MÁQUINAS DE SUSPENDER

 CONSISTE EM MÁQUINA A VAPOR, MOTOR ELÉTRICO OU UM SISTEMA HIDRELÉTRICO, ACIONANDO UMA COROA DE BARBOTIN, QUE É UM TAMBOR EM CUJA PERIFERIA HÁ RECESSOS E DENTES PARA PRENDER OS ELOS DA AMARRA

 SE O EIXO DA COROA É VERTICAL, A MAQUINA CHAMA-SE CABRESTANTE; SE O EIXO É HORIZONTAL, A MÁQUINA CHAMA-SE MOLINETE

COMPOSIÇÃO DAS MÁQUINAS DE SUSPENDER

 MÁQUINAS A VAPOR, MOTOR ELÉTRICO OU SISTEMA HIDRELÉTRICO - aciona um ou mais eixos nos extremos dos quais ficam a coroa e a saia

  COROA DE BARBOTIN - roda fundida tendo a periferia côncava e dentes onde a amarra se aloja e os elos são momentaneamente presos durante o movimento

 EIXOS E TRANSMISSÕES - o motor é rigidamente ligado ao seu eixo, o qual aciona o eixo da coroa e o da saia por meio de transmissões de movimento

 FREIO - cinta de aço forjado em forma de anel; não pode ser usada para reduzir a velocidade da amarra quando a coroa está girando sob ação do peso de ferro ao fundear, nem deve ser empregada para aguentar a amarra com o navio no mar, estando o ferro em cima

  SAIA - a maioria das máquinas de suspender tem, além da coroa, a saia, tambor fundido cuja periferia é lisa; pode ser montada no mesmo eixo da coroa e é empregada para as manobras das espias de amarração ou outras manobras de cabos que necessitem grande esforço; sua parte superior é o chapéu e a inferior, a gola

 EMBREAGEM - a principal é a que liga a coroa de Barbotin ao seu eixo

 EQUIPAMENTQ DE MANOBRA MANUAL - os cabrestantes podem ser movidos à mão, em caso de emergência, por meio de barras dispostas radialmente em relação ao eixo; antigamente era o único meio de mover o cabrestante

DIFERENÇAS

CABRESTANTE

 uma coroa de Barbotin, ou uma saia, ou ambas, montadas num eixo vertical operado à mão ou a motor, ou pelos dois meios, com linguetes na sua base para evitar a inversão brusca de movimento quando manobrado à mão

 mais empregados que os molinetes, nos navios de guerra, onde há necessidade de reduzir ao mínimo as obstruções a arti1ha;

 sendo o eixo vertical, pode-se colocar somente a coroa, ou a saia ,ou ambas, no convés, ficando o motor urna ou duas cobertas abaixo; esta disposição permite ainda maior proteção à máquina há urna coroa de Barbotin para cada amarra

MOLINETE

 coroa de Barbotin, saia ,ou ambas, montados num eixo horizontal operado à mão ou a motor, ou pelos dois meios

 geralmente é duplo, isto é, tem duas coroas e duas saias, que podem estar montadas no mesmo eixo; assim um guincho atende a duas amarras

 é empregado nos navios mercantes porque nestes não é primordial reduzir as obstruções no convés e, sim, aproveitar ao máximo o volume interior do navio

FUNÇÕES

PODEM SER USADOS PARA OS SEGUINTES FINS:

 IÇAR E ARMAR A AMARRA POR MEIO DA COROA DE BARBOTIN

 ALAR AS ESPIAS OU QUALQUER OUTRO CABO EM MANOBRAS DE PESO QUE EXIJAM GRANDE ESFORÇO

 ALAR OS CABOS DOS APARELHOS DOS PAUS DE CARGA E OUTROS APARELHOS DE IÇAR POR MEIO DE UM SARILHO MONTADO EM SEU EIXO (GUINCHO)

Página de Aparelho de Fundear | Página Principal

1