A Revolução Da Adolescêncía

A Revolução da Adolescência

Amado Bhagwan,
Como podem os adolescentes criar uma ponte que os ligue a seus pais ?

      Primeiro, os adolescentes precisam ser honestos e verdadeiros, sejam quais forem as conseqüências. Eles deveriam dizer a seus pais aquilo que sentem - não com arrogância, mas com humildade.

      Eles não deveriam esconder coisa alguma de seus pais. É isso que está criando a distância. Os pais estão escondendo muitas coisas dos filhos. Os filhos estão escondendo muitas coisas dos pais, e a distância se toma cada vez maior.

Um dia eu fui até meu pai e disse a ele: "Eu quero começar a fumar".
Ele disse: "O quê?"

      Eu disse: "Você tem que me dar dinheiro para isso, porque eu não quero roubar. Se você não der, eu terei que roubar, mas a responsabilidade será sua. Se você não permitir que eu fume, eu vou fumar, mas vou fumar às escondidas e você estará me tornando um ladrão, você estará me obrigando a fazer coisas ocultamente, e não honesta e abertamente. Eu vejo tantas pessoas fumando cigarros. Eu quero experimentar, e quero os melhores cigarros que existem - e eu vou fumar o primeiro cigarro na sua frente."

      Ele disse: "Isso é muito estranho, mas o seu argumento está correto. Se eu o impedir, você roubará; se eu o impedir, você vai fumar assim mesmo. Assim, com minha proibição, estarei criando mais aspectos criminais em você. Isso me fere. Eu não quero que você comece a fumar".

      Eu disse: "A questão não é essa. Vendo as pessoas fumarem, o desejo surgiu em mim. Eu quero checar se vale a pena. Se valer, você terá que me fornecer cigarros continuamente. Se não valer a pena, esta questão estará terminada. Mas eu não quero fazer coisa alguma às escondidas, a menos que você recuse - então a responsabilidade será toda sua, porque eu não quero me sentir culpado".

      Ele teve que comprar os melhores cigarros disponíveis na cidade relutantemente. Meus tios, meu avô, diziam: "O que você está fazendo? Isso não se faz", insistiam eles.

      Mas ele disse: "Eu sei que isso não se faz, mas vocês não o conhecem como eu. Ele vai fazer exatamente o que está dizendo, e eu respeito sua veracidade, sua honestidade. Ele deixou seu plano absolutamente claro para mim. E agora não me forcem e não me impeçam, porque isso fará com que eu me sinta culpado". Eu fumei o cigarro, tossi, meus olhos se encheram de lágrimas, não pude nem terminar de fumá-lo e o deixei de lado. E eu disse a meu pai: "Isso está terminado. Não precisa mais se preocupar. Mas eu quero que você seja capaz de entender qualquer coisa, assim poderei contar a você tudo aquilo que sinto, não haverá necessidade de esconder coisa alguma de você. E se eu mantiver segredos até mesmo com meu pai, então corri quem poderei me abrir? Não, eu não quero criar qualquer distância entre nós".

      E vendo que eu deixara os cigarros, seus olhos se encheram de lágrimas. Ele disse: "Todos foram contra, mas sua sinceridade forçou-me a trazer os cigarros". Provavelmente nenhum pai jamais tenha oferecido cigarros ao filho. Nunca se ouviu falar disso. Os pais até evitam fumar diante dos filhos, para que a idéia de fumar não surja.

      Os adolescentes estão em uma situação muito difícil. Eles estão mudando. Estão deixando a infância para trás, estão se tomando jovens. A cada dia novas dimensões da vida se abrem para eles. Eles estão em processo de transformação. Necessitam imensamente a ajuda dos pais, mas a situação hoje é tal, que eles não se encontram com os pais de nenhuma maneira. Eles vivem na mesma casa, mas não se falam porque não podem entender a linguagem um do outro, não podem entender o ponto de vista um do outro. Eles se encontram apenas quando o rapaz ou a moça necessitam de dinheiro. Caso contrário, não há encontro algum. A distância vai se tornando cada vez maior. Eles se tornam totalmente estranhos.

      E isso é realmente uma calamidade.

      Os adolescentes deveriam ser encorajados a dizer tudo a seus pais, sem medo.algum Isso não vai ajudar apenas os filhos. mas vai ajudar os pais também.

      A verdade tem uma beleza que lhe é própria. A honestidade tem uma beleza própria, E quando adolescentes se aproximam dos pais com honestidade, verdade, sinceridade e simplesmente abrem seus corações, isso desperta algo nos pais, leva-os a abrir seus corações também. Pois eles também estão oprimidos por muitas coisas que gostariam de dizer e que não podem, porque a sociedade proíbe, a religião proíbe, a tradição proíbe. Mas se eles percebem que os adolescentes estão completamente abertos e limpos, isso os ajudará a serem também abertos e limpos.

      E o assim-chamado e tão discutido conflito de gerações pode simplesmente ser superado, pode evaporar por si mesmo.

      O problema mais perturbador é o sexo.

      Os filhos deveriam ser capazes de dizer exatamente o que lhes está passando pela mente. Não há necessidade de ocultar qualquer coisa, porque tudo que está se passando na mente deles é natural.

      E eles deveriam pedir conselho aos pais sobre o que deve ser feito.

      Eles estão em um estado perturbado, e precisam de ajuda; e a quem procurar a não ser os pais.

      E esta é minha sugestão: os adolescentes não deveriam esconder nada dos país, dos professores. Deveriam ser absolutamente sinceros e a distância desaparecerá.

      E precisamos que esse abismo evapore, pois que tipo de sociedade é esta? Existe um abismo entre pais e filhos, existe um abismo entre marido e mulher, existe um abismo entre professores e alunos. Existem abismos e mais abismos por todo lado, e cada um está cercado de todos os tipos de abismos, como se toda a comunicação tivesse se rompido. Esta não é uma sociedade, esta não é uma comuna - porque não existe comunicação. Ninguém é capaz de dizer a coisa certa. Todo mundo é reprimido, todos estão refreando seus desejos, todos estão cheios de raiva, e todos estão se sentindo sós, frustados. Nós criamos uma geração cheia de raiva, nós criamos filosofias sem sentido algum.

      E a razão de tudo isso é que os filhos perderam o contato com os pais.

      Os filhos são capazes de cumprir uma tremenda tarefa, e eles têm coragem para isso. Talvez os pais não sejam capazes de cumpri-la, eles estão demasiadamente condicionados. Os adolescentes são jovens e frescos; simplesmente ensine-os a serem sinceros com os pais.

      Eu fiz um trato com meu pai. Eu lhe disse: "Eu quero fazer um trato."
      Ele disse: "Sobre o quê?"
      Eu disse: "O trato é que se eu disser a verdade você terá que me recompensar, e não me punir - porque se você me punir, da próxima vez eu não direi a verdade."

      E é isso que está ocorrendo por todo o mundo. A verdade está sendo punida, e assim a pessoa deixa de contar a verdade e começa a mentir - porque a mentira é recompensada.

      Assim eu lhe disse: "Você pode decidir. Se você quer que eu minta, eu posso mentir, se é isso que você vai recompensar. Mas se você está pronto a recompensar a verdade, então eu direi a verdade, mas você não pode me punir por isso."

      Ele disse: "Eu aceito o trato."

      Esse é um método simples; se você não puder se expor a seus próprios pais, então todos, no mundo inteiro, são estranhos. Seus pais também são estranhos, mas são os estranhos mais próximos, mais íntimos.

      Abra-se com eles e assim não haverá distância alguma. Isso os ajudará a também serem sinceros com você. Isto é algo que deve ser lembrado: que a sinceridade, a honestidade, a verdade despertam as mesmas qualidades na outra pessoa.

"Socrates Visits Greece Again and Receix,es the Same Welcome"
Sessão 23
2 de março de 1986

Do original: "The New Child"    -  Editora Boschini
Edição em português: "A Nova Criança"  -  Editora Gente.

Os direitos autorais são de propriedade de: Osho International Foundation

O livro "A Nova Criança" pode ser adquirido nas melhores livrarias do gênero, pelo url  www.mandic.com.br/gentedit ,  e-mail:    gentedit@mandic.com.br ou através do Instituto Osho Brasil - e-mail: champak@tba.com.br