1. Artigos

Home Dicas Artigos Sites Recomendados

1. Artigos

Os artigos publicados são adaptações de outros autores, que são devidamente citados, para funcionarem na Distribuição Debian. Por isso são testados por mim antes de serem publicados.

ps: Se você tiver artigos para publicar, especificamente sobre o Debian, mande-me que eu publicarei com a devida autoria.


1.1. Login sem senha: Debian

É cada vez mais comum o uso de sistemas GNU/Linux para uso doméstico, em equipamentos desconectados da rede e com um único usuário.

Nestas condições, muitos preferem evitar o trabalho de ter que digitar uma identificação e uma senha.

Existem diversas formas de se fazer isto, porém uma maneira bem interessante está descrita em http://www.linuxgazette.com/issue72/chung.html, em um artigo da Linux Gazette.

O procedimento é bem simples. Basta compilar um pequeno programa (chamado de autologin.c) e colocá-lo no arquivo /etc/inittab.

  
  int main() {
     execlp( "login", "login", "-f", "andre", 0);
  }

(coloque as linhas acima em um arquivo chamado autologin.c para compilá-lo)

Compile este programa:

  # gcc -o autologin autologin.c
  # cp autologin /usr/local/sbin

No caso, este programa determina que o usuário que terá o login feito automaticamente será andre.

Resta agora modificar o arquivo /etc/inittab.

Neste arquivo procure pelas linhas:

# /sbin/getty invocations for the runlevels.
#
# The "id" field MUST be the same as the last
# characters of the device (after "tty").
#
# Format:
#  <id>:<runlevels>:<action>:<process>
#
# Note that on most Debian systems tty7 is used by the X Window System,
# so if you want to add more getty's go ahead but skip tty7 if you run X.
#
1:2345:respawn:/sbin/getty 38400 tty1
2:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty2
3:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty3
4:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty4
5:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty5
6:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty6

Vamos agora alterar as definições da tty1 para invocar o programa autologin:

# /sbin/getty invocations for the runlevels.
#
# The "id" field MUST be the same as the last
# characters of the device (after "tty").
#
# Format:
#  <id>:<runlevels>:<action>:<process>
#
# Note that on most Debian systems tty7 is used by the X Window System,
# so if you want to add more getty's go ahead but skip tty7 if you run X.
#
#1:2345:respawn:/sbin/getty 38400 tty1
1:23:respawn:/sbin/getty -n -l /usr/local/sbin/autologin 38400 tty1
2:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty2
3:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty3
4:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty4
5:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty5
6:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty6

Estamos modificando apenas a entrada para tty1. As demais continuam inalteradas. O programa getty (Alternative Linux Getty), suporta as diretivas -l (programa a ser invocado em substituição ao programa /bin/login) e -n (não apresentar o prompt de login na tela).

O arquivo .bash_profile do usuário que terá o login feito automaticamente (andre) deverá conter as seguintes linhas para ativação do ambiente gráfico:

  if [ -z "$DISPLAY" ] && [ $(tty) == /dev/tty1 ]; then
    startx
  fi

A última providência a ser tomada é desabilitar o gerenciador gráfico de login (xdm ou gdm). Para isto, rode o apt com o seguinte comando:

# apt-get remove xdm 

(ou o nome do gerenciador gráfico que você está usando)

Para saber mais sobre níveis de execução leia o artigo Níveis de Execução, que se encontra em http://www.dicas-l.unicamp.br/artigos/linux/linux17-1.shtml

Todos estes comandos foram executados em um sistema Debian 3.0 Woody, mas devem funcionar, com ligeiras modificações, em qualquer sistema GNU/Linux.

ps: Este artigo foi adaptado de uma dica do Dica-l


1.2. Como usar o Magic Filter

Neste artigo, eu vou falar sobre o magicfilter, o programa usado para configurar impressoras no Debian. E como descreve no ótimo manual "Guia Foca GNU/Linux" do Gleydson Mazioli da Silva:

" O Magic Filter é um filtro de impressão inteligente. Ele funciona acionado pelo spool de impressão (mais especificamente o arquivo /etc/printcap) e permite identificar e imprimir arquivos de diversos tipos diretamente através do comando lpr arquivo.

É um ótimo programa e ALTAMENTE RECOMENDADO se você deseja apenas clicar no botão imprimir e deixar os programas fazerem o resto :-) A intenção do programa é justamente automatizar os trabalhos de impressão e spool.

A maioria dos programas para ambiente gráfico X11, incluindo o Netscape, Word Perfect, Gimp e Star Office trabalham nativamente com o magicfilter."

Mas vamos a configuração, é bem fácil:

1. Veja se o Magic Filter está instalado:

[10:03:11 andre@RexKorp@site] $ dpkg -l |grep magicfilter
 ii  magicfilter    1.2-53         automatic printer filter.

Isto mostra que o magicfilter está instalado (o "ii" inicial). Se não está instalado, instale com este comando:

apt-get install magicfilter

2. Rode o programa de configuração:

RexKorp:~# magicfilterconfig

Como você está vendo, ele vem com um exemplo das configurações iniciais, ai você vai ter que saber o nome da sua impressora, a porta em que ela está colocada e o filtro ideal para ela. Bem, você vai ter que testar até encontrar o filtro ideal, mas nada como o velho método da tentativa e erro, mas para ajudar, eu vou mostrar como eu configurei a minha impressora HP Deskjet 640c:


1.3. Ativando o Spamassassin no Debian(NOVO!)

Eu quebrei a cabeça tentando fazer funcionar o spamassassin, mais precissamente o daemon spamd, em meu computador, todas as outras distribuições ou artigos sempre falavam de ferramentas de ativação do tipo insserv spamd do Suse ou chkconfig spamassassin e /etc/init.d/spamassassin start no RedHat, mas nada para o Debian, então eu "funcei" atrás dos scripts do meu computador e achei como ativar o spamd no Debian, é bem facil:


1.4. Instalando o Debian sem Cd ou Floppy

Por André L. F. Tinoco

Sem muita coisa para fazer em casa de dia nestas ferias, eu comecei uma limpeza no meu quarto retirando todas as porcarias que estavam lá, depois de horas de limpeza, eu vi que poderia montar um computador com as peças que sobraram desde que eu fiz um upgrade na minha maquina principal, mas havia um problema, o computador só teria um hd (20 Gb, bem grande mesmo), o gabinete e a placa pcchips com tudo onbord (som, vídeo, faxmodem, rede, etc), sem um unidade de disquete ou um leitor de Cd, tá certo que eu poderia até comprar bem barato tudo isso, mas como disse, fiz um upgrade e gastei muito na minha maquina principal, sabe como é, gravadora de Cd, vídeo 3D e som de Primeira.

Bem, entrando no assunto, eu queria instalar o Debian (gosto desta distribuição desde 1999:)) no computador e não sabia como, pesquisei e como tinha instalado no hd o windows (como isso veio parar aqui, eu não sei), resolvi usar-lo como ponto de partida para colocar o Debian para rodar. Então aqui vai um pequeno como-fazer:

1.4.1. mini Como Fazer - Instalar o Debian sem Floppy e CD

André L. F. Tinoco, alfatau@ig.com.br

v0.1, julho de 2004

A casos em que você quer iniciar a instalação do Debian através de um sistema operacional existente, nos poderíamos fazer isto de diversas formas. Eu vou tentar fazer isso da forma mais simples possível:

  1. Procure os seguintes arquivos do site Mirror do Debian e os copie na sua partição do Windows:

    • Rescue.bin (imagem de 1,44 mb), Imagem do disquete de inicialização.
    • Root.bin (imagem de 1,44 mb), Imagem do disquete raiz
    • Loadlin.exe, gerenciador de partida do Linux para DOS
    • Install.bat, arquivo de lote de instalação do DOS
    • Linux.bin, arquivo do kernel do Linux (neste caso o kernel 2.2.20)
    • Drivers.taz, Arquivo de controladores de disquetes (um arquivo de 5.4 mb)
    • Basedebs.tar, tarball do arquivo do sistema básico do Debian (27 mb +-)

      obs.: estamos usando os arquivos p/ uma instalação básica com o kernel 2.2.20 oficial do Debian woody, p/ o kernel 2.4.18 (bf24) está havendo problemas com o Loadlin, e não dispara o sistema.

  2. Crie uma pasta na partição C: do windows chamada Debian, dentro desta pasta crie outras duas pastas chamadas de dosutils e images-1.44. Coloque na pasta Debian os arquivos install.bat e o Linux.bin, dentro da pasta dosutils, copie o aplicativo loadlin.exe e dentro da pasta chamada images-1.44 copie as imagens rescue.bin e root.bin e os arquivos drivers.taz e basedebs.tar.

  3. Desfragmente e particione o hd com um programa para isso, eu usei o Fips (ftp://ftp.debian.org/debian/tools/fips20.zip), também ai você deve procurar na Net sobre o assunto, mas também você pode usar o partionmagic (tem que pagar para usar, nada de pirataria, viu!!) que você encontra só pesquisando.

  4. Depois de particionado, entre no modo DOS pelo menu iniciar ou reinicialize e antes de entrar no windows aperte a tecla F8, vá até a pasta Debian e execute o install.bat naquele diretório.

  5. Vai começar uma instalação do Debian com outra qualquer, perguntando que tipo de teclado, etc. Se você tiver alguma duvida sobre este assunto procure no site do Debian-br que tem muitos manuais sobre o assunto ou pesquise na Net (o google é seu oráculo).

  6. Só um pequeno comentário, quando for pedido para selecionar um meio de instalação (em inglês, "Select Installation Mediun"), você deve escolher no hd (em inglês, "Hard Disk") e selecionar a partição onde está os arquivos que você copiou da Net, neste caso o hda1 (o C: do Windows).

Obs.: Todo o processo foi feito em uma maquina que tinha instalado o windows 98, se você tiver outro sistema, procure na Net sobre o assunto e pesquise.

Com isso feito, você terá um sistema mínimo do Debian instalado e poderá até, se quiser, fazer um upgrade para o Sarge (testing ainda) e colocar aquela maquina velha para funcionar, como eu fiz com a minha:-)).

Qualquer duvida ou comentário, mande-me um e-mail.


Home Dicas Artigos Sites Recomendados

fonte da pagina

1