Adicione seu text aqui
DiDiga o que você pensa!!
amcdafonseca45@yahoo.com.br

Suicida não é obsessor, é um doente necessitado.
As Casas Espíritas devem tratá-lo com respeito. O homem precisa prevenir-se contra o suicídio, pois dias virão em que irão aumentar, por causa da fome, do desespero,  da miséria, do abandono, dos vícios e da traição.
O Brasil é um país onde o número de suicídios ainda é baixo, mas se não contivermos todos esses males, ele será daqui algum tempo o campeão mundial de suicídios. O homem deve ficar ciente de que não existe a morte e que ninguém é dono de seu corpo; a veste física é um empréstimo da natureza e teremos de devolvê-la um dia, queira Deus intacta. Ninguém pode rasgá-la, nem violentá-la, ela é obra divina emprestada para permanecermos na Terra. A ignorância e o desespero levam ao suicídio. O suicida sofre antes, durante e depois do ato impensado, pois leva a dor como bagagem. Nossas preces e o nosso respeito são bálsamos para o seu sofrimento. Acredito que o suicida sofre muito antes de chegar a esta decisão, que muitas vezes é tomada por total desespero e medo de continuar vivendo entre os homens. Acho que, quando encarnamos nos comprometemos em cumprir determinadas missões, e ao chegarmos aqui na terra nos deparamos com muitas dificuldades e tentações do plano físico. Desesperado ele tenta se livrar da sua própria decepção por não conseguir ir até o fim, e decide acabar com tudo, na esperança de alívio. Mas, ao invés da sensação de paz ele acaba aumentando o seu sofrimento, pois o que deveria ser um desligamento tranqüilo acaba lhe trazendo mais dor e culpa. Muitos ficam presos aqui na terra, ligados ainda aos problemas ou pessoas que segundo eles foram os causadores de sua desgraça, outros serão conduzidos a camadas inferiores do mundo espiritual, e sofrendo perseguições de espíritos desajustados. Como poderemos ajudá-los? Somente através das orações. Esta quando feitas com fé, viajam através do espaço e atingem como flecha o espírito enfermo. “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Assim também funcionam as orações, é energia, luz, que acaba vencendo a escuridão.
Por isso orem é a melhor e única forma de ajudar.

De Rubens Santini de Oliveira Adapitdo por Ana Maria.
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/geae/argumentos-suicidio-4.html
Anotaríamos, em tese, as principais motivações, crendo, no entanto, que outros estudiosos do assunto possam aduzir novas razões, às quais acrescentaríamos, evidentemente, as por nós relacionadas:
a. - Falta de fé;
b. - Orgulho ferido;
c. - Esgotamento nervoso;
d. - Loucura;
e. - Tédio da vida;
f. - Moléstias consideradas incuráveis;
g. - Indução de terceiros, encarnados ou desencarnados.
h. - Vícios
Quais as primeiras impressões dos que desencarnam por suicídio?
A primeira decepção que os aguarda é a realidade da vida que se não extingue com as transições da morte do corpo físico, vida essa agravada por tormentos pavorosos, em virtude de sua decisão tocada de suprema rebeldia.
Suicidas há que continuam experimentando os padecimentos físicos da última hora terrestre, em seu corpo somático, indefinidamente. Anos a fio, sentem as impressões terríveis do tóxico que lhes aniquilou as energias, a perfuração do cérebro pelo corpo estranho partido da arma usada no gesto supremo, o peso das rodas pesadas sob as quais se atiraram na ânsia de desertar da vida, a passagem pelas águas silenciosas e tristes sobre os seus despojos, onde procuraram o olvido criminoso de suas tarefas no mundo e , comumente, a pior emoção do suicida é a de acompanhar , minuto a minuto , o processo da decomposição do corpo abandonado no seio da terra , verminado e apodrecido.
De todos os desvios da vida humana o suicídio é, talvez, o maior deles pela sua característica de falso heroísmo, de negação absoluta da lei do amor e de suprema rebeldia à vontade de Deus, cuja justiça nunca se fez sentir, junto aos homens, sem a luz da misericórdia.
Site pesquisado:  http://www.sosdepressao.com.br/suicidio.htm#suicídio3
Se a tortura do Espírito, após o suicídio, é horrível, seu retorno ao mundo terreno, pela reencarnação, far-se-á na base das mais duras penas.
Reencarnações frustradas, isto é, que se interromperão quando maior for o desejo de viver, o "anseio de vida"- vida que ele não teve fé suficiente para valorizar.
No capítulo das enfermidades impiedosas, preferível darmos a palavra a Emmanuel, que, em notável estudo, sintetizou todas as conseqüências:
"Os que se enveneneram, conforme os tóxicos de que se valeram, renascem trazendo as afecções valvulares, os achaques do aparelho digestivo, as doenças do sangue e as disfunções endócrinas, tanto quanto outros males de etiologia obscura; os que incendiaram a própria carne amargam as agruras da ictiose ou do pênfigo; os que se asfixiaram, seja no leito das águas ou nas correntes de gás, exibem processo mórbidos das vias respiratórias, como no caso do enfisema ou dos cistos pulmonares; os que se enforcaram carreiam consigo os dolorosos distúrbios do sistema nervoso, como sejam as neoplasias diversas e a paralisia cerebral infantil; os que estilhaçaram o crânio ou deitaram a própria cabeça sob rodas destruidoras, experimentam desarmonias da mesma espécie, notadamente as que se relacionam com o cretinismo, e os que se atiraram de grande altura reaparecem portando os padecimentos da distrofia muscular progressiva ou da osteíte difusa.
Segundo o tipo de suicídio, direto ou indireto, surgem as distonias orgânicas derivadas, que correspondem a diversas calamidades congênitas, inclusive a mutilação e o câncer, a surdez e a mudez, a cegueira e a loucura, a representarem terapêutica providencial na cura da alma."
O suicídio, longe de ser a porta da salvação, é o sombrio pórtico de inimagináveis torturas.
Que nenhum ser humano, em lendo estas considerações doutrinárias, homem ou mulher, consinta a permanência em sua mente, UM INSTANTE SEQUER, da sinistra idéia de exterminar a própria vida, a fim de evitar que, sob o estímulo e a indução de adversários cruéis, venha a cometer a mais grave das infrações às leis divinas.
Este o apelo que o Espiritismo, por seus humildes expositores, faz descer sobre os corações sofredores.
Site pesquisado:  http://www.sosdepressao.com.br/suicidio.htm#suicídio3
E agora, afinal, apreciemos as conseqüências com vistas às futuras existências.
Suicida não é obsessor
1