Ninando os meus e teus sonhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Poesias Etográficas

 


Os teus sorrisos serão sorrisos,

Eis guizos embalando guizos
Sonorizando minhas ilusões.
Mortas minhas desventuras,
Um homem sem decepções,
Perfumarás sim minha boca,
Os teus beijos poesias puras.
Todos os amores do passado,
Magicamente.Transformados,
Nos sonhos lindos realizados.


Teus carinhos serão mil carícias,
Só farão brotar, em minha alma,
Enigma desespera e, traz calma.
Muitas esperanças ainda, botão.
Mais deslavada e louca fantasia,
O amor como rosa e um vulcão,
Olvidando quando: noite ou dia.
Céu meu azul o teu cor de rosa,
Serás meu verso conto e prosa.


Viveremos somente o presente,
Sem preocuparmos, com futuro
Da maneira mais inconsequente
Acredito apenas no teu coração.
Vivendo tudo: o puro e, impuro.
Tempo não se contará por Eras.
Mas pela intensidade da paixão.

Com os doces sonhos da verdade...
Guiados pela a eternidade da ilusão.


Quero amar, como se fosse única vez,

Embora saibas que, já perambulei,
Entre outros braços, e, me aqueci,
Em pernas, nas preces, de solidão.
Paixões sem saber se um dia amei.
Ou tudo foi somente ilusão e ilusão!
Despertarei toda, a ternura residual,
Ainda possível existente em nós dois
Faremos nosso lindo pacto passional,
Viveremos sonhos agora, não depois.
Sonharemos em minutos e segundos,
Fantasias dos séculos da humanidade
E viveremos o amor maior do mundo,
Ele nunca acabará por deixar saudade
Com a alma repleta, da maior ternura.

Lindo presente sempre haverá depois.
Viveremos ilusão mais ingênua e pura.

Em nós mesmos, súplices de nós dois.


 

 

 

 



 



 

     Poema        16

   Home Page  2

 Home Page  1

Poema       14

E-mail

Gostou deste Poema?
Envie o endereço aos seus amigos (as) ou para seu  Amor. 
Através do seu E-mail
ou
 MSN.       
 http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_po15.htm

Edvaldo Feitosa
( Direitos autorais reservados)
* Fundação Biblioteca Nacional - nº 180859 *

1