Central Banda Du'Casco>Release>História
 
 
 
Carnaval 2001
 
Inverno 2001
 
Verão 2002
 
Verão 2003
 
A história da banda começa com a chegada de Luiz de Medieros, vocalista e compositor em Praia Grande, litoral de São Paulo. Vindo de uma viajem pela qual percorreu todo o litoral do Brasil de carro, Luiz chega para morar na cidade trazendo na bagagem muitas histórias e suas primeiras composições. Logo ele conhece o Casco, local em que alguns jovens da cidade se reuniam todas as noites. Sempre acompanhado de sua fiel escudeira Maria (seu violão) Luiz canta suas canções além de muitas músicas de Bob Marley, seu ídolo.
Logo as composições de Luiz caem nas graças dos amigos, que começam a incentiva-lo a montar uma banda. Sua primeira tentativa foi a Cabeça de Nego, mas as coisas não deram muito certo. Foi então que ele conheceu os irmãos Fabiano e Danilo Flores e junto com outro amigo, Phellip Terzian, começam a pensar na Banda Du’Casco.
Caranaval de 2001
Foi no carnaval de seguinte que a coisa começou a ficar séria, quando a banda Dr. Smith os convidou para uma canja no “Quiosque do Ferreira”. Estavam presentes Luiz, Danilo e Phellip, que hesitaram um pouco mas resolveram tocar. Ajudados por Fábio, o baterista da Dr. Smith, com Luiz no violão e na voz, Danilo na guitarra, e Phellip na percussão, tudo pronto para a primeira apresentação da... foi aí que surgiu a pergunta: " E o nome?". Nascia assim a “Banda de Três do Casco”.
Poucas dias depois, Rogério os convidou para tocar no Tubarão Bar - Praia do Forte - a primeira casa da “Banda Du’Casco”.
Foi no Tubarão Bar que começou a ser elaborada a Banda, oficialmente: Luiz no vocal, Fabiano no Violão, Danilo no Baixo, Diego na Bateria, Phellip na percussão e Kauê nas tubadoras, sem esquecer da ajuda do Marcelo, que dava um apoio ao Luiz nos vocais. Na época, além das composições próprias, a banda tocava também covers de Rappa, Bob Marley e outros. O som agradou e aos poucos o bar do Tubarão foi se tornando o point na Praia do Forte, onde muita gente se reunia pra curtir o som da banda.
topo
Inverno de 2001.
Depois do verão as coisas foram mudando na Banda Du’Casco. Primeiro a saída de Kauê, depois a entrada de Jack na Guitarra Solo. Então a saída de Danilo, o que ocasionou algumas semanas paradas até que Bruno cruza o caminho deles trazendo experiência e profissionalismo. O baixista logo foi apelidado de "pai" por seus companheiros, sua entrada iniciou um período novo na Banda Du’Casco, muito ensaio, conversa e estudo deram profissionalismo à banda.
Por volta se setembro de 2001 a saída dos guitarristas Jack e Fabiano mudou novamente o rumo da Banda. Permaneceram Bruno, Phellip e Luiz, que se reuniam diariamente na casa do baixista, onde iniciaram a preparação de um novo repertório, minuciosamente estudado.
topo
Verão de 2002
Em dezembro do mesmo ano a banda se junta novamente. Volta Fabiano na Guitarra, Diego na bateria, além de Netto, que passou a fazer free lances como guitarrista solo.
Surge no verão de 2002 uma nova Banda Du’Casco, mais preparada, séria e com força total, passaram a se apresentar em vários bares da Baixada. Em Novembro de 2002 entrada de Michael na guitarra, Rafael no Trompete, Alex no Saxofone e Digão nos teclados deixaram o som ainda mais completo.
topo
Verão de 2003.
No começo de 2003, a Banda entra em estúdio para gravar seis músicas, “O Índio e o Monte”, “Negra Menina”, “A Folha", Despedida”, “Caminhei’ e “Salto para a Natureza”, todas de autoria de Luiz, batizado de “Só Pra Meditar...” trabalhado vem sendo bem aceito pelo público da banda.
Além da gravação do CD o Verão de 2003 foi marcado pelas apresentação da Banda Du’Casco nos palcos montados na orla de Praia Grande para o Show do Verão 2003, onde a banda encarou públicos que alcaçaram 10 mil pessoas e acabaram consagrados como revelação do ano na cidade.
topo
 
Produzido por e-feito Comunicação Visual e Banda Du'Casco - No ar desde: Set/2002