , pois nele Cristo está presente em substância - como alimento - na forma da oblação eterna , antes de qualquer uso.

O sacramento da ordem é como um selo divino sobre o fiel batizado e crismado ; tornando-o apto a desempenhar um sacerdócio ministerial , fazendo dele um instrumento perpétuo de Cristo .

O sacramento da confissão expressa a justiça divina antecipada , trata-se de uma manifestação da misericórdia e do poder infinito de Deus , para aqueles que voltam a pecar , após o recebimento do batismo.

Nem todos os sacramentos são necessários para os indivíduos isoladamente ; mas , no conjunto , são todos necessários.

Os sacramentos da ordem e da crisma são privativos dos bispos. O matrimônio e o batismo podem ser celebrados por diáconos. O batismo , em casos extremos , pode ser celebrado por leigos , com a intenção de fazer aquilo que Cristo ensina .

Aqueles que recebem os sacramentos devem obedecer algumas condições , como por exemplo ter consciência do que fazem , não possuindo pecado mortal ou punição eclesiástica .

Pecadores graves e excomungados não podem receber os sacramentos , sem confissão prévia e perdão da pena , para não causarem sacrilégio.

Existem modalidades extraordinárias de ministração sacramental admitidas pela Igreja , para situações especiais , nas quais a misericórdia divina atua para justificar e salvar todos aqueles que desejam receber a graça santificante , como , por exemplo , o " batismo de desejo " e " o batismo de sangue " , para aqueles que não puderam receber o batismo sacramental ; a 'contrição perfeita' do pecado mortal para quem não pôde confessar sacramentalmente ; a comunhão para enfermos na residência destes , e a concessão do perdão da pena afeta ao pecado grave ou mortal por parte do sacerdote na unção dos enfermos .

Os sacramentos são ações sobrenaturais de Deus no mundo. São ações do Espírito Santo -- fonte da revelação e da redenção -- que santificam diversos aspectos das nossas vidas .

Os sacramentos tornam santos e por conseguinte dignos de Deus , aspectos da nossa vida natural . Como o nascimento para a vida espiritual com o batismo , o perdão dos pecados na confissão , o recebimento do alimento eterno , na idade da razão ; a confirmação da nossa fé e da nosssa peretença à Igreja , na crisma ; a união do homem e da mulher no matrimônio , que traz ao mundo novos filhos de Deus ; a ordenação dos fiéis aptos a celebrarem os sacramentos , e , finalmente , o sofrimento , a doença, a cura , a morte e a ressurreição em Deus , na unção dos enfermos .

Os sacramentos são verdades que saem do Corpo de Cristo para o homem e o mundo. É impossível a salvação e o crescimento na graça , sem os sacramentos. Eles expressam o amor de Deus por nós.

Os sacramentos são o próprio Cristo agindo entre os homens. O Cristo que veio , que vem e que virá ! O Cristo que morreu para não mais morrer ; e que com a sua morte derrota a morte e o pecado , definitivamente.

_________________________________

TEXTOS

_________________________________

“ O Pão que comemos não é uma comunhão no Corpo de Cristo ? Porque há um só pão e nós formamos um só corpo ” (1Cor. 10,16).

" Se permanecerdes na minha palavra , sereis meus verdadeiros discípulos ; conhecereis a verdade e a verdade vos livrará." ( Jo 8:31 , 32 )

" Santifica-os na verdade ; a tua Palavra é a verdade ". (Jo. 17:17)

______________________________________________________________

São Boaventura afirma: "Estar Cristo no Sacramento como num sinal , nenhuma dificuldade tem ; estar no Sacramento verdadeiramente , como no céu , tem a maior das dificuldades : é pois sumamente meritório acreditá-lo".

_____________________

São João Crisóstomo : "Quem faz que as coisas oferecidas se tornem o Corpo e o Sangue de Cristo não é o homem , é Cristo que foi crucificado por nós. Como representante , pronuncia o sacerdote as palavras rituais ; a eficácia e a graça vêm de Deus. Diz 'isto é o meu Corpo ': esta palavra transforma as coisas oferecidas".

_____________________

Santo Ambrósio : "A palavra de Cristo , que pode fazer do nada aquilo que não existia , não poderá mudar as coisas que existem naquilo que não eram ? Criar coisas não é menos que mudá-las ".

___________________________________________________________

O Código de Direito Canônico fala sobre os Sacramentos

Dos Sacramentos

"(840) Os sacramentos do Novo Testamento , instituídos por Cristo Nosso Senhor , e confiados à Igreja , enquanto são ações de Cristo e da Igreja , são signos e meios com os quais se expressa e fortalece a fé , se rende culto a Deus e se realiza a santificação dos homens , e , portanto , em grande medida , contribuem para criar , corroborar e manifestar a comunhão eclesiástica ; por esta razão , tanto os sagrados ministros como os demais fiéis devem comportar-se com grandíssima veneração e com a devida diligência ao celebrá-los. (841) Posto que os sacramentos são os mesmos para toda a Igreja e pertencem ao depósito divino , corresponde exclusivamente à autoridade suprema da Igreja aprovar ou definir o que se requer para a sua validez .."

___________________________________________________________

O Espírito Santo atua através dos santíssimos sacramentos , que são Mandamentos de Deus instituídos para a renovação da promessa da graça . Atos estabelecidos por Cristo para a eternidade , que portam a graça justificadora , a misericórdia e a salvação ; foram confiados à Igreja , que guarda a Palavra de Deus e celebra os Seus mistérios (I Cor. 4: 1) , renovando o sacrifício de Cristo na adoração sacramental .

_____________________________________________________________

TEXTOS DA SEÇÃO " SACRAMENTOS "

Os Sacramentos

Sacramento do matrimônio

Dom Eusébio Scheid fala da adoração ao Santíssimo e do Mistério Eucarístico

Mysterium Fidei - Sagrada Eucaristia

A Sagrada Liturgia ao longo do tempo

Batismo infantil , batismo adulto ; batismo por infusão e imersão

Ano da Eucaristia

Encíclica " MYSTERIUM FIDEI " do Papa Paulo VI sobre o dogma da eucaristia

O Significado da Eucaristia

O Significado da Eucaristia , Verdade Salvífica Eterna

Contrição perfeita e imperfeita

Everton Jobim

1