Timor Leste AI Logo   

  Timor Leste - Entenda o Conflito

 
      Localizado no arquipélago malaio, a ilha de Timor, a cerca de 550km ao norte da Austrália, foi dividida, em 1859, entre a Holanda e Portugal. Após a independência da Indonésia, sua parte oeste ficou sob o controle de Jacarta, e a parte leste continuou sob domínio Português. Em 1975, tropas indonésias invadiram o Timor Leste, aproveitando a indefinição gerada pela retirada de Portugal, que até então administrava a ilha como uma colônia. A invasão ocorreu após uma breve guerra civil, onde a Frente Revolucionária do Timor Leste Independente (Fretilin), de esquerda, derrotou as forças conservadoras locais, que queriam a integração com a Indonésia. A Fretlin chegou a proclamar a independência em novembro de 1975, mas foi forçada a abandonar a capital Dili, bombardeada pela aviação indonésia. Em julho de 1976, Timor Leste foi declarado oficialmente a 27ª província indonésia, passando a se chamar Loro Sae, apesar de sucessivas resoluções da ONU - que considera ilegal a ocupação - exigindo a retirada dos invasores e a autodeterminação dos timorenses. A repressão à Fretlin, que refugiou-se nas montanhas e tem promovido uma luta de guerrilhas contra a ocupação, já matou cerca de 200.000 mil pessoas. Além da repressão, o governo central vem forçando a adoção do idioma indonésio e a islamização dos timorenses. Em 1996, o Prêmio Nobel da Paz foi dado a dois líderes da luta pela independência do Timor: o bispo dom Carlos Felipe Ximenes Belo e o porta-voz do movimento, José Ramos Horta, fazendo com que o conflito no Timor Leste voltasse a ser lembrado pelo mundo.


Voltar
1