Roswell! 


 Introdução
 Fotos de Ets
 Caso Varginha
 Os Extraterrenos
 Atlântida
 Área 51
 A 4º Fase Terrestre
 1º Implante em Ets
 Espíritos e Ets
 Casos Interessantes
 Caso Roswell
 Ovnilogistas em MG
 Ajude A Roswell

 




Home | Lua | Ajude | Links | Fale Conosco |

Os Extraterrenos

navenointeiror.jpg (34767 bytes)Haveriam povos ou civilizações inteiras habitando o interior de nosso planeta? Como isso é possível ? E o calor interno e a falta de iluminação solar? Como haveria Vida por assim dizer nas entranhas da Terra,que é um planeta maciço? Fica realmente difícil pro senso comum determinar tal possibilidade; mas haveremos de começar então com um questionamento para rebatermos um possível paradoxo: seria a Terra um mundo realmente maciço? Vale lembrar ao amigo leitor que há algumas centenas de anos atrás a pobre ciência concebia nosso orbe como sendo um mundo quadrado, absurdo que só foi derrubado quando navegadores transpassaram os limites da ignorância e provaram a circunferência do globo.Antes disso Galileu Galilei tinha tentado mostrar isso para todos : foi taxado de louco pela ciência e teve de recuar em sua proposta para não morrer; mesmo antes disso, na antiguidade, imaginava-se que a Terra e o céu estariam dentro de um gigantesco animal e as estrela seriam os furos na carcaça do mesmo. Depois, a apenas meio século,viriam alguns entusiastas nazistas com outra louca concepção de mundo interior achando que tudo estaria dentro de um grande invólucro ou receptáculo e que o céu e as estrelas estariam no meio; mais tarde Neil Armstrong sanearia isso com a primeira ida do Homem à Lua que era e é tida como divindade dos céus pelos indígenas; ficaria definitivamente provado que a Terra é redonda e estamos indiscutivelmente na superfície posto que nosso orbe foi visto e fotografado pelos astronautas da superfície lunar. Fico imaginando com tudo isso quais serão as nossas certezas no amanhã? 

A Estrutura Planetária

Terra_oca.jpg (31715 bytes)Em primeiro lugar para se entender a questão dos intraterrenos é preciso que rompamos essa primeira barreira : a concepção da Terra como uma esfera sólida e perfeita (hipótese última que também já sucumbiu depois que se provou o achatamento dos pólos). Não haveria realmente como tantas evidências sobre tais seres se concretizassem em provas reais se o planeta fosse maciço e com uma enorme temperatura interna a medida que se aproximasse de seu "centro ígneo de magma".Não seria mesmo possível, seria? O Dr. Raymond Bernard importante físico nuclear e um dos principais questionadores modernos sobre a estrutura terrestre mostrou bem isso em sua obra "The holow Earth", na qual narra a exploração feita pelo contra-almirante Richard Edward Byrd que avançou pelos pólos Norte e Sul a mais de 2000 e 3000 kms respectivamente e encontrou terras férteis além das regiões glaciais, sem que os instrumentos acusassem normalmente que teria passado pelos topos polares e dado a volta logo em seguida, pois não atingiram as prováveis regiões previstas pelos mapas. em seu percurso em busca dos pólos centrais o almirante Byrd não os encontrou porque eles simplesmente não existem! Sua busca foi frustrada por uma descoberta infinitamente mais fascinante e Fantástica. Byrd ao avançar além dos pré-supostos pólos teria atingido a embocadura ao interior de nosso planeta que seria um mundo COMPLETAMENTE OCO ! Lá ele viu vegetação exuberante, vigorosa fauna com aves desconhecidas para ele e grandes vales com extensos rios e oceanos também. O leitor perguntará : mas com que luz haveria essa exuberância toda? Toda a superfície côncava é iluminada por um centro ígneo (mas não a grande massa de lava que tantos ainda sustentam em suas convicções): um forte SOL CENTRAL irradiando permanentemente energia vital à fauna e flora e aos demais habitantes do interior côncavo planetário.Logo abaixo ilustraremos sobre a estrutura da crosta terrestre e as aberturas polares que levaram o contra-almirante Byrd a conhecer esse INTRAMUNDO, como assim defini. A crosta terrestre teria uma espessura de quase 1300 kms suficiente para sustentar todo o centro de gravidade planetária em função de sua grande massa já que o que vale para fora na gravidade valeria para dentro também. As convexidades polares teriam uma semicircunferência de 1930 kms entre os limiares do exterior e interior, constando que Byrd avançou cerca de 2700 kms além do primeiro limiar o que o levaria a 800 kms interior adentro (só não avançou mais porque lha faltaria combustível para uma exploração inusitada);já pelo pólo Sul ele entrou mais de 1000kms adentro pois ultrapassou os 3.500 kms além do limiar exterior.Essas aberturas polares teriam mais de 2000 kms de diâmetro,o suficiente para o explorador não ver que estaria entrando por essa embocadura: isso só seria assinalado porquê os instrumentos de navegação teriam um comportamento anômalo fazendo a agulha da bússola por exemplo a se inclinar para cima.O fenômeno das aberturas explicaria inclusive a manifestação de outro fenômeno já conhecido dos habitantes da regiões glaciais:a Aurora Boreal.Esta seria o resultado da incidência dos raios do Sol intraterreno cujos raios passariam pela abertura norte e a refração da luz nas nuvens causaria o fenômeno visto pelos esquimós mais adjacentes ao local. O Sol Central,grande sustentador telúrico terrestre, tem cerca de 960 kms de diâmetro simetricamente distante de qualquer ponto da superfície côncava(interior) do Intramundo terrestre,com cerca de 5000 kms para cada lado dando espaço suficiente para navegação aérea e amenizando a temperatura da atmosfera e superfície intraterrenas posto que a irradiação deste Sol é bem mais amena que a do nosso Sol externo com uma luz mais branda mantendo o interior num faixa constante de 25° Celsius, uma temperatura ideal para a vida animal e vegetal.As irradiações deste Sol seriam por sua vez tão benéficas aos seres vivos (uma vez que é um grande emissor de energia Onozone) que lá,segundo registros,animais e vegetais cresceriam mais e teriam mais logevidade:exploradores teriam visto neste interior terrestre animais enormes como um grande paquiderme parecendo ser um Mamute.Mas como pode haver mundos ocos? Que base científica se encaixa na formação de tais mundos? A base da própria física,analisando força centrífuga:quando um planeta é digamos gerado por uma estrela, este segue sua mesma diretriz de movimento centrífugo e circular e translatório como aliás o é em todo o nosso universo local. Planetas, sistemas estelares, constelações e até galáxias estão sempre em constante movimento e se distanciando em relação aos demais e crescendo em relação a si próprios como no caso das galáxias e do todo Cósmico que não para de expandir e evoluir.A Terra na sua formação tem expelido sedimentos ao longo dos milhões de anos que foram se distanciando do centro formando nesse movimento a sua estrutura semiesférica fazendo o diâmetro da linha equatorial ser maior que em relação ao meridiano que coincide com os pólos.Com o esfriamento do orbe houve a formação da crosta terrestre gerando também grandes bolsões ou vãos subterrâneos que são notados por nossas enormes grutas e logicamente,houve a formação das aberturas polares já que estas estão exatamente no eixo central de rotação planetária e não poderiam de forma alguma, respeitando-se as leis da física, deixar de serem formadas.Aliás esse espiralamento dos movimentos é chamado de evolução de uma trajetória e assim acontece em tudo.Todas as coisas evoluem realmente numa espiral de dentro para fora e isso é astrofísica, física nuclear, física quântica e espiritualidade. 

 A Super Raça Intraterrestre

Fenomeno_terra_oca.jpg (57565 bytes)E quanto aos mticos habitantes do interior do planeta ? Quem são e de onde teriam vindo ? São terrestres e Humanos como nós? A resposta sobre essas questões responderia outras dúvidas acerca de outras ocorrências insólitas: a dos chamados Discos Voadores por exemplo. Raymond Bernard assevera que a origem destes engenhos seria intraterrena fabricados e tripulados pelos habitantes do interior; ele conta em parte com nosso apoio sobre essa questão : parte dos fenômenos ufológicos estão relacionados ao intraterrenos sim ! Mas os discos voadores definitivamente não são exclusividade deles; nem de onde vêm nem sobre quem os tripula. Pedimos perdão ao leitor se a Home-page carece um pouco de provas. Estas páginas, nos desculpe a franqueza não são para céticos ou similares pois estes sempre procuram desculpas para fugirem à realidade dizendo se apoiarem nas provas materiais ou coisa que o valha; o homem por exemplo jamais deu provas ditas materiais sobre a existência do átomo mas ele existe! Não poderíamos perder tempo para enumerar evidências ou provas aqui, pois isso demandaria espaço e seria necessário um postulado com centenas de kbytes para quase todo link deste site e o real interessado não teria "saco" para ler tantas futilidades que os céticos exigem. Tentamos sim ser o mais simples possível nas questões e tentamos dar explicações o mais próximo possível da nossa realidade buscando sermos claros e objetivos mas de forma resumida. Mas então vamos valar desses seres, já que falamos dos extraterrestres em outra seção da HP. O rosacruciano Edward Lytton levanta teses sobre parte da origem desses seres como sendo terrestres mesmo, como nós. Uma civilização ante - diluviana teria migrado para as entranhas da Terra alguns indo para os grandes bolsões outros teriam passado pelas aberturas polares e adentrado ao intramundo; ademais existiriam grandes canais ou passagens ligando os bolsões ao interior terrestre que teriam entradas tanto em grutas adjacentes aos bolsões quanto também haveriam passagens submersas nos oceanos, assim todo o grande reino intraterrestre estaria interligado. Uma parte dessas galerias e passagens ficou a cargo da própria natureza como já falamos; a outra seriam obras de aprimoramento das passagens pela própria civilização intraterrena. Esses seres seriam inicialmente os remanecentes dos atlantes, dos lemurianos, dos pré-incas e dos incas sendo que posteriormente adentraram neste mundo os egípcios e os tibetanos como sendo ramificações destes antigos povos que sobreviveram ao dilúvio, conservando os antigos conhecimentos e mantendo contato com estes seres. Este mundo insólito ficou conhecido pelos metafísicos, místicos e iniciados como ÁGARTHA, que inicialmente é o nome dado ao grande continente central do interior da Terra onde foi fundada (talvez pelos Homens de Luz atlantes) a cidade com mesmo nome. O grande centro (ou capital) deste império subterrâneo fica em SHAMBALLAH , uma cidade que é a moradia dos seres mais evoluídos deste planeta. Esta grande legião de seres intraterrenos, salvo os povos extraterrestres que também residem ou trabalham ou estagiam neste império, é conhecida como Grande Fraternidade Branca sendo que a maioria deles residem em Shamballah que em nível vibratório representa a energia do próprio Sol Central . Esta cidade, bem como a de Ágartha , é totalmente extra-física como aliás muitas do grande império de Ágartha são; A grande Ordem de Melchizedek cujo líder Melchizedek (lê-se Melquizedek) é conhecido pelos iniciados budistas como o REI DO MUNDO residem em Shamballah. As grandes diretrizes cósmicas sobre o auxílio das altas miríades ( hierarquias ) macrocósmicas ao nosso planeta e à nossa evolução passam diretamente por esta cidade que é um grande centro emanador de LUZ.Os grandes seres que iluminaram este orbe como JESUS CRISTO,BUDA (GAUTAMA),SÃO FRANCISCO DE ASSIS,O CONDE DE SAINT GERMAIN,vieram deste paraíso e lá hoje estão, embora muitos deles estejam participando também de missões de auxílio em outros mundos (destes citados o mais direcionado no momento para nosso mundo é Saint Germain que lidera o sétimo raio de Luz Solar com a Chama Violeta, cargo de líder dos sete raios que foi passado a ele por Cristo em 1956, quando o senhor da Humanidade passou a ocupar outro posto cósmico). SanatKumara.jpg (39222 bytes)O grande fundador deste local que certamente começou esse grande império de subterrâneo que hoje é Ágartha foi SANAT KUMARA o príncipe planetário de Vênus que construiu Shamballah e fundou a Grande Fraternidade Branca na Terra que foi elaborada nas bases da Grande Fraternidade Azul de Sírius, local de origem da Terra. Inicialmente Shamballah foi erguida no deserto de Gobi quando aquela região era rodeada de água; Kumara lá desembarcou com os primeiros membros da futura Fraternidade Branca e numa pequena porção de terra ergueu a Fortaleza de Luz que ficou conhecida como Ilha de Shamballah ou Shangri-lah. Era inicialmente física mas depois por motivos de segurança,a vários milhões de anos, foi transmutada extrafisicamente para o centro do planeta e vibra nas dimensões do mental superior ( astral não alcança este local ). A bem da verdade, existem grandes cidades tanto físicas quanto etéricas no centro do planeta e nas grandes galerias; aquelas que não estão no intramundo e estão mais próximas à nossa superfície usam um tipo de iluminação artificial que capacita a fotossíntese vegetal e usam uma freqüência física superior à nossa tanto para suportar os efeitos do envelhecimento quanto do calor da terra também. É necessário assinalar que quanto mais sutil a freqüência atômico-molecular de um corpo menor os efeitos do calor sobre ele, pois o calor é um resultado físico com um determinada vibração física. Esses seres que são remanescentes dos incas e atlantes por exemplo, já tem DNAs bem superiores ao nosso muito menos suscetíveis à polarização das energias e por conseguinte com alta capacidade vibratória e bio-energética.  Como os agartinos são remanecentes dos antigos povos que conviviam com raças extraterrestres eles não só tem o domínio da transmutação genética e material , mas também detém a grande tecnologia do eletromagnetismo e da física nuclear, grandes legados de seus ancestrais e dos colonizadores alienígenas.Esta evoluidíssima civilização, que também são Humanos mas com outra genética, é conhecida pelos antigos celtas e druídas como os descendentes diretos de uma Super Raça Hyperbórea que seriam os grandes seres de vibração solar que desembarcaram na terra no passado e deixaram seu grande legado aos lemurianos e aos atlantes. Eles usam seus discos voadores para viajar em seu vasto império, desempenhar grandes pesquisas de fusão e transformação elementar em certas camadas da crosta terrestre, visando equilibrar as forças elementais abaladas pelos transtornos que o homem sub-humano da superfície tem gerado, para evitar grandes abalos e catástrofes. Também policiam de perto os grandes experimentos nucleares do Homem da superfície e se necessário intervêm com suas naves ( e já interviram muitas vezes), pois afinal o planeta é deles também e com o diferencial deles o respeitarem. Hoje eles formam um vasto domínio subterrâneo que estão divididos em grandes cidades como Létha, Miz Tis Tlan, Duat, Aurora , Ágartha , Canaã , Fátima , Monte Shasta , entre muitas outras. Eles são o braço direito de ação da G.F.B. para a ação na superfície: muitas das sociedades secretas fundadas no passado são Ordens lançadas por eles através de seus enviados : Rosa-Cruz , Ordem Q. dos 49, Ordem da Mão Vermelha , Celtas , Druídas , a Escola Iniciática do Tibet , os Belmonts, O Monastério Teúrgico, a Teosofia e a Eubiose, são ações intraterrenas de Ágartha na superfície para inspirar e orientar ocultamente os líderes mundiais quanto ao caminho que a humanidade percorre e também para aplacar as ações dos agentes negros ocultos na Terra; e eles contam com o apoio total das Fraternidades Universais e dos Comandos Extraterrestres para isso ! 

As Passagens

Almirante_Richard_Edward_Byrd.jpg (38764 bytes)Logicamente não poderíamos encerrar este segmento sem enfatizar a questão das diversas passagens para o mundo intraterreno. A mais polêmica de fato são as convexidades polares com suas enormes aberturas, que levaram o almirante Byrd à mais incrível descoberta dos últimos séculos. Outros exploradores também navegaram por estas passagens: certa vez contou um jovem navegador que ele e seu Pai foram adiante para explorar o pólo norte e quando foram bem mais adiante já na zona crepuscular uma estranha luminosidade ia surgindo aos poucos com um Sol diferente erguendo-se ao horizonte que não parecia ser tão longínquo quanto deveria ( é o fenômeno da passagem pela convexidade polar entre os limiares). Logo após viram um mundo completamente diferente a sua frente com muitos vales , rios , grandes pássaros e um gigantesco mamute se movendo entre as selvas. Conta a testemunha que continuaram a navegar muito até que famintos resolveram descer em terra logo em seguida foram recebidos por seres gigantescos com mais de 3 metros de altura ! Foram bem recebidos por eles e refizeram sua alimentação com frutas enormes e muita fartura (as uvas se pareciam mais com grandes ameixas pelo seu tamanho). Eles ficaram em companhia dos gigantes durante vários dias depois partiram.Há sem dúvida outras prováveis passagens e cercadas com muitas histórias fascinantes : a Sociedade de Eubiose com sede matriz em São Lourenço-M.G. que manteria contato mental com seres da Grande Fraternidade diz que há várias passagens pelo mundo e pelo Brasil inclusive. Haveriam entradas para essas cidades internas logo abaixo da superfície no subsolo da Grande Pirâmide Queóps no Egito, logo abaixo do Monte Shasta nas Montanhas Rochosas, em entradas secretas em Lhasa capital do Tibet e em inúmeras cavernas nas cordilheiras dos Andes (que foram os refúgio dos antigos incas para se protegerem das catástrofes cíclicas e por último para seus remanescentes serem acolhidos quando o último Rei inca foi morto pelos espanhóis). O Brasil em particular é um dos mais privilegiados com essas passagens: muitos quilômetros de passagens entre cidades subterrâneas percorrem os subsolos brasileiros em especial na região de Santa Catarina próximo à Joinville , há algumas entradas escondidas na Floresta Amazônica e a famosa Serra do Roncador no Mato Grosso, local que tem atraído esotéricos de todo o mundo em busca de contato com esses povos.O problema é que essas passagens requerem preparo e sintonia vibracional para serem vistas ,além de serem guardadas pelos Xavantes e pelos Índios Morcego. O ocultista e coronel inglês Williann Fawllcet, que era um iniciado, veio ao Brasil em busca dos mundos intraterrenos e após grande peregrinação para obter preparo,ele teria adentrado em um dos portais e estaria vivendo com esses povos até hoje. No momento eles com certeza não desejam manter contato conosco, pois nossa baixa vibração e alta polaridade os prejudicaria,mas eles preparam o terreno de alguma forma para subirem um dia novamente, no momento em que houverem muitas tribulações a serem passadas por nós e quando não existir mais espaço para diferenças mesquinhas e encararmos o caminho dentro da Fraternidade Universal. Até isso ocorrer o sofrimento é somente nosso, não deles. 

     Saiba Mais

Extraterrenos - Saiba mais sobre esses seres que habitam o centro do Planeta Terra. Saiba +

Ovnis - Os estranhos objetos voadores não identificados. Saiba +

Como são Eles - Fique sabendo como e onde vivem cada um desses pequenos visitantes. Saiba +

Home | Lua | Ajude | Links | Fale Conosco |

© 2001 Roswell Home Page , Site design by Gabriel Henrique Czernisz.
1