UOL - Universo On Line - está cheio de pequenos Hitlers, Saddans Husseins e Stalins...

Desde o dia 20/12/2000 meu nome tem sido filtrado do grupo de discussão do UOL - news.uol.com.br - uol.politica.brasil - , provavelmente por funcionarios petistas do UOL revoltados com as verdades que eu esfrego na cara deles todos os dias a respeito do Brasil, do governo FHC, e das atitudes nazi-fascistas dos que seguem o PT e defendem as ideias tiranas e anti-democraticas deste grupo de bastardos.

Qualquer pessoa que tente postasr qualquer mensagem contendo o nome de Eduardo Paiva no corpo da mensagem ou no remetente não coseguirá. No dia 21/12 consegui postar alguma mensagens assinando como E duardo P aiva mas no momento esta forma grafica também está sendo filtrada.

Isso é só um exemplo de como funciona a mente dessa corja, e é uma pequena amostra do que poderá acontecer com a liberdade expressão o dia em que por descuido do destino, um animal petista colocar as patas na direção deste pais.

É engraçado ver o esforço que essa gente faz para esconder a face tirana e fascista que faz parte da natureza deles, e que por isso sempre vem a tona, de uma forma ou de outra, seja num momento de revolta ou num momento de descontraçào, como ocorreu recentemente com o Presidente de Honra (que honra?) Lula, em Cuba onde declarou que o governo tirano do assassino Fidel Castro é um governo democratico...(?)

Tudo o que eu escrevo eu assino e repito em qualquer lugar, em qualquer hora, e em frente a qualquer pessoa. Coisa que 99,99% dos petistas não tem hombridade para fazer visto que a maioria não assina, ou quando o faz usam nomes falsos, por vergonha de si mesmo e das suas ideias indefensaveis e lunaticas.

Confesso que essa atitude fascista e tirana muito me envaideceu e serviu de grande incentivo para que continue cada vez mais desmascarando esta corja que se esconde por detras de nomes falsos e das já conhecidas bandeiras vermelhas.

Eduardo Paiva
http://www.oocities.com/edpaiva1/edpaiva.htm
"Eduque a criança e não terás um petista na família"
"Quem não assina o que escreve não respeita o próprio pensamento"

1