Poesias Etográficas

 

Queria... 

 

As ilusões primeiras do teu coração.
As juras puras, de um inédito, amor.
Desejo das tuas emoções mais fortes. 
E anseios de teus sonhos... Singulares.
Beijar-te contrito em forma de prece. 
Logo em seguida, amar-te sem pudor.
      Como os artistas dos filmes Pornôs...        
Ouvir teus santos gemidos, de prazer.
Beijar teus seios túmidos e trêmulos...
Denunciando anseios do sexo úmido...
Ao ponto de me deixar - feliz e, pasmo.
Prenunciando já próximo o Orgasmo.


Realizando as fantasias inconfessáveis.
De maneira absoluta e, mais intensa...
Ao te Deixar...  Embevecida de Tesão.
Capaz de apagar para todo o sempre.
Lembranças, as ilusões, as Saudades.
Do primeiro amor do segundo Amor.
 Renasceres como uma rosa, intocada,
Bendizendo absoluta falta, de pudor. 


Neste meu coração louco insatisfeito,
E nesta minha louca alma Irrequieta.
Sempre nos sonhos, fico imaginando. 
Os teus seios suplicando meus lábios. 
E, as tuas lindas coxas - roçando-se...
A Massagear o sexo vulcão em brasa.
Gozar o sabor que, o triângulo tem,
Tu apenas de calcinha transparente. 
Há tanto tempo que estou sonhando.
Sussurrando maliciosamente... Vem.
Sonhado é Ansiosamente - este dia... 
  Mas o tempo... Passando. Passando... 
E o meu quero a continuar... Queria.

 

 Gostou deste Poema?
 Envie para quem Você Ama. 

Envie o endereço aos seus amigos (as) ou para seu Amor.  MSN  ou através do seu E-mail.
http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_po18.htm

Edvaldo Feitosa
( Direitos  autorais  reservados  sob  o  nº 180859 )
* Fundação Biblioteca Nacional *








  Poema        19


Home Page   2


Home Page    1

Poema           17

E-mail

 

 

1