Vulcanismo



Conforme visto anteriormente, o magmatismo ou atividades magmáticas, são divididas em PLUTONISMO e VULCANISMO.

Denomina-se de vulcanismo (derivado de Vulcano, deus do fogo na mitologia greco-romana) a todos os processos e eventos que permitem e provocam ascensão de material magmático juvenil até‚ a superfície da Terra. Este material juvenil pode ser em estado gasoso, líquido ou sólido.

Várias já foram as teorias para tentar explicar a origem do vulcanismo. Platão suspeitava de "correntes de fogo" no interior da Terra. Possidônio falava que o ar comprimido em cavernas ‚ que seria a causa do fenômeno. Na idade m‚dia originou-se o conceito de "fogo eterno do inferno" nas profundezas da Terra. Buffon (s‚c. XVIII) imaginou que existia um mar de fogo no interior da Terra e que os vulcões seriam grandes "fornos" ligados aos oceanos por cavernas. Dessa forma, teríamos assim, a formação de vapores e outros mateiras vulcânicos.


Plutonismo = corrente ou teoria que postula que todas as rochas se formaram pela ação direta ou indireta do magma (Hutton).


Netunismo = teoria formulada por Werner, que postula que todas as rochas se formaram pela ação direta ou indireta dos oceanos.

Foi somente no início do s‚c. XIX que se iniciaram as explicações mais coerentes para o vulcanismo.



Diferentes partes de um vulcão

Um vulcão pode ser dividido em diferentes partes.


Edifício Vulcânico

Chamamos de edifico vulcânico … todo o conjunto da "montanha" vulcânica (cone vulcânico). Ele ‚ formado por cratera + caldeira + cone vulcânico + neck + condutos vulcânicos.


Cratera

 a boca afunilada que se forma garças …s explosões que ocorrem principalmente no início das atividades vulcânicas. Não se tratando de vulcões explosivos, ‚ a abertura por onde saem as lavas. Cratera vem do grego krater= vaso de boca larga.

Genericamente, podemos ter 4 tipos de crateras

a) cratera de acumulação: originada pelo acúmulo de material priclástico expulso da chaminé‚.

b) cratera de explosão: originada pelas explosões

c) cratera de abatimento: esta cratera se origina devido … abatimentos diferenciais das regiões adjacentes ao vulcão.

d) cratera de impacto : formada devido a impactos de meteoritos.


Caldeira

Conjunto de crateras.


Cone vulcânico

É a montanha propriamente dita. é chamado de cone devido a semelhança das montanhas vulcânicas com um cone. É formado por "camadas" de lavas intercaladas com outras de material piroclástico (material piroclástico = fragmentos de rochas expelidos pelo vulcão provenientes do próprio vulcão ou da pulverização das rochas adja­centes).


Neck ou chaminé‚

Neck = pescoço em inglês.  a parte do vulcão, no interior do cone vulcânico, por onde a lava passa para sair até‚ a superfície.


Condutos

Passagem que liga a câmara magmática até‚ a superfície terrestre.


Câmara magmática

Reservatório de magma situado a algumas dezenas de quilômetros da superfície terrestre.


Altura das Montanhas Vulcânicas

As maiores alturas das montanhas vulcânicas, nos continentes são da ordem de 4000 metros. Já nos oceanos, as alturas dos vulcões podem atingir 9000 metros.


TIPOS DE ATIVIDADES Vulcânicas


Os diferentes tipos de atividades vulcânicas se caracterizam pelo mecanismo de erupção, pela natureza do material expelido, pela disposição dos edifícios vulcânicos ou pela localização dos vulcões (continente ou oceano).


1) Atividades iniciais

São as primeiras atividades que ocorrem nas regiões onde ainda vai surgir um vulcão. Essas atividades foram identificadas recentemente mediante a observação do nascimento de vulcões como o Monte Nuovo (Itália) em 1538, Jorulho (Mexico) em 1759 e o mais recente Paricutin (20 de fevereiro de 1949 no México).

Simplificando, a seqüência de acontecimentos ‚ a seguinte:

a) Abaulamento do solo seguido de terremotos.

b) Abertura de fendas com saída explosiva de gases e água subterrânea.

c) Abertura e limpeza mediante explosões da chaminé‚. Ocorre expulsão de cinzas, blocos, bombas e farrapos de lava.

d) Derrame de lava.


2) Atividade de ejeção e derramamento de lava; atividades rítimicas.

Estas atividades formam vulcões tipo estrato. A lava que fica na cratera e na chaminé‚ é rica em gases. A expansão dos gases proporcionam explosões jogando no ar, pedaços de lava bem como fragmentos das rochas adjacentes sob a forma de cinzas. Posteriormente, ocorrem os derrames de lava. As explosões e os derrames ocorrem seguindo uma certa ritmicidade. Então, temos uma alternância de lavas e material piroclástico.

Exemplo: Stromboli, chamado de "Farol do Mediterrâneo" pois desde os tempos históricos ele encontra-se em atividade.


3) Atividade vulcânica (atividade vulcaniana)

 o tipo mais comum de vulcão e de atividade vulcânica. Caracteriza-se pela alternância de longos períodos de repouso (da ordem de alguns séculos) com erupções violentas e repentinas altamente catastróficas.

As atividades iniciam com o escape de gases, terremotos, expulsão de material piroclástico e por último o derrame de lava.

Exemplos: Vesúvio e Krakatoa (a erupção deste vulcão foi altamente catastrófica, matou 36 mil pessoas, destruiu por completo 4 cidades, originou uma onde de 35m de altura que deu a volta 2 vezes na Terra, o barulho da explosão pode ser escutado em uma distância de 200km, cidades situadas a mais de 200km ficaram completamente escuras pois a quantidade de poeira lançada na atmosfera foi tal que impediu a passagem da luz solar).


4) Lagos de lava ou atividade tipo havaiana.

Exemplos: Mauna Loa e Kilauea (Hawai). A topografia ‚ suave (não formam montanhas altas), a cratera é muito grande (da ordem de quilômetros) onde aloja-se um lago de lava incandescente. Em certos lugares as lavas podem se consolidar formando "ilhas". Todo este material encontra-se em fervura constante. Quando ocorre derrame, dá-se de forma lenta e não catastrófica sendo que o nível da lava simplesmente sobe até‚ transbordar pela boca do vulcão.


5) Efusão lenta.

Este tipo ‚ também muito comum. A lava, viscosa, derrama lentamente montanha abaixo, devido a ação da gravidade. A velocidade pode ser de apenas alguns metros por dia. Se a lava for muito viscosa, ela nem consegue sair do vulcão formando uma espécie de "rolha" que aprisiona gases e lavas. Quando finalmente os gases conseguem escapar, ocorre uma violenta explosão.

Exemplo: Monte Pelado (ou Pele‚) na Martinica.


6) Nuvens ardentes

Exemplo: Monte Pelado (ou Pele‚) na Martinica. A temperatura de todo o sistema é extremamente alta bem como a quantidade de gases. Uma explosão repentina lança no ar gases e material piroclástico (partículas sólidas) que devido ao calor, ficam incandescente. A velocidade da nuvem ‚ muito alta.


7) Erupção linear ou de fissura.

Exemplo: tipo de vulcanismo que ocorreu na Bacia do Paraná e atualmente ocorre na Islândia e Nova Zelândia.

Abrem-se fendas profundas por onde saem as lavas tranqüilamente.


8) Erupção submarina.

Semelhante as erupções lineares s¢ que agora nos oceanos. Exemplo: vulcanismo que ocorre no meio do oceano Atlântico.



MATERIAIS PRODUZIDOS PELAS ATIVIDADES Vulcânicas.

Podem ser divididos em 3 grupos:

a) lavas

b) Material piroclástico

c) Gases vulcânicos


a) Lavas - massas magmáticas em estado parcial ou total de fusão, que atingem a superfície terrestre e se derramam.

- lavas em blocos (ou lava tipo "aa" - nome indígena do Hawai). Estas lavam forma afloramentos constituído por blocos e fragmentos de lavas. As vesículas são raras.


- lavas em corda (ou lava tipo "pahoehoe" -nome hawaiano). A lava movimenta-se como uma massa pastosa, coberta por uma película consolidada que se enruga devido ao movimento da lava mais líquida que se localiza por debaixo.


b) Material piroclástico - são os produtos sólidos e incoerentes produzidos pelas atividades vulcânicas. Em uma erupção, o material piroclástico pode ser produzido em maior quantidade do que a lava. O tamanho dos fragmentos pode varia desde muito fino a até‚ alguns metros de diâmetro.

De acordo com o tamanho são denominados de :

- blocos: acima de 5cm de diâmetro; formas irregulares, ásperas que são expelidas já em estado sólido do vulcão.

- bombas: são massas consolidadas durante a trajetória da lava no ar. As dimensões variam desde alguns centímetros a até‚ 1m. Possuem a forma de um projétil devido a rotação causada pela explosão.

- lapilli: ejetólitos de lava do tamanho de uma ervilha.

- cinzas: trata-se de material de aspecto arenoso, constituindo material fino menores que 4mm de diâmetro. Constituem as poeiras vulcânicas.


c) Gases vulcânicos

Em atividades vulcânicas e produzida grande quantidade de gases e vapores sendo que o vapor d'água ‚ o mais comum. Outras manifestações gasosas:

- fumarola: temperatura cerca de 800 a 200oC. Principais gases: HCl, H2S, SO2, SO3, H2O, CO, CO2, CH4 dentre outros.

- solfataras: temperatura 200 a 100oC. Grandes quantidades de vapor d água, CO2, H2S, S, FeS2.

- mofetas: ‚ característico a exalação de CO2.



DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS VULCÕES

Todos os vulcões estão localizados nas zonas orogenéticas modernas, ou seja, regiões onde existem o contato entre diferentes placas tectônicas, quer por subdução ou por falhas diversas transcorrentes, transformantes ou distensivas.

A origem dos vulcões será estuda mais adiante.




Home | Página principal


1