ISLAM


PRINCÍPIOS DA FÉ NO ISLAM

A fé do crente muçulmano é embasada nos seguintes fundamentos:

1. A crença em um Deus Único, Supremo e Eterno, Clemente e Misericordioso, Infinito e Poderoso.

2. A crença em todos os mensageiros de Deus sem nenhuma discriminação entre eles. O primeiro profeta foi Adão (Que a Paz esteja com ele) e o último foi Muhamad (Que a Paz esteja com ele). Os mensageiros foram mandados em várias épocas para propagar a Sua Divina Mensagem.
"Nós cremos em Deus e na revelação que nos foi dada, e em Abraão, Ismael, Isaac, Jacó e nas tribos; e no que foi dado a todos os profetas pelo Senhor. Não fazemos nenhuma discriminação entre eles, e inclinamo-nos perante Deus".
(2:136, 3:84; 4:163-165; 6:84-87).

3. A crença em todas as escrituras e revelações de Deus. O Alcorão faz referências aos livros de Abraão, Moisés, David e Jesus, porém os livros que se encontram hoje não os livros autênticos, enquanto que o Alcorão por sua vez, existe na sua forma original, tal qual foi revelado por Deus.
"Nós (Deus) revelamos a mensagem (o Alcorão) e somos Nós (Deus) que o guardamos (integral e intocável)".(15:9)

4. A crença nos anjos de Deus que são seres puramente espirituais, cuja natureza não precisa de alimentos, bebida ou sono. Passam dias e noites a serviço de Deus e foram feitos de luz. A crença nos gênios que são criaturas criadas a partir do fogo e que vivem em outra dimensão. A crença nos anjos e gênios baseia-se no princípio islâmico que diz que "o conhecimento e a verdade não se limitam só ao conhecimento sensorial ou a percepção sensorial." (16:49-50;21:19-20)

5. A crença no dia do juízo final. Tudo o que fazemos nesta vida, cada movimento ou intenções são registradas com cuidado e tudo será considerado no dia do juízo.

6. A crença no conhecimento de Deus e no Seu Poder de conceber e cumprir os Seus planos. Isso, porém não impede o muçulmano de pensar, planejar e fazer opções. Mas se não acontecer como planejado, não se deve perder a fé nem se esgotar em lamentações arruinantes. Deve-se tentar outra vez, pedir o auxílio de Deus e o que se encontra além da capacidade e responsabilidade do muçulmano é do domínio de Deus. Este fundamento é conhecido como crença no "Qadá" e no "Qadar". O conhecimento eterno de Deus antecipa os acontecimentos e que os acontecimentos verificam-se conforme o conhecimento exato de Deus. (18:29; 41:46)

7. A crença no sentido da criação, que a vida tem uma finalidade sublime além das necessidades físicas e atividades materiais do homem. A finalidade da vida é a adoração de Deus, isto significa conhece-Lo, amá-Lo, obedecer a Seus mandamentos, servir a sua causa fazendo o bem e afastando o mal, ser justo com Ele, para consigo próprio e para com os semelhantes. Adorar a Deus é viver a vida, não fugir dela.

8. A crença no estatuto especial do homem entre todas as criaturas conhecidas. (2:30-34;6:165;7:11)

9. A crença de que o próprio ato do nascimento verifica-se com a vontade de Deus e que cada pessoa que nasce dispõe das potencialidades espirituais e das inclinações intelectuais que podem torna-lo um bom muçulmano, se tiver acesso ao Islam e se lhe for deixado desenvolver a sua natureza inata.

10. A crença de que cada pessoa nasce livre do pecado e de qualquer pretensão à virtude herdada. Este conceito islâmico de liberdade baseia-se no princípio da justiça de Deus e da responsabilidade direta do indivíduo perante Deus. Cada pessoa deve arcar com a responsabilidade dos seus atos perante Deus. Adão cometeu o primeiro pecado, pediu perdão a Deus e foi perdoado. O muçulmano não aceita a doutrina que Adão e toda a raça humana foram condenados e que só conseguiram o perdão quando Jesus veio para livrar os pecados dos mesmos. Também não aceita a morte de Jesus na cruz só para acabar com todos os pecados humanos.

11. A crença de que o homem deve assegurar a sua salvação sob a direção de Deus. Para se obter a salvação deve-se combinar fé e ação, crença e prática. (10:9-10; 18:30).

12. A crença de que Deus não responsabiliza nenhuma pessoa antes de lhe mostrar o bom caminho. Portanto o ser humano que não possui todas as faculdades mentais, ou que não tenha tido acesso as mensagens divinas não é responsabilizado por não seguir as leis divinas, será responsabilizado por não seguir o seu bom senso.

13. A crença de que na natureza humana que Deus criou, há mais bem do que mal, e a probabilidade de transformação positiva é maior do que a probabilidade do fracasso sem esperança.

14. A crença de que a fé não está completa se for seguida cegamente, o muçulmano tem que basear sua fé em convicções firmes e bem justificadas, acima de qualquer incerteza. A pessoa que se considerar muçulmana somente pelas tradições da sua família, ou aceitar o Islam sob constrangimento não é um muçulmano completo perante Deus. (2:170; 43:22-24)

15. A crença que o Alcorão é a palavra de Deus revelada a Muhammad através do Anjo Gabriel. É a primeira e mais autêntica fonte do Islam. Foi revelado em árabe, encontra-se na sua forma original porque Deus preocupou-se em conservar o Alcorão e em faze-lo o melhor guia para o homem.

16. A crença nas tradições do profeta "Sunat al-Nabi" como as interpretações práticas do Alcorão.

^Topo^


OS PILARES DO ISLAM

São cinco os pilares do Islam:

1. O Pilar da Fé (Al-Íman)

A fé em Deus (ALLAH Deus em árabe) único, a fé em Seus profetas e que Muhammad foi o Seu último enviado, a fé na ressurreição e no dia do juízo final.

2. O Pilar da Oração (Al-Salat)

A obrigação mais importante do muçulmano após consolidar sua crença é o cumprimento das orações, sendo que todas as obrigações vêm em segundo lugar. Al Salat em árabe, no sentido etimológico restrito, significa vínculo, ligação ou relação. No sentido religioso, significa orar, rezar. Especificamente designa as cinco orações diárias conhecidas que materializam o contato permanente e contínuo entre os muçulmanos e Seu criador. A oração muçulmana é um culto físico, espiritual e meditativo ao mesmo tempo. O muçulmano deve orar limpo e asseado, para isso deve fazer antes a ablução, procedimento básico de higienização que consiste na purificação do corpo das impurezas. As cinco orações diárias são: oração do alvorecer, oração do meio dia, oração da tarde, oração do crepúsculo e oração da noite.

3. O Pilar da Caridade (Al-Zakat)

A palavra zakat na língua árabe significa crescer, aumentar. Isto quer dizer que os bens pelos quais se paga a zakat crescem e aumentam.
A caridade purifica o espírito do egoísmo e da avareza. A zakat no Islam fundamenta-se na tese de que o dinheiro, a riqueza e todos os bens materiais pertencem a Deus, por isso o homem devem doar uma parcela de seus bens que na verdade são de Deus.
"A caridade da zakat destina-se exclusivamente para os pobres, para os necessitados (carentes), para os arrecadadores (da mesma), para os simpatizantes da fé islâmica (inclui-se os recém convertidos), para libertar os escravos (cativos), para os devedores insolventes, para a causa de ALLAH e para o viandante, isso é uma obrigatoriedade emanada de Deus Sapiente e Prudentíssimo". (9:60)
"Crede em Deus e em Seu Apóstolo (Muhamad) e fazei caridade daquilo que Deus vos deu. Aqueles que dentre vós crêem e pagam a zakat obterão magnífica recompensa. (57:7).

4. O jejum de Ramadan (Siam Ramadan)

O jejum no mês de Ramadan, mês em que foi revelado o Alcorão, jejuar é abster-se de comer, beber e fumar, inclusive abster-se de sexo e quaisquer outros prazeres materiais ou carnais. O jejum começa quando surgirem as primeiras luzes do dia e termina ao por do sol.
"O mês de Ramadan, em cujo transcurso foi revelado o Alcorão, guia para os humanos e evidência de clareza e discernimento. Quem de vós avistar o novilúnio (de Ramadan) que o jejue. Quem estiver enfermo ou em viagem, jejuará o correspondente (aos dias não jejuados) em dias posteriores. Deus quer a comodidade para vós e não a dificuldade. Para que possais completar o período e glorificais a Deus por ter vos iluminado e Lhe agradeçais".(2: 185)

5. O Pilar da Peregrinação (Al-Haj)

O último pilar é a peregrinação a Meca, obrigatório a todo homem ou mulher que tenha condições físicas, mentais e financeiras para faze-lo.
A peregrinação comemora os rituais divinos seguidos por Abraão e Ismael, que são conhecidos como os primeiros peregrinos à primeira casa de Deus na Terra, isto é a Caaba, em Meca. Em outro lugar, usou Kaaba, tem de padronizar, você decide, além disso, acho melhor mudar o Islam para Islão, como é conhecido em português, ou explique desde do início)
A peregrinação a Meca demonstra a universalidade do Islam, da fraternidade e igualdade presentes entre os muçulmanos, pois em resposta ao chamado de Deus, muçulmanos de todos os cantos do mundo, de todas as classes e profissões reúnem-se em Meca. Vestem-se de maneira simples e humilde respeitando os mesmos regulamentos, proferem as mesmas súplicas, ao mesmo tempo e nos mesmos lugares para o mesmo fim.
"A primeira Casa Sagrada (templo) erguida para os humanos é a de Baka (Meca) onde reside à benção, servindo de guia para a humanidade." Surata Al Haj, versículo 96.

^Topo^


MUÇULMANO

O muçulmano não é aquele que combate Satã com sua força e depois é lançado no paraíso, mas aquele que interfere ativamente no seu ambiente para produzir uma diferença:
“E que o homem não obtém senão o fruto do seu proceder. E que seu proceder será examinado. Depois, será retribuído, com a mais eqüitativa recompensa”.(53:39-41)
Nossas ações são testemunhadas não apenas por Deus e Seu Mensageiro, mas também pelos outros. Assim, o muçulmano não vive num vazio; ele está agindo e interferindo constantemente junto aos seus vizinhos. O que o/a torna um/a melhor muçulmano/a?
“As criaturas são dependentes de Deus; os mais próximos dele são os mais úteis aos seus dependentes”.
Hadith Nabaui (Dito do Profeta),fonte Sahih Muslim.
Assim, o critério para se ser um bom muçulmano não é simplesmente orar, jejuar, recitar o Alcorão (dhiker), e glorificar a Deus (tasbih);é ser útil para os outros!

^Topo^


Voltar