SERVIÇOS
Clínica Geral
Dermatologia
Cirurgia
Criocirurgia
Laboratório
Apoio ao Clínico
EQUIPE
Nosso Veterinário
Nossa Equipe
CONTATOS
Contatos e Localização
LINKS







CRIOCIRURGIA

Amplamente utilizada em medicina humana e reservada a alguns poucos centros de medicina veterinária, a criocirúrgia ou crioterapia é um método que utiliza-se o nitrogênio líquido para congelar e destruir algumas lesões cutâneas e promover uma renovação nos tecidos. Pode ser utilizado para tratamento de alguns canceres de pele.

O termo crioterapia significa o tratamento de patologias com o uso do frio, sem obrigatoriamente provocar destruição tecidual. O dermatologista é o especialista com conhecimentos específicos em criobiologia.

A criocirurgia é a destruição de tecidos pelo uso da baixa temperatura com objetivos terapêuticos. A criocirurgia foi usada pela primeira vez no século passado por James Arnoldt, que exibiu o primeiro aparelho para criocirurgia em 1851.

A criocirurgia tem-se tornado importante no arsenal terapêutico do cirurgião dermatologista. Simples e eficiente no tratamento de diversos tumores benignos e malignos de pele. Pode ser usada em pequenas, médias e grandes lesões, quer como tratamento de escolha ou mesmo como tratamento paliativo de tumores inoperáveis.

Pacientes idosos portadores de doenças crônicas, com múltiplas lesões de pele são aqueles que mais se beneficiam da criocirurgia, evitadando se submeterem ao stress físico e psíquico de alguns tipos de cirurgia para retirada de tumores cutâneos.

A seleção correta dos pacientes e bons conhecimentos sobre o pós-operatório imediato e tardio são muito importantes para o sucesso deste método.

Mecanismos de ação provocados pelo frio:

Desequilíbrio osmótico o frio gera um desequilíbrio entre as concentrações salinas dentro das células o que causa retenção de líquidos ou edema dentro das células doentes. Esse fato inicia a destruição dessas células.
Cristais intracelulares. A formação desses cristais, gerados pelo frio, é determinante na ruptura e morte celular

Outros fatores importantes são a mudança da circulação sangüínea do tecido doente leva à redução da chegada de nutrientes e posteriormente aumento da presença de células de defesa no tecido doente.

Técnicas básicas de aplicação

1.Estilete com ponta de algodão (Deepstik): usados apenas em lesões superficiais. Não são indicados para tratamento de lesões malignas.
2.Técnica de atomização "spray": usados em superfícies irregulares (nariz, pavilhão auricular) e superfícies amplas.
3.Técnica da atomização com cone de neoprene ou de plástico.
4.Técnica do contato sólido particularmente indicada para as superfícies onde o contato com o sistema fechado é o mais uniforme possível ou mesmo em superfícies preparadas para esse fim (curetagem prévia) e para as lesões vasculares.
5. Etc

Indicações

tumores benignos e malignos
pacientes idosos
múltiplas lesões
pacientes que possuem marcapasso
uso de anticoagulantes
exclusão de longos períodos anestésicos
facilidade de tratamento
etc

Localizações preferenciais:

Qualquer região anatômica

Reações adversas ao processo criocirúrgico:

1-Reações imediatas:
Edema e exsudação nas primeiras 24/48 horas são normais
Hemorragia (raramente)
Formação de bolhas de pele flácida

2-Reações tardias
Sangramentos (raros);
infecção (raros);
Hiperplasia pseudeudoepiteliomatosa (na segunda ou terceira semana após a criocirurgia) tecido de granulação
Alterações de sensibilidade ocasionais e transitórias
Atrofia pode ser esperada em áreas de lesão bruscamente destruída
Cicatrizes podem ocorrer

Um de nossos serviços mais importantes é o tratamento a base de nitrpgênio líquido, seja cirúrgia ou terapia, utilizamos o que existe de mais moderno no mercado que é o sistema Cry-Ac da Brimill Inc.

Realizamos a prestação de serviço para colegas médicos veterinários, o procedimento pode ser marcado em seu próprio estabelecimento.

















BANHO & TOSA