NAPA - NÚCLEO DE APOIO AOS PAIS E ALUNOS
Rua Rui Pinto nº 156 - Vila Morse -CEP 05624-100 - S.Paulo -SP - Tel.: (011)3742-3023

NAPA Escreva para o NAPA Vinculado ao Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública

ILHA DA FANTASIA

Recebemos denúncia que professores da Zona Leste estariam fazendo curso de capacitação na Ilha Solteira. O curso seria de 10 dias com 4 horas diárias e hospedagem em hotel de luxo.

Ligamos para a DRE Leste II (Fone 297 3855); falamos com alguém que se identificou como Dirigente Regional.  O deboche com que ele confirmou as denúncias evidencia porque o ensino público está tão ruim. Não se respeita mais ninguém.  O nosso dinheiro é moído sem nenhum escrúpulo.

Disse o suposto dirigente que o curso é tão interessante que todos os professores do estado de São Paulo estão fazendo.  Os da Zona Leste estão indo para a Ilha Solteira e voltam queimadinhos e felizes.  Contentaram-se com a Ilha Solteira, mas da próxima vez podem querer Búzios ou Fernando de Noronha.

Que se dêem cursos de capacitação aos montes para professores, nós concordamos. 

Questionamos a necessidade de serem ministrados em estância turística tão distante. O maior número de professores está concentrado na Cidade de São Paulo; por que esses cursos não são dados aqui?  Economizaríamos a estada e o transporte de milhares de pessoas. O curso de 4 horas poderia ser dado nas horas em que o professor está de folga. Ganhar um excelente curso já é lucro, ele não precisa abandonar a classe, a cidade e a família para se hospedar luxuosamente em uma estância turística como a Ilha Solteira.

Professor de Marília, Campinas e Bauru fariam o curso no mesmo esquema de São Paulo, poderia ser economizado até o local do curso porque há salas vagas nas escolas - é só querer.

Nas escolas da Prefeitura também.  Cursos e mais cursos de capacitação.

Temos receio de que a situação em São Paulo piore.  Nunca a situação está tão ruim que não possa piorar. Pode ser que os professores queiram, num futuro próximo, receber o seu hollerith em casa e que não se dê ao luxo de ir à escola nem para isso.

A imoralidade e a barbárie já invadiram as escolas públicas.   Ao lado desses profissionais inconscientes convive a minoria: o educador sério, o cidadão responsável que escolheu a profissão de professor como seu meio de vida.  Esses se encolhem literalmente esmagados.

Pelo exposto nós do NAPA, não aceitamos quando o professor responsabiliza a família pelo seu fracasso.  Não vamos aceitar que as autoridades do alto escalão da educação responsabilizem o aluno pobre pela má qualidade do ensino.

Cremilda Estella Teixeira

São Paulo, 01 de novembro de 2000

NAPA - NÚCLEO DE APOIO AOS PAIS E ALUNOS
Rua Rui Pinto nº 156 - Vila Morse -CEP 05624-100 - S.Paulo -SP - Tel.: (011)3742-3023

NAPA Escreva para o NAPA Vinculado ao Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública

 

1