REVISTA VIRTUAL Informações Agropecuárias nlmoraes@yahoo.com Recife - PE.
APOSTILA: A QUALIDADE DO LEITE NA FAZENDA Esta apostila tem por objetivo fornecer dados que identifiquem as causas que afetam a qualidade do leite. Explica quais e como são feitas análises e testes em o leite é submetido nos laboratórios das usinas processadoras de leite. Uma coisa é certa: produzir leite de boa qualidade é mais rentável e bem mais fácil de ser comercializado. R$ 13,00 Para maiores informações Clique aqui. Clique Fisiologia da produção de leite Vaca com o rabo cortado Mais... A atividade de produzir leite requer investimentos pesados. A aquisição de propriedades perto de médias e grandes cidades exige uma soma considerável de capital, e não estamos falando de grandes propriedades, pois, gado de leite geralmente fica confinado. A maior parte da propriedade se destina a plantação de capim de corte ,assim a área não precisa ser grande demais. Há vários sistemas de manejo para gado de leite, todos com vantagens e desvantagens, a perfeição ainda es- tá longe de ser alcançada. O regime confinado é o mais a- dequado, mesmo levando-se em conta os problemas que ocor- rerão nos cascos e nos jarretes.
*ALIMENTAÇÃO*
Este é um dos ítens mais sensíveis na criação de gado de leite , a quantidade aliada a qualidade é o fator que determinara o sucesso ou fracasso do negócio. Uma vaca honladesa em produção pesa em torno de 500Kgs., o consumo diario é de aproximadamente 35 a 40kg de volumoso (capim picado ou silagem). 200 vacas consomem 8 toneladas de volumoso diariamente, - 240 toneladas por mês. Um hectare de capim de corte produz 35 toneladas a cada 4 me- ses, logo irá ser preciso uma area de 28 hectares para alimentar as vacas durante o ano. Por medida de segurança é bom ter uma area um pouco maior, pois, no nordeste do Brasil as chuvas sao bastantes irregulares. Um silo de 1500 toneladas é o melhor se- guro para 6 meses de alimentacao. Outra questao importante é a ração balanceada, o fornecimento de proteína é vital para a produçã de leite,uma racao com o nivel de 24% de proteina é recomendado. Os fabricantes de racao geralmente recomendam fornecer 1kg de racao balanceada para 3li- tros de leite produzido, se houver volumoso de boa qualidade, caso contrario, recomenda-se 1 kg de racao para cada 2 litros de leite. Um buraco sem fim !!! Eh o tipo de recomendacao que cus- ta caro e tem que ser feito,porem, ha saidas para amenizar este peso pesado chamado racao. Ê sabido que os fabricantes de racao trabalham com uma margem de lucro de 40%, comprar racao balanceada eh pagar 40% a mais pelos os precos da materia-prima. 200 vacas (com media de 18 litros/cabeca) produzem 3600 lts. de leite por dia, consumem 1200kgs de ração balanceada por dia, é muita racao por dia, e imagine que voce esta pagando 40% a mais pelo preco das materias-primas. Ê muito dinheiro!! A solucao eh voce fazer sua propria ração, 1200 kgs por dia ja torna a tarefa viavel, mas, CUIDADO. Fazer sua propria ração eh coisa facil na teoria, tudo que voce precisa fazer eh comprar as materias-primas e mistura-las nas devidas proporcoes. Na pratica a estoria eh bem diferente, a dificuldade ja comeca pelo numeros de fornecedores que entregam os produtos em datas dife- rentes, com niveis proteicos que oscilam e teores de umidade que variam. Se voce vai fazer a propria racao eh bom que provi- dencie um pequeno laboratorio para analise de proteina e umidade das materias-primas. Ê fundamental ter um laboratorio, sem ele, certamente, voce irá perder dinheiro.Darei alguns exemplos de como o assunto funciona: Você compra farelo de algodao com 30% de proteina, o exame de laboratorio mostra 28%. Voce tem duas opcoes: ou solicita um desconto do fornecedor, ou vai pagar mais do que deveria. Agora veja o caso da umidade do milho: Voce acerta a compra do milho com o teor de 12% umidade, mas quando recebe o milho ele vem com 14% de umidade. Mas uma vez, ou voce solicita um desconto do fornecedor, ou voce ira pagar a mais por AGUA. Logicamente o preco de agua é bem menor que o de milho. Agora vejamos o problema pelo o outro lado: voce comprou farelo de algodao com 28% de proteina e quando fez o exame de laborato- rio o resultado deu 30% de proteina. Ha duas opcoes: ou voce assume este resultado como lucro extra, ou voce comunica ao for- necedor e paga a diferença. Se fazer racao fosse facil, nao existiria nem uma fabrica, to- dos criadores fariam sua propria ração. Outra problema importante é o fornecimento de agua, vacas de leite necessitam de agua de qualidade e em abundancia. Se faz necessario uma fonte de agua que garanta abastecimeto durante o ano inteiro. Comprar agua nao dá. Caso voce utilize ordenhadeira mecanica, ter agua de boa qualiade eh essencial para lavar o sis- tema depois de usado. Se lavar com agua contaminda, vai contami- nar o leite. O filtro de carvao ativado eh uma solução boa e barata para deixar a agua livre de bacterias. Dois toneis de 200 litros com carvao ativado garantirá a pureza da agua. Se voce esta pensando em produzir leite B ou A, certamente o uso de carvao ativado vai ajudar e muito, o filtro de carvao ati- vado tem funcao pricinpal eliminar bacterias da agua, para fazer a filtracao de materiais em suspensao é bem mais economico usar outro tipo de filtro. Como a producao diaria de esterco tam- bem eh grande, eh evidente que a esterqueira deve ficar o mais distante possivel da fonte de agua, eh mais barato manter a agua limpa que tratar a agua.
*MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS* Ordenhadeira para 60 vacas
Como nao podia deixar de ser, a manutencao dos equipamentos na atividade leitera é algo essencial. Do trator ate as instalacoes hidraulicas a atencao deve ser total, pois esta atividade nao aceita feriados, dias santo, carnaval, natal ... nem fim-de-semana. Nada pode quebrar sem ser necessario um conserto rapido, do contrario a situacao ficará muito complicada. Entre todos os equipamentos usados na fazenda, a ordenhadeira é a que precisa mais atencao. Imagine se voce faz 3 ordenhas por dia !!! Se a ordenhadeira falhar, o prejuizo será incalcula- vel, ter mao-de-obra preparada para lhe dar com manutencao nos 7 dias da semana e entender do funciona- mento da ordenhadeira eh uma tarefa que requer especial atencao. Vale a pena tratar com respeito os funcionários diretamente envolvidos na ordenha, eles sao a chave da producao. Outra coisa que se deve prestar muita atencao eh a forca da sucção das teteiras, pois se nao estiver bem regulada nao retirara todo o leite do ubere e fatal- mente ira ocorrer problemas de mastite. O lado inveso do problema eh se a forca da succao estiver muito forte, as tetas das vacas seram puxadas para dentro do tubo da te- teira e consequentemente ira entupir o fluxo do leite , e o leite nao sera retirado. Apos a ordenha, a ordenhadeira deve ser lavada para evitar contaminações na proxima ordenha. É aconselhável que se use água morna para dissolver a gordura do leite que fica empregnada dentro da tubulação, água clorada é usada para desinfectar as instalações. LINKS: PROAGRI - Apostilas Virtuais sobre criações de animais PROAGRI - REVISTA VIRTUAL PROAGRI - INSTRUMENTOS VETERINÁRIOS PROAGRI - ESPANOL PROAGRI - NEDERLANDS PROAGRI - UNITED STATES PROAGRI - REVENDA PROAGRI - QUEIJOS ARTESANAIS Apis Abelhas Aves Aves Centro de Criações Kalmeida Bovinos Capril Irmãos Lopes Cavalos de tração Leite I Codornas Carpas Chocadeiras Coelhos Escritório Contábil Ferraduras Hamsters Jumentos Turismo maritimo Gallopp Vila Rural Aves Agrobrindes Aves Aves Aves Penas e Plumas Animais Aninais Egg Incubator Rabbit Skins Cowhides LIVESTOCK SUPPLIES Heavy Duty Mechanic
Home
1