Pretensão

 

 

 

 

 

 

 

                                  Poesias Etográficas

            

  

Sentirás minha alma nas lembranças, das tuas ilusões perdidas.
Sentirás meu Ego na lama e, até - no lodo impuro, das sarjetas.
Sentirás à minha saudade no som do tamborim e das cornetas.
Sentirás minha presença... Nas recordações jamais esquecidas.

  

Sentirás os meus sonhos que eram teus, em tudo que enobrece.
Sentirás meu abraço mágico... No sonho e até nos travesseiros.
Sentirás a minha saudade até... Nas mais puras, das tuas preces.
Sentirás minhas recordações na flauta, no som dos gondoleiros.

   
Sentirás às minhas carícias em todos - os momentos da tua vida.
Sentirás meu contato nos teus sonhos: na saudade que consome.
Sentirás em tudo... A minha imagem a refletir pura luz e proteção.

  

Sentirás os meus sorrisos que foram e, serão teus... Minha querida.
Lembrarás de todos os nomes que ouvires, apenas... O meu nome.
Edvaldo Feitosa - será sempre canção terna, a embalar teu coração.


 

 



     Soneto  
     26

       Home Page  2    

  Home Page  1

Soneto       24

E-mail

 

Gostou deste Soneto?
Envie aos seus amigos (as) ou para seu  Amor.  Através do seu E-mail ou pelo MSN.            

 http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_son25.htm


Edvaldo Feitosa
( Direitos autorais reservados)
* Fundação Biblioteca Nacional - nº 180859 *
 

Site n° 1

          A pomba levará você à  Página Inicial.

 

 

1