Immanuel Kant

(1724 - 1804)

Weltphilosoph und Weltbürger

Nythamar de Oliveira

Juntamente com René Descartes e David Hume, Immanuel Kant é considerado um dos maiores filósofos da modernidade. Com efeito, assim como Platão e Aristóteles balizaram todo o desenvolvimento da filosofia clássica e medieval, a monumental obra do filósofo prussiano está na origem das grandes correntes modernas e contemporâneas, desde Hegel, Schopenhauer, Nietzsche e Marx até Frege, Husserl, Wittgenstein, Heidegger, Rawls e Habermas. Como Harold Bloom pôde falar com justeza da obra de William Shakespeare enquanto matriz da literatura moderna, creio ser possível asserir, com sobriedade e imparcialidade, que encontra-se em Kant a conditio sine qua non para entendermos todos os mais importantes desdobramentos da filosofia moderna e contemporânea, desde o idealismo alemão, as reformulações do racionalismo cartesiano e do empirismo britânico, até a emergência da filosofia analítica, da fenomenologia e da hermenêutica no século XX. Ademais, a meticulosa integração de sua filosofia teórica e de sua filosofia prática, assim como de sua filosofia da arte, da história, do direito e da religião, em seu projeto de uma filosofia cosmopolita faz de Kant o grande modelo de "filósofo e cidadão do mundo". ("Weltphilosoph und Weltbürger")

Breve Cronologia

1724: Nasce aos 22 de abril em Königsberg (Prússia, atual Kaliningrad, Rússia)

1740: Ingressa na Albertus-Universität, Königsberg

1746: Inicia como Hauslehrer na Prússia

1746: Primeira publicação: Gedanken von der wahren Schätzung der lebendigen Kräfte

1755: Privatdozent

1770: ordentlicher Professor de Lógica e Metafísica em Königsberg; publicação da dissertação ”de mundi sensibilis atque intelligibilis”, que marca o início do período crítico ou da sua Filosofia Transcendental

1780: Membro do Senado da Universidade

1781: Kritik der reinen Vernunft (A, primeira edição)

1785: Grundlegung zur Metaphysik der Sitten

1786: Membro da Berliner Akademie der Wissenschaften

1787: Kritik der reinen Vernunft (B, segunda edição)

1788: Kritik der praktischen Vernunft

1790: Kritik der Urteilskraft

1793: Die Religion innerhalb der Grenzen der bloßen Vernunft

1797: Die Metaphysik der Sitten

1798: Der Streit der Facultäten; última publicação: Anthropologie in pragmatischer Hinsicht

1804: Morre aos 12 de fevereiro, sem nunca ter saído de sua pequena cidade natal.

Visite outros links relacionados: 

Immanuel Kant, Gesammelte Schriften, Akademie Ausgabe

Kant - Projekt Gutenberg

Kants Rechtslehre (auf Deutsch)

Kants Grundlegung (auf Deutsch)

Rawls's Normative Conception of the Person: A Kantian Reinterpretation"

Kant on the Web - Stephen Palmquist (contém várias versões da Rechtslehre e outros escritos)

Kant, Rawls, and the Moral Foundations of the Political

"Ich bin ein Weltbürger"

Rawls

Habermas

Comentário sobre a Crítica da Razão Prática (em inglês)

Teste (quiz) sobre a Crítica da Razão Prática (em inglês)

E. Tugendhat: Conférences sur l’éthique (em francês)

Mundo dos Filósofos

Sociedade Kant Brasileira - Seção Regional RS

E-prints Sociedade Kant Seção Regional Campinas, SP

X. Internationaler Kant-Kongress 2005

Pesquisas Kantianas: Criticismo e Semântica

FUNDAMENTAÇÃO DA MET. dos COST.

KANT: FILOSOFIA DO DIREITO - SEMINARIO 2005/I

Pedagogia, Democracia, Trabalho: A Alternativa Mangabeira

The Free Encyclopaedia Wikipedia

Stanford Encyclopedia of Philosophy

Descartes & Hume

HUMAN RIGHTS - DIREITOS HUMANOS

Metaética e Epistemologia Moral em Kant e Rawls (Seminário 2006/II)

Bioethics Seminar

KANT & RAWLS SEMINARIO 2003/I

KANT e HEGEL

North American Kant Society

Zeljko Loparic, "O Problema Fundamental da Semântica Jurídica de Kant"

Immanuel Kant, The Philosophy of Law (tradução para o inglês da Rechtslehre)

Kant-Jahr

Joãosinho Beckenkamp (UFPel), "O Direito como Exterioridade da Legislação Prática em Kant"

Kantian ethics

Pós-modernidade para otários (PostModernity for dummies)


[ Yahoo! ] options


Email: nythamar@yahoo.com
1