Como outras coisas na minha vida, a carreira de modelo começou por acaso. Abracei a oportunidade e fui me dedicando para fazer cada vez melhor. Eu tinha 14 anos, quando estava andando em um Shopping em Porto Alegre e um fotógrafo me chamou para fazer um ensaio. Fiz as fotos escondida dos meus pais, achando que eles não iriam gostar de ver a caçulinha da família se tornando modelo tão cedo. Me enganei. Eles estranharam um pouco no começo, mas deram a maior força quando eu mandei as fotos para um concurso da M. Officer e fiquei entre as finalistas. Vim participar da final em São Paulo e como prêmio, fiz a minha primeira capa de Capricho. Depois de fazer fotos para revistas e comerciais para TV, passei três meses no Japão, fazendo catálogos de moda, editoriais e capas. Quando tinha 17 anos, morei em Milão por seis meses, fotografando para diversas campanhas, inclusive Benneton. De volta a São Paulo, fiz vários editoriais e capas na NOVA, na Trip, ELLE e Boa Forma. E depois de participar de comerciais para a Garoto, Close-Up, Davene, Antártica e C&A. E no meio disso tudo, eu fiz algumas vinhetas na MTV. Um dia recebi um telefonema deles me chamando para ir no dia seguinte para os Estados Unidos, fazer um Mochilão. Não tive tempo nem de pensar. Uma hora depois, estava arrumando as malas. E eu acabei fazendo dois programas, um no Havai, outro em Miami. Sem ensaiar, sem nada. Gostei prá caramba da experiência!
1