Manual Gás Natural Versão: 2.01

TRÓIA MultiMarcasGNV - Páginas Notícias Perguntas

Manual
GNV - Home As Últimas! Autonomia Inmetro Detran Economiza? Esquema Manutenção Informações Manual Mapa Brasil Peças Segurança Produtos Serviços

 
Ao instalar um equipamento de Gás Natural Veicular ”GNV ” você escolheu o combustível  mais moderno que existe para propulsão de veículos.
O GNV e um combustível  composto fundamentalmente por gás metano e sua utilização dará a você e sua comunidade excelentes vantagens.
Este combustível, ao contrario do que ocorre com outros combustíveis,  não contem chumbo, desnecessário em função da sua alta octanagem (120-130)
Ao ser mais completa a combustão, os efeitos poluentes dos gases do escapamento são reduzidos em ate 80%.
Estes gases são também menos abrasivos, aumentando a durabilidade do sistema, acrescentando as seguintes vantagens:
  1. Mantém limpas as velas aumentando sua vida útil.
  2. Não suja o sistema de lubrificação do motor duplicando o intervalo entre as trocas de óleo e filtro.
  3. Melhora a lubrificação porque os cilindros não são lavados com o excesso de gasolina, o que elimina o desgaste precoce do motor.
No mundo moderno estamos avançando permanentemente nos aspetos ligados a segurança em casos de acidentes automobilísticos. Com GNV você contribui desde hoje para esta segurança.
 Nos veículos a gasolina, o combustível é transportado em tanques de chapa de ferro de absoluta fragilidade contra impactos, e ainda levam dentro vapores de combustível líquido e oxigênio. Uma mistura altamente explosiva.
 Esses tanques devem ter um tubo de respiro que deixa livre a entrada de ar ao mesmo que o motor vai consumindo combustível.
 No seu carro, a partir de hoje você armazena o Gás natural em um tanque, ou cilindro, construído em aço sem solda de 6 a 8 mm. de espessura. Isso literalmente o converte em um dos componentes mais resistentes do seu automóvel.
 O GNV se armazena sob pressão  permanente e por isso impossível  que se mescle com oxigênio  por entrada de ar nos cilindros. A tubulação  de alimentação é dimensionada para altas pressões  e por isso são  mais resistentes que para os sistemas de combustíveis  líquidos.  Mas se mesmo assim houver algum vazamento ou ruptura, em vez de se espalhar perigosamente embaixo do carro, por ser mais leve que o ar, o gás se dissipa rapidamente na atmosfera.
 Estas são somente algumas das vantagens do seu equipamento de GNV com relação  a poluição  e segurança.
 Também  mencionamos a economia de manutenção  do veículo, mas o que provavelmente o ajudou a optar pela instalação  do GNV em seu carro, foi a economia diária.  Neste ponto e onde você poderá  sentir de forma imediata a grande diferença.  Cada metro cúbico  de GNV rende em torno de 12% a mais que um litro de gasolina e ainda mais que o álcool,  e ainda com a diferença  de preço a sua economia gira em torno de 70%.

 

SEGURANÇA

Em caso de acidentes, verifique rapidamente possíveis vazamentos de GNV e feche rapidamente o registro de corte geral. Em acidentes com incêndio,  faça  o seguinte:

1)     Desligue o motor, tente fechar o registro geral.

2)     Ataque o fogo com o extintor de incêndios do seu carro dirigindo o jato para a base do fogo.

3)     Já com o fogo dominado, verifique se ha temperatura do cilindro está alta. Neste caso, reduza a temperatura com água em abundância. 

4)     Em todas as situações, procure retirar o veículo  de via publica e avisar as autoridades

 

        No momento de fazer alguma reparação no seu veículo, feche a válvula de corte, principalmente no caso de fazer algum tipo de solda.

É possível  mudar o equipamento de GNV de um veículo  a outro, mas deverá  ser feito somente por uma oficina instaladora ”homologada pelo INMETRO” e o veículo  deverá  obter uma nova homologação.  Toda a tubulação  e as conexões  utilizadas são de fabricação especial e aprovadas pelo INMETRO. Jamais utilize componentes de procedência duvidosa ou que não estejam devidamente regulamentados.

Serviço e Garantia

O fabricante dá garantia para o redutor contra falhas e defeitos de fabricação por ano(s) sem limite de quilometragem. Não  efetue nenhuma mudança  ou troca nos elementos do sistema. Para isso recorra a uma Oficina Autorizada.

Marca / Fabricante

KIT

Elétrica

Landi Renzo

2 Anos

1 Ano

REG

1 Ano

6 Meses

Dinamotor

3 Anos

6 Meses

         Todo veículo equipado para uso de GNV deve ser homologado pela Oficina credenciada pelo INMETRO e circular com o Certificado de Segurança Veicular(CSV), com todos os dados do veículo, proprietário e número de série do redutor e cilindro de GNV. Este documento deverá ser renovado anualmente na sua oficina credenciada.

 

Como usar um veículo equipado com GNV

Abastecimento de GNV

O abastecimento dos cilindros deverá  somente ser feita em Postos autorizados. Respeite as normas de segurança  indicadas no local.

1)     Partida do Motor

a.      Chave Automática – Veículo Injeção Eletrônica

i.    Comprove que a chave do comando esteja na posição GNV e ligada.

ii.    Gire o contato, evitando pisar no acelerador.

b.     Chave Manual

i.    Comprove que a chave do comando esteja na posição GNV e ligada.

ii.    Gire o contato, evitando pisar no acelerador no veículo com injeção eletrônica.

2)     Se o motor não pegar, mude a chave para Gasolina/Álcool e repita a operação anterior pressionando levemente o acelerador no caso do veículo carburado.

3)      A chave de comando funciona com um dispositivo de segurança que corta o fluxo de GNV no caso do motor não conseguir funcionar.

 

1)     A mudança deve ser feita com o motor funcionando aproximadamente a 1.500 RPM.

2)     Aperte o botão de gasolina/álcool da chave de comando e aguarde aproximadamente 6 segundos para o corra a mudança  de combustível.

 

1)   Sempre com o motor funcionando a aproximadamente 1.500 RPM constantes, pressione o botão da chave de comando na posição ”neutro”.

2)   Quando o motor estivar a ponto de parar por falta de combustível,  pressione o botão  ate a posição  GNV, acelere levemente e o motor estar funcionando a GNV.

3)   Se o botão  GNV for pressionando antes do tempo o motor se afogara pois estará  trabalhando com os dois combustíveis  ao mesmo tempo.

4)   Neste caso:

1.º)            Desligue o motor, pressione novamente o botão na posição neutro: ligue novamente o motor (pisando no acelerador ate a metade sem bombear até que se esgotem os dois combustíveis).

2.º)            Somente então  pressione novamente o botão  GNV e o funcionamento do motor se normalizará a gás.

 

Para passar de Gasolina/Álcool a GNV – Veículo Injeção Eletrônica

1)     Com o botão GNV acionado, ligue o motor e acelere suavemente até 1.500 RPM.

a.      Chave Manual: Mude a chave de gasolina/álcool para GNV.

b.     Chave Automática: O motor funcionará a gás sem a necessidade de nenhum outro comando.

2)     Para voltar a usar gasolina/álcool simplesmente pressione o botão para gasolina/álcool, também a uma rotação mínima de 1.500 RPM e a mudança será feita instantaneamente.

3)     Para manter o motor funcionando sempre com gasolina / álcool deixe ao botão  nesta posição .

4)     Lembre-se sempre de manter ao menos 10 litros de gasolina / álcool no tanque.


INTERRUPTOR / CHAVE DE COMANDO

          0 Redutor de GNV é o encarregado de alimentar o motor por meio de suas três  etapas de redução da pressão acumulada no cilindro de gás.

 Este redutor e produzido sob normas de qualidade ”ISO 9002”, assegurando o funcionamento perfeito ao proporcionar gás para todos os níveis de exigência do motor.

            O desenvolvimento e qualidade conseguida neste produto são o fruto de 30 anos de experiência de conseguindo um Legítimo produto Italiano importado.

  

CONSELHOS ÚTEIS

  1. Após  os primeiros 500/1000 Km. de uso a regulagem e a carburação  do sistema devem ser checadas em uma oficina de instalação  Autorizada. Saiba que uma ma regulagem dificulta a condução  e o rendimento do veículo. 

  2. O arranque a frio do motor pode ser feito a gasolina/álcool ou a GNV sem inconvenientes desde que o motor e a ignição  estejam em bom estado. E recomendável que a cada 1.000 km. Aproximadamente se ponha o motor para funcionar a gasolina/álcool para a verificação da integridade dos sistemas de carburação de combustível líquido. Sempre tenha uma reserva em torno de 10 litros de gasolina/álcool (principalmente nos carros com bomba elétrica de combustível).

  3. Para reduzir a freqüência de abastecimento, recomendamos a você que utilize o marcador de quilometragem e a chave de controle indicadora, para abastecer com o cilindro o mais vazio possível. Você deverá lembrar-se sempre da autonomia de acordo com a sua forma de dirigir. Leve em consideração  que os postos de GNV variam em sua pressão  em + ou - 5% e isso afeta diretamente a autonomia obtida.

  4. Ao ligar o motor já aquecido, não  e necessário  usar o afogador.

  5. Em veículos  com carburador, sempre que possível,  realize as mudanças  de combustível  em zonas de pouco tráfego.  Isso se faz de forma mais suave utilizando a inércia  do veículo.  Pratique se for necessário  no princípio,  com o carro estacionado. Na mudança  de gasolina/álcool  para GNV, certifique-se que o carburador esteja completamente  vazio bombeando o acelerador algumas vezes, para simplificar o processo. No caso de dúvidas  consulte com sua oficina autorizada.

  6. Antes de viajar verifique o vencimento da Homologação  do seu equipamento de gás e o vencimento do reteste dos seus cilindros tanque. Faça  uma checagem do estado geral das mangueiras de aquecimento e do sistema de refrigeração  do motor. Lembre-se que o filtro de ar deve se substituído a cada 3.000 a 7.000 km. (dependendo da região por onde trafegue o automóvel). 

  7. Não deixe que mãos inexperientes alterem a instalação ou regulagem do seu equipamento de gás. Por qualquer inconveniente, não  hesite em recorrer a um concessionário  Oficial GNC .

  8. Recomendamos que, no caso de qualquer colisão,  acidente modificação,  ou reparo importante, se Faça  uma revisão  do sistema de gás em um concessionário oficial GNV , mesmo quando a Homologação  não  estiver vencida e o automóvel  funcione aparentemente bem.

  9. Em motores com carburador, no caso de uma falha eventual da instalação  elétrica, e quando o motor não  receba nem gás nem gasolina/álcool . Você poderá  funcionar o motor a gasolina/álcool  com o sistema original (sempre que este sistema esteja em bom estado e com combustível  no tanque) abrindo a eletro-válvula  de gasolina/álcool  manualmente (figura 3),

1.º) Girar ¼ de volta da borboleta de abertura manual da eletro-válvula na direção  A,

2.º) Ponha a chave de comando em gasolina/álcool ,

3.º) Ligue o motor e dirija-se ao concessionário  GNV mais próximo.

O equipamento para o GNV é composto por:

  1. Redutor de Pressão

  2. Manômetro com Sensor de Abastecimento

  3. Mesclador Gás/Ar

  4. Chave de Comando Elétrico

  5. Cilindro e Suporte

  6. Tubulação de Alta Pressão

  7. Variador de Avanço/Ponto(Opcional)

  8. Válvula de Abastecimento(Carga)

  9.  Válvula de Cilindro

Fig. 3   eletro-válvula

 

FUNCIONAMENTO DO EQUIPAMENTO PARA GNV

A figura 1, representa esquematicamente um equipamento para GNV, instalado em um carro, e ainda assim tema possibilidade de funcionar a gasolina/álcool.

 A escolha do combustível (Gasolina/álcool ou GNV), é feita através do interruptor/Chave de comando.

 Esta escolha pode ser feita com o veículo em movimento.

 O Regulador-Redutor de Pressão: deve ser conectado ao circuito de refrigeração do motor (arrefecimento), pela tubulação de água, para que possa receber o calor necessário.

 

Mesclador de Alumínio com Venturi

·        Metálico para não dilatar com a temperatura;

·        Duas entradas ao invés de uma para maior admissão;

·        Ângulos calculados para melhor admissão;

·        Venturi com entrada distribuída por vários furos;

 

CERTIFICADO DE GARANTIA  

SEM LIMITE DE QUILOMETRAGEM

 
                                Landi Renzo   REG / Dinamotor

·        Kit Redutor             2 Anos      - 1 Ano / 3 Anos
·        Sistema Elétrico       1 Ano       - 6 meses
·        Instalação               1 Ano       - TRÓIA MultiMarcas

TRÓIA MultiMarcas
35 Anos Qualidade & AutoConfiança

ABNT
NBR 11353-1

INMETRO
RTQ33 e RTQ37

 

 

 

 

 REVISÕES PERIÓDICAS

As manutenções do veículo permanecem conforme o fabricante recomenda;

Verificações Periódicas Importantes:

Filtro de Ar trocar de 3.000 a 7.000 Km,

Velas, Regulagem de Ponto, Compressão,...

Cada Ano

Revisão do Sistema

Emissão do Certificado de Segurança Veicular;

Regulagem do Veículo no Gás;

Verificação de Vazamento(s);

Verificação da Tubulação de Alta Pressão;

Verificação das Mangueiras de Baixa;

Verificação de Válvulas e Manômetro;

Verificação de Chave Comutadora, Eletro-Válvula e Relês

Cada 3 Anos – Substituição da tubulação de Alta Pressão

Cada 5 Anos – Reteste de Cilindro

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

·        Não alterar, regular ou substituir peças do kit sem autorização de um revendedor Autorizado e de acordo com as normas da ABNT e INMETRO;

·        Manter o veículo nas condições de uso e manutenção recomendadas pelo fabricante;

Kit Mod./Nº de Série

Cilindro Mod./N.º e Série

Data Instalação

Visto Gerente

 

 

 

 

 

 

 

 

Cliente: Nome Completo

Ciente e de acordo com as condições de Garantia e Manutenção

 

 
         

Informações Atualizadas – Visite nosso site sobre Gás Natural

www.troia.com.br/gnv/

·        E-Mail: oficina@troia.com.br
·        Sua Opinião é importante! www.troia.com.br/opiniao.htm  
·       
Perguntas mais freqüentes: www.troia.com.br/perguntas/gnv.htm 
·        Endereço p/ Correspondências: Rua Licínio Cardoso, 416 - S. Fco. Xavier - 20911-150 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
·        Telefone:
(0xx21) 2501-9090   Fax: (0xx21) 2261-1546          

Modificado: 17-Jul-2001 por Gilson.

Voltar Home Avançar

EMail !
|Grupo TRÓIA MultiMarcas|Copyright © 2000
|Roma SA|Tróia|Oceanic|Fovesta|Santa Clara|
Hit Counter
1