VCR - cabeças de gravação

Video Cassete Recorder

2 - 4 - 6 ou 7 CABEÇAS ?Detalhe do cilindro superior desmontado , onde pode-se observar o transformador rotativo com 4 enrolamentos
, sendo 1 para cada cabeça. Na borda do cilindro temos o par de cabeças - observe os 4 pontos de solda

O QUE É ISTO AFINAL !

Autor: Eng David Marco Risnik

Tira dúvidas

Index * * E-mail

Apesar de comum e amplamente divulgado nos comerciais e anúncios que oferecem VCR's - acredito que ainda "poucos" saberiam dizer com exatidão qual a diferença entre êles , e quais os beneficios que este ou aquele modêlo de "tantas" cabeças traz ao usuário.

Vou começar (...) pelo começo: você sabe o que é uma CABEÇA DE GRAVAÇÃO (record head)?

Cabeça , cabeçote ou simplesmente "head" (em inglês) de gravação , quando nos referimos ao sistema magnético de gravação de sinais em fita , é o elemento cuja construção apropriada executa a importante missão de transformar os sinais ELÉTRICOS em sinais MAGNÉTICOS próprios para serem "impressos" em uma fita magnética , seja em áudio , em vídeo ou informática . Na realidade o mesmo cabeçote que "grava" , permite executar a operação reversa , qual seja a de "ler" ou capturar os sinais magnéticos e transformá-los novamente em sinais elétricos , próprios para serem manipulados pelos circuitos eletrônicos. As operações de gravar e lêr , técnicamente são referenciadas como RECORD e PLAY.

Os gravadores de áudio - popularmente conhecidos como mini K7 - ou mesmo os gravadores de rôlo (ainda existem?) executam a chamada GRAVAÇÃO LINEAR . O têrmo linear refere-se a forma de deslocamento da fita em relação ao cabeçote : em outras palavras a fita desliza em linha "reta" sobre o cabeçote de áudio . Mas pergunta você: e existe outra forma de deslocamento ? Sim existe e é utilizada nos chamados Video Home System "VHS" o nosso popular video cassete - já também com seus dias contados ...

A gravação de vídeo é chamada de HELICOIDAL , não porque tenha sido um tal de Hélio que a tenha descoberto..., mas porque ela executa um movimento tipo hélice (lembre de um mola ou espiral). É aqui que começa a parte interessante - acompanhe com atenção . As cabeças de vídeo (depois explico porque no plural) ficam alojadas em um cilindro - uma peça metálica cuja superfície é "brilhantemente polida" , pois por ela é que a fita de 1/2 polegada irá se deslocar (deslizar) : isto mesmo , no video cassete tanto a fita como as cabeças se movimentam ! é um baile sincronizado (pobre do servo mecanismo) Este sistema lembra bastante aquelas máquinas de fatiar queijo : a faca gira , e o queijo vai sendo fatiado (é uma boa analogia acreditem) . Similar operação ocorre com as pistas de video: o cilindro (e as cabeças nêle fixas) giram traçando uma pista "helicoidal" que é impressa na fita , enquanto que a fita se desloca "linearmente" (puxada pelo capstan) : assim as pistas de vídeo são gravadas "transversalmente" lado a lado na fita. Pronto , desculpem a demora , mas cheguei no ponto exato para responder as questões a que a matéria se propõem: porque afinal , tantas cabeças !

ESPREME - APERTA - COMPACTA

O sistema ou formato VHS , foi criado para atender ao usuário doméstico - cujas principais caracteristicas são: quer pagar pouco , ter um equipamento de pequenas dimensões , e (coitado) exige "qualidade" (digo qualidade de imagem e som). Tudo isto foi conseguido - apertando aqui , espremendo ali , sacrificando acola . No projeto original (décadas atrás) foram previstas larguras de pista de video de 58 microns ! . O que é isto ? pegue um milímetro e divida-o por mil (1000) e teremos a noção exata do que é um micron . Isto equivale a dizermos que as cabeças de vídeo possuem (ou possuiam) largura de 58 micron ou menos - pequenas não ? Muito pequenas ! Detalhe: normalmente a largura de gravação da cabeça é ligeiramente menor do que a largura reservada para uma pista , para se obter bandas de guarda laterais - um espaço que separa uma pista da outra . Isto foi o resultado das "esprimidas" sofridas para se chegar a um sistema doméstico : em têrmos técnicos , mais elegantes , chamamos de GRAVAÇÃO DE ALTA DENSIDADE. Este é o sistema desenhado para gravações domésticas em velocidade standard - muito conhecidas como SP - que apesar de ser as iniciais de São Paulo - em VCR traduz-se por Standard Play - ou 2 horas ! Cada pista completa de 58 microns possuem um CAMPO ( 262,5 linhas de video) ; como um quadro (525 linhas - 60 Hz - sistema PAL-M) é constituido por dois campos (par + impar) , temos portanto duas pistas de vídeo para cada quadro . Duas pistas correspondem a UMA VOLTA DO CILINDRO. Agora eu conto porque cabeças de video (no plural) : as cabeças de vídeo são dispostas DIAMETRALMENTE OPOSTAS no cilindro ( a 180 graus uma da outra) e sempre aos PARES ( 2 , 4 , 6 - 8) . Houve modelos que tentaram "redescobrir" fórmulas e chegaram a utilizar 3 cabeças ... Alguns modelos de hoje utilizam 7 cabeças .Voltando as pistas , eu disse que são necessárias duas pistas para se formar um QUADRO (um quadro é um fotograma , como em cinema) , portanto numa volta completa do cilindro: na primeira meia volta uma das cabeças "varre" (scan) a primeira pista e no complemento da volta a segunda cabeça "varre" a segunda pista - pronto está gravado um CAMPO - com duas cabeças . Este é o VCR padrão , assim como foi idealizado.

No intuito de preservar a paciência do leitor ,

tomei a liberdade de dividir esta matéria em partes. Obrigado

CONTINUA - click aqui

São Paulo-SP/ Brasil

This page hosted by Get your ownFree Home Page

Obrigado pela visita !

Conheça também minha página sobre Computação Gráfica