Parque Nacional de Superagui


O Parque Nacional de Superagui é formado pelas ilhas Das Peças e Superagui. Foi criado em 1989, numa área de 21.400 ha. O parque é um dos mais notáveis ecossistemas costeiros do planeta, uma das regiões mais importantes do país do ponto de vista de sustentação alimentar. É coberto por uma variedade incrível de orquídeas e é morada do raro do mico-leão-da-cara-preta e do papagaio-de-cara-roxa. Na ilha de Superagui encontramos ainda uma pequena aldeia de índios Guaranis, localizada no Morro das Pacas.

Quanto aos atrativos turisticos temos a praia deserta, com 32Km de faixa de areia larga e branca, onde reina a tranqüilidade. É um dos melhores locais do Parque para observar o nascer do sol, um verdadeiro espetáculo. Para chegar lá há duas opções, partindo da vila da Barra do Superagüi: pela Praia da Canelinha (em frente à vila), em um percurso de aproximadamente 3 km. O outro acesso se dá por trilha que se inicia atrás da vila e possui 4 km de extensão. Este caminho é plano e fácil, além de mais interessante, por proporcionar ao visitante um contato maior com a fauna e flora local. Por possuir vegetação rasteira, de restinga, não há sombras ao longo da praia. Por isso, chapéu e filtro solar são essenciais.

Além disso, você poderá conhecer um extenso banco de areia, localizado no sudoeste da Barra de Superagui. Por estar isolado no meio do canal, só se chega até lá de barco, num percurso bem curto. A face que não tem contato direto com o mar aberto também possui águas calmas, próprias para banho. O local também é ótimo para a observação de pássaros, principalmente as gaivotas.

As ilhas Pinheiro e Pinheirinho, localizadas a 15 minutos de barco de Superagui, servem de casa para o Papagaio-de-cara-roxa. São nessas duas ilhas - onde o homem "não pode pôr o pé" - que ele procura ocos nos troncos de árvores para construir seu ninho. Diferente do Mico-leão-de-cara-preta, o Chauá é facilmente observado pelos turistas. Em revoadas matinais, as aves deixam a tranquilidade das ilhas e partem para o continente em busca de frutos e pequenos insetos, voltando somente no final da tarde. Sempre de dois em dois, os pássaros colorem o céu, enchendo o ar com seus gritos agudos. Como é proibido desembarcar nas ilhas devido à grande quantidade de ninhos, a observação é feita de dentro do barco.

Há alguns outros atrativos interessantes, como a pequena gruta na lha das Peças e a Cachoeira do Engenho na Ilha do Superagüi. Ambos só podem ser alcançados de barco e a visita à cachoeira pode apresentar algumas dificuldades durante a maré baixa, quando a lama dos manguezais impede a maior aproximação de embarcações.

Para se chegar em Superagui, uma das opções é fretar uma voadeira (barco) de Guaraqueçaba, levando uma hora de percurso. Você também poderá pegar o barco de linha, que sai de Guaraqueçaba ou Paranaguá, até a Ilha das Peças e contratar um barco para atravessar até Superagui, com um preço bem mais em conta. Lembramos que na Ilha de Superagui você poderá encontrar ótimos restaurantes, além de pousadas e camping.







Fotos do Buraco do Padre

Contos e Causos



!-->