A Literatura.kit.net - O seu amigo na internet!

QUINHETISMO
BARROCO
ARCADISMO
ROMANTISMO
Adicione nosso site aos seus favoritos Clique aqui para nos enviar um email Página inicial Voltar uma página
 
Menu
O que é Literatura?
Curiosidades
Fórum de discursão
Recomendar esse site
Livro de Visitas
Resumos
Escolas Literárias
Quinhetismo
Barroco
Arcadismo
Romantismo 
Realismo
Parnasianismo
Simbolismo
Modernismo 
Livros por Título
Livros por Autor
Biografia
Trabalhos Prontos
e muito mais...
Parceiros
Links


A Literatura Brasileira Resumo

A velhice do Padre Eterno
(Antero de Quental)

Neste livro Antero de Quental dispara balas contra a Igreja, mas não contra Deus. O anticlericalismo de Quental manifesta-se forte aqui, com críticas ferozes aos curas e aos papas, sua gula, avareza, ganância e todos os defeitos possíveis. Mas aparece também o sentimento de religiosidade, já que o autor não nega a existência de Deus, apenas a validade e moralidade da Igreja Católica. Este livro foi ilustrado por Leal da Câmara, que reflete em suas aquarelas os sentimentos e impressões de Antero de Quental, com padres bonachões e imagens como Jesus conversando com Voltaire e Deus escarrando. Num aspecto técnico, Quental usa rimas em todos os versos, apesar de não se preder exageradamente a metrificação

 

 

 
Unisucesso





Copyright © 2000-2006 - A Literatura Brasileira - Todos os direitos reservados®