Eleições 2002:

Desempenho de Ariane Carla contesta sucesso da Metrópole FM

Além disso, rádio não consegue capitalizar aparição acidental na imprensa brasileira

Ariane Carla é uma loira jovem, com olhar lânguido, que se tornou a principal repórter da Rádio Metrópole FM. Segundo boatos, é namorada do dono da rádio, Mário Kértesz.

Aparentemente, Ariane tinha tudo para se tornar uma das mais vitoriosas políticas de Salvador, não fosse as duas derrotas que ela viveu nas urnas, seja como candidata a vereadora em 2000 (data da presumida ascensão da Metrópole FM), seja como candidata a deputada estadual, em 2002.

Afinal, o que leva uma jovem bonita, dessas que são cobiçadas por muitos jovens – em idade eleitoral, convenha-se lembrar – a não vencer nas eleições, mesmo sendo repórter de uma rádio que supostamente “líder de audiência”?

A explicação não pode ser outra: a Rádio Metrópole FM simplesmente é menos popular do que parece. Não é uma rádio carismática como a Rádio Sociedade da Bahia e sua atitude esquizofrênica em querer parecer ora uma “AM popular”, ora uma “FM sofisticada”, por razões naturais acaba comprometendo o sucesso, pois uma rádio que investe em todos os caminhos sem chegar a um rumo certo simplesmente é uma rádio que não sabe o que quer, que não tem perfil, mesmo que passe a impressão de que seu “perfil” é o “perfil de todo mundo”.

Além disso, Ariane – que seria uma espécie de “alter ego” político de Kértesz, uma vez que ele aparentemente não quer saber da vida pública – talvez não tivesse aliados fora do esquema kértesziano e simplesmente não pôde construir seu sucesso na mídia. Com isso, Ariane comprovou que o tão estrondoso sucesso da Metrópole FM não passou de conversa para boi dormir.

CAMPANHA PRESIDENCIAL – A Metrópole FM até tentou embarcar na onda, ao ver que a campanha do candidato de FHC, José Serra, ter usado o trecho de uma entrevista com Ciro Gomes na emissora baiana. A rádio virou notícia na imprensa nacional, mas felizmente foi só isso. Não rendeu muito sucesso, e projeção nacional da Metrópole naufragou da mesma forma que a candidatura de Serra.

 

Retornar

1 1