Poesias Etográficas

 

 

 Jamais

 

Não Tente o Impossível.
Pois Se Você me deixar.
Minha saudade, seguirá.
Sua ilusão eternamente.
Talvez seja isso incrível.
No amor tudo: possível.
 Saudade tola aumentará.
  Lembrança do Passado...
Consagradas no prazer.
E não vou lhe esquecer.

  

Já nem mais sou - mais eu!
Você o Sol e o meu sorriso.
Vivo pelo doce carinho seu.
Isso é tudo que, eu preciso.
Desprezo doloroso espinho.
Vivo ilusão que é seu é meu!
 Você mapa barco e caminho.

 

Não tente aviso, não conseguirá.
Apenas aumentará minha paixão!
Fará hibernar essa ilusão infinda...
E acordará em amanhã mais Linda.
Sob o aspeto de prece ou devoção.
Embevecendo dilacerando coração.

 

Não me deixe Não me deixe não.
Não tente a Louc
ura. Improvável.
Não Creia nos
Desesperançados.
Mas em novelas e amores felizes!
Não oferte desalento desprezível!
Você é tudo que, eu sempre Quis!I
Ingênua quimera - tornada factível.
Mas a  minha
exclusiva alternativa!
Nessa minha Ilusão pouco criativa.

Última e única opção para ser Feliz


17/1/2002.
Ilha do Amor.

Gostou deste Poema?
Envie aos seus amigos (as) ou para seu  Amor. 
Através do seu E-mail
ou
 MSN.
       
http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_po7.htm

Edvaldo Feitosa
( Direitos autorais reservados)
* Fundação Biblioteca Nacional - nº180859 *

 



 

 

Poema        8

Home Page2

Home Page1


Poema      6

E-mail

 

1