<%@ Language=VBScript %> Como fazer um balanço comercial - exemplo numérico prático

 

 

Aprenda a fazer um balanço, passo a passo

 

 

Como fazer um Balanço

  1. Partir do balancete geral, extraído do Razão. 

  2. Tirar do pendente receitas e despesas do período (ajuste) 

  3. Compor provisões ou fundos, referente  às despesas não monetárias

  4. Encerrar todas as contas de receitas e de despesas.

  5. Calcular o resultado bruto de mercadorias.

  6. Ajustar a conta de estoques.

  7. Apurar o lucro ou prejuízo líquido.

  8. Distribuir o lucro líquido, se houver, na forma indicada.

  9. Levantar o balanço e a demonstração de resultados.  

          Clique na cor azul para ver a explicação.

 Prática em modelo reduzido

          Com base nas contas abaixo, levantar o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Lucros & Perdas, adotando estas medidas:

Fazer uma provisão de 10% para depreciar móveis;

Depreciar imóveis diretamente em 1%;

Fazer uma provisão de 2% para devedores duvidosos;

Apropriar como despesa do exercício 40% do ativo pendente;

Calcular o lucro ou prejuízo líquido;

Fazer uma provisão de 30% do lucro líquido, se houver, para o imposto de renda;

Distribuir o lucro líquido assim:

30% para dividendos;

30% para funcionários;

20% para reservas;

20% para lucros suspensos.

Contas do Razão (saldos devedores ou credores) - dados hipotéticos. Em reais.

CONTAS

VALOR

CONTAS

VALOR

CAIXA 10.000   MERCADORIAS (saldo devedor) 462.000
CAPITAL 200.000

  CONTAS A RECEBER

85.000
MÓVEIS E UTENSÍLIOS 72.500

  FORNECEDORES

290.000
CONTAS A PAGAR 75.000

  COMPENSAÇÃO ATIVA

170.000
RESERVAS 102.000

  DUPLICATAS A RECEBER

94.500
FUNDO PARA DEPRECIAÇÃO 8.500

  DESPESAS ADMINISTRATIVAS

128.200
BANCOS C/MOVIMENTO 25.000

  DESPESAS GERAIS

8.900
DUPLICATAS A PAGAR 357.200

  RECEITAS EVENTUAIS

1.600
DESPESAS PENDENTES 3.200

  COMPENSAÇÃO

170.000
IMÓVEIS 145.000    

        Nota: de propósito, não foram identificados os tipos de saldos (devedor ou credor). O primeiro exercício é fazer isso e montar o

  Balancete de Verificação

CONTAS

 ATIVO

APLICAÇÕES

saldos devedores

PASSIVO

ORIGENS

saldos credores

CAIXA 10.000  
CAPITAL   200.000
MÓVEIS E UTENSÍLIOS 72.500  
CONTAS A PAGAR   75.000
RESERVAS   102.000
FUNDO PARA DEPRECIAÇÃO   8.500
BANCOS C/MOVIMENTO 25.000  
DUPLICATAS A PAGAR   357.200
DESPESAS PENDENTES 3.200  
IMÓVEIS 145.000  
MERCADORIAS (saldo devedor) 462.000  
CONTAS A RECEBER 85.000  
FORNECEDORES   290.000
COMPENSAÇÃO ATIVA 170.000  
DUPLICATAS A RECEBER 94.500  
DESPESAS ADMINISTRATIVAS 128.200  
DESPESAS GERAIS 8.900  
RECEITAS EVENTUAIS   1.600
COMPENSAÇÃO ATIVA   170.000
TOTAIS 1.204.300 1.204.300

                                                                                                                                     

Estoque inventariado: 657.700

 

Passos para o balanço

código

descrição da operação

10  Apropriar 30% do pendente como despesa.
11  Registrar as despesas não monetárias
12  Encerrar todas as contas de receita e de despesa
13  Calcular o resultado bruto de mercadorias
14  Ajustar a conta de estoques.
15  Achar o lucro ou prejuízo líquido
16  Reservar 30% do lucro líquido para o imposto de renda
17  Distribuir o lucro liquido, se houver, na forma indicada

18

 Balanço Patrimonial e de Lucros & Perdas

 

 

Lucros & Perdas - Conta usada como contrapartida, a qual serve para apurar o lucro ou o prejuízo líquido. Pode ser usada outro tipo de conta com o mesmo sentido.

Balancete de Verificação - Extraído do Razão. A soma dos saldos devedores tem de ser igual à soma dos saldos credores, para que a escrita possa estar certa.

Reservas - reforços do capital.

Fundo para depreciação - Refere-se a despesas não monetárias. Retifica valores do ativo.

Despesas pendentes - São despesas antecipadas. Pertencem a exercícios futuros. Parte pode referir-se ao exercício corrente.

Mercadorias - Como é debitada pelas compras e creditada pelas vendas, que podem conter lucro, pode apresentar saldo credor ou nulo. Pode ser usada sob forma de estoques, com movimentação diferente.

Compensação ativa - as contas de compensação referem-se a garantias, avais oferecidos etc. São riscos da empresa. Em princípio, não alteram o patrimônio, mas podem fazê-lo de futuro. Igualam-se no ativo e no passivo.

Estoque inventariado (processo extracontábil) - contagem física de mercadorias. Quando uma empresa comercial diz que está fechada para balanço, ela, de fato, fecha para contar o estoque físico, onde está, em geral, seu principal lucro. Na verdade, ela inventaria o estoque para poder fazer o balanço.

 

 

10 - Operação ou registro:

DESPESAS GERAIS  
a DESPESAS PENDENTES 

640

        


11 - Operação ou registros:

LUCROS & PERDAS  

a FUNDO PARA DEPRECIAÇÃO (10% s/72500)

7.250

       

DESPESAS GERAIS  
a IMÓVEIS (depreciação direta - 1% s/14.5000)

1.450

                     

LUCROS & PERDAS  

3.600

a PROVISÃO P/DEVEDORES DUVIDOSOS    
De contas a receber (2% s/85000)

1.700

 
De duplicatas a receber (2%S/95000)

1.900

3.600

 

12 - Operação ou registro:

 

LUCROS & PERDAS  

139.190

a DESPESAS ADMINISTRATIVAS 128.200  
a DESPESAS GERAIS 8.900  
a DESPESAS GERAIS (de desp. pendentes) 640  
a DESPESAS GERAIS (de dep direta) 1.450

139.190

 

RECEITAS EVENTUAIS  
a LUCROS E PERDAS

1.600

       

13  - Registro: uso da conta básica Mercadorias - inventário periódico. Pode ser usado o inventário permanente, mas o periódico, por ocasião do balanço, é mais comum:                

  •         Estoque inventariado (E): 657.700. Saldo devedor (SD): 462.000

  •         E - SD = R(resultado); p/ R > 0 = lucro bruto; p/ R < 0 = prejuízo bruto.

  •         Se o saldo é credor, o lucro bruto é soma desse saldo com o estoque.

  •         Se o saldo é nulo e há estoque, este e o lucro bruto.

  •         Se não há estoque e há saldo devedor, este é o prejuízo bruto.

  •         Se não há estoque e há saldo credor, este é o lucro bruto

  •         No caso, lucro bruto = 657.700 - 462.000 = 195.700.

  •         O lucro ou prejuízo bruto pode ser dado por R = (EF + V) - (EI + C)

  •          O custo das vendas é dado pela diferença EI + C - EF.

    legendas
    R Resultado
    EF Estoque final no período
    EI Estoque inicial no período
    V Vendas do período
    C Compras do período

14 - Operação ou registro:

 

MERCADORIAS  
a LUCROS & PERDAS (lucro bruto) 

195.700

      

15 - Operação ou registro:

Razão de Lucros & Perdas
 Resultado líquido DÉBITO CRÉDITO SALDO D/C
Operação 11 7.250
Operação 11 3.600
Operação 12 139.190 1.600
Operação 14 195.700
Lucro líquido

47.260

C

 


16 - Operação ou registro:

LUCROS E PERDAS  

a PROVISÃO PARA O IMPOSTO DE RENDA        

14.178

       Lucro líquido a distribuir: 47.260 - 14.178 = 33.082

17 - Operação ou registro:

LUCROS & PERDAS  

33.082

a DIVIDENDOS A PAGAR 

9.925

 
a PARTICIPAÇÕES DE PESSOAL 9.925  
a RESERVAS 6.616  
a LUCROS SUSPENSOS  6.616 33.082

      Nota: o saldo de Lucros & Perdas ficou nulo.

Veja como se comportam as variações patrimoniais

Para ver o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Lucros & Perdas bem como alguns comentários, clique abaixo em avançar:

 

visitas - estatísticas atualizadas desta página (clique ao lado):   See who's visiting this page.

Voltar 

Autor

Avançar 

Voltar ao início da página 

Página revisada em 28/09/02

1