A Face de Deus

A Face de Deus

 

Amado Bhagwan,
Como podemos garantir que nossas crianças mantenham sua face original ?

      A face original de toda criança é a face de Deus. É claro que o meu Deus não é um Deus cristão, um hindu, um judeu. O meu Deus não é nem mesmo uma pessoa, mas apenas uma presença.

      Deus é mais uma fragrância que uma flor. Você é capaz de senti-la, mas você não pode apoderar-se dela. Você pode ser envolvido por ela, mas você não pode possuí-la.

      O meu Deus não é algo objetivo, lá.
      O meu Deus é a sua própria subjetividade, aqui.
      O meu Deus jamais pode ser designado pela palavra "aquilo".
      Ele pode somente ser designado pela palavra "isto".

      O Deus de minha visão e experiência não deve ser procurado nas sinagogas, templos, mesquitas, igrejas, nos himalaias, nos monastérios. Ele não está lá, porque Ele está sempre aqui. E você continua a procurar por Ele lá.

      Quando eu digo que a face original de toda a criança é a face de Deus, eu estou dizendo que Deus é sinônimo de vida, de existência. Tudo aquilo que é, é divino, sagrado. E não existe nada a não ser Deus.

      Deus não deve ser entendido como quantidade, mas como qualidade. Você não pode mensurá-lo. Você não pode fazer uma estátua dele, você não pode fazer uma pintura dele. Nesse sentido ele é absolutamente impessoal. E se você olha as faces das crianças quando estas chegam ao mundo, frescas, vindas da própria fonte de vida, você verá uma certa presença que não pode ser denominada – é inominável, indefinível.

      A criança está viva. Você não pode definir este estar vivo, mas a vida está presente aí, você pode senti-la. Ela está tão presente, que por mais cego que você seja, você não pode deixar de percebê-la. Ela está fresca. Você pode cheirar o frescor que cerca uma criança. Essa fragrância, lentamente, desaparece. E se, desafortunadamente, a criança se torna bem-sucedida, uma celebridade – um presidente, um primeiro-ministro, um papa – então a mesma criança cheira mal.

      Ela veio com uma tremenda fragrância, imensurável, indefinível, inominável. Você olha dentro dos olhos de uma criança – você não pode encontrar nada mais profundo. Os olhos de uma criança são infinitamente profundos, sem limites.

      Infelizmente, a sociedade vai destruí-la de tal maneira que em breve seus olhos serão apenas superficiais. Devido a camadas e camadas de condicionamento, aquela profundidade, aquela imensa profundidade, terá desaparecido lia muito tempo. E essa era sua face original.

      A criança não tem pensamentos. Em que ela pode pensar? Pensar exige um passado, pensar exige problemas. Ela não tem passado, ela tem somente futuro. Ela ainda não tem problemas, ela está livre de problemas. Para ela não existe qualquer possibilidade de pensar. Em que ela pode pensar?

      A criança está consciente. mas não tem pensamentos.

Esta é a face original da criança.

      Uma vez esta foi sua face também. e embora você a tenha esquecido, ela ainda existe dentro de você. esperando ser redescoberta algum dia. Eu estou dizendo redescoberta porque você a descobriu muitas vezes, e todas as vezes você voltou a esquecê-la.

      Talvez. até mesmo nesta vida. tenha havido momentos em que você esteve a ponto de conhecê-la. de senti-la, de tomar-se ela. Mas este mundo é demais para nos: sua atração é muito grande - e existem mil e uma direções para as quais ele o está puxando. Ele está puxando você em tantas direções que você está caindo aos pedaços. É um milagre que as pessoas continuem sendo capazes de se manterem inteiras. Senão, uma de suas mãos estaria indo para o norte. a outra estaria indo para o sul, a cabeça delas deve estar indo em direção ao céu, todas suas partes estariam voando por todos os lados.

      É certamente um milagre que você continue se mantendo inteiro. Talvez a pressão de todos os lados seja tanta, que suas mãos e pernas e cabeça não podem voar. Você é submetido a pressões de todos os lados.

      Mesmo que casualmente você encontre sua face original, você será incapaz de reconhecê-la, ela lhe será totalmente estranha. Talvez, de vez em quando, por mero acaso, você se depare com sua face original, mas você nem ao menos lhe diz "olá!" Trata-se de um estranho, e talvez bem no fundo exista um certo medo - ele sempre surge, com todo estranho.

Você está me perguntando como podemos salvar a face original de nossas crianças.
Você não precisa fazer nada, diretamente.
Qualquer coisa feita diretamente será uma perturbação.
Você precisa aprender a arte de não-fazer.
Essa é uma arte muito difícil.

      Não é que você tenha que fazer alguma coisa para proteger, para salvar a face original da criança. Qualquer coisa que você faça, vai distorcer esta face original. Você precisa aprender a não-fazer; você precisa aprender a manter-se longe, fora do caminho da criança. Você terá que ser muito corajoso porque é perigoso deixar a criança por si mesma.

      Por milhares de anos nos disseram que se a criança for deixada por si, ela se tomará selvagem.

      Isso é pura tolice. Eu estou sentado diante de vocês - vocês pensam que eu sou um selvagem? E eu vivi sem a interferência de meus pais. Sim, houve muito transtorno para eles, e haverá muito transtorno para vocês também, mas vale a pena.

      A face original da criança é tão valiosa que qualquer transtorno vale a pena. Ela tem um valor inestimável, e qualquer coisa que você tenha que pagar por ela, ainda será barato; você a está obtendo sem pagar coisa alguma. E que alegria no dia em que você percebe a sua criança com a face original intacta, com a mesma beleza que ela havia trazido ao mundo, a mesma inocência, a mesma luminosidade. a mesma felicidade, a mesma alegria, a mesma vivacidade... O que mais você pode esperar?

      Você não pode dar coisa alguma à criança, você pode apenas tirar. Se você realmente quer dar um presente à crianca, este é o único presente possível: não interfira. Assuma o risco e deixe que a criança penetre no desconhecido, no mundo que não existe em mapas. É difícil. Um grande medo se apodera dos pais - quem sabe o que vai acontecer à criança?

      A partir desse medo, eles começam a moldar um determinado padrão de vida para a criança. A partir desse medo, eles começam a conduzi-la para um determinado caminho, para um determinado objetivo, mas eles não sabem que, por causa de seu medo, estão matando a criança. Ela nunca será feliz. E ela nunca lhe será grata; ela sempre carregará um ressentimento contra você.

      Sigmund Freud teve um grande "insight" sobre esse assunto; ele diz: "Todas as culturas respeitam o pai. Sobre a terra não existe, nem jamais existiu, uma cultura que não tenha proposto, propagado a idéia de que o pai deve ser respeitado". Sigmund Freud diz: "Este respeito pelo pai surge porque, alguma vez na pré-história, o pai deve ter sido morto pelos filhos, que tentaram apenas impedir que ele os aleijasse".

      Essa é uma idéia estranha, mas muito significativa. Ele está dizendo que o respeito pelo pai está sendo dado a partir de um sentimento de culpa, e essa culpa tem sido carregada por milhares de anos. Em algum lugar... este não é um fato histórico, mas um mito cheio de significado: jovens devem ter assassinado o próprio pai e, naturalmente, se arrependeram, porque afinal ele era o pai deles; mas ele os estava dirigindo por caminhos que não lhes traziam felicidade.

      Eles o mataram, mas depois se arrependeram. E então eles começaram a cultivar o espírito dos antepassados, dos pais, dos avós, por puro medo, porque os fantasmas de todos eles poderiam se vingar. E então, muito lentamente, o respeito para com os mais velhos tornou-se um costume. Mas por quê?

      Eu gostaria que vocês tivessem respeito pelas crianças.

      As crianças merecem todo o respeito que você for capaz de dar, porque elas são tão frescas, tão inocentes, tão próximas da divindade. Está na hora de respeitá-las, e não de forçá-las a respeitar todos os tipos de corruptos - astutos, trapaceiros, cheios de merda - simplesmente porque são velhos.

      Eu gostaria de inverter a coisa toda: respeito para com as crianças porque elas estão mais próximas da fonte, você está distante. Elas ainda são originais, você já é uma cópia carbono. E você é capaz de entender o que pode ocorrer se você tiver respeito pelas crianças? Através do amor e do respeito você pode protegê-las, evitando que tomem caminhos errados - não por medo, mas a partir do seu amor e respeito.

      Meu avô... eu era incapaz de dizer uma mentira para o meu avô, porque ele me respeitava muito. Quando a família inteira ficava contra mim, eu podia, pelo menos, contar com o velho. Ele não se importava com todas as provas que havia contra mim. Ele dizia: "Não me interessa o que ele fez. Se ele fez isso, isso deve estar certo. Eu o conheço, ele é incapaz de fazer algo errado".

      E quando ele estava do meu lado, é claro que a família inteira tinha que recuar. Eu lhe contava a coisa toda, e ele dizia: "Não há necessidade de se preocupar. Faça tudo aquilo que achar certo, porque quem mais pode decidir? Na sua situação, no seu lugar, só você pode decidir. Faça tudo aquilo que achar certo, e lembre-se sempre que eu estou aqui para apoiá-lo, porque eu não apenas amo você, eu também o respeito".

      O seu respeito por mim foi o maior tesouro que eu poderia ter recebido. Quando ele estava para morrer, eu me encontrava a cento e vinte quilômetros de distância. Ele mandou-me dizer que eu deveria vir imediatamente porque não restava muito tempo. Eu fui rapidamente.; em duas horas eu estava lá.

      Foi como se ele estivesse apenas esperando por mim. Ele abriu os olhos e disse: "Eu estava apenas tentando continuar a respirar, para que você pudesse chegar até mim. Eu quero dizer apenas uma coisa: eu não estarei mais aqui para apoiar você, e você precisará de apoio. Mas lembre-se, onde quer que eu esteja, o meu amor e o meu respeito, estarão com você. Não tenha medo de ninguém, não tenha medo do mundo"

      Respeite as crianças, torne-as destemidas.

      Mas se você mesmo está cheio de medo, como você pode deixá-las sem medo?

      Não as force a ter respeito por você porque você é seu pai, seu paizinho, sua mãezinha, isso e aquilo.

      Mude esta atitude e veja que grande transformação o respeito pode trazer às suas crianças. Elas ouvirão você mais atentamente se você as respeitar. Elas tentarão compreender você e sua mente com mais atenção, se você as respeitar. É a conseqüência natural. E, de maneira alguma, você está impondo qualquer coisa; e assim, se pelo entendimento elas sentirem que você está certo, elas não perderão sua face original por seguirem o caminho que você indicou.

      A face original não é perdida por se seguir determinado caminho. Ela é perdida porque as crianças são forçadas, forçadas contra a própria vontade.

      Amor e respeito podem, suavemente, ajudá-las a serem mais compreensivas para com o mundo, podem ajudá-las a serem mais alertas conscientes, cuidadosas - porque a vida é preciosa, é uma dádiva d existência. Não deveríamos desperdiçá-la.

      E no momento da nossa morte, deveríamos poder dizer que estamos deixando o mundo melhor, mais lindo, mais gracioso.

      Mas isso só é possível se deixarmos este mundo com nossa face original, a mesma face com que viemos até ele.

The Rajneesh Bible, Vol. 5 - sessão 6
5 de março de 1985

Do original: "The New Child"    -  Editora Boschini
Edição em português: "A Nova Criança"  -  Editora Gente.

Os direitos autorais são de propriedade de: Osho International Foundation

O livro "A Nova Criança" pode ser adquirido nas melhores livrarias do gênero, pelo url  www.mandic.com.br/gentedit ,  e-mail:    gentedit@mandic.com.br ou através do Instituto Osho Brasil - e-mail: champak@tba.com.br